quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Quadrinha é presa no DF por manter família refém para roubar banco

Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu no Distrito Federal na manhã desta quarta-feira (31) quatro pessoas suspeitas de manter refém a família de um gerente para roubar o banco onde ele trabalha, em Luziânia (cidade goiana no Entorno do DF).Segundo a PRF, a quadrilha teria assaltado o banco nesta terça-feira (30) e a família do gerente do banco foi mantida refém durante todo o crime. O Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) de Luziânia informou que os familiares do gerente foram liberados apenas na manhã desta quarta

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Bebê foi achado em casinha de cachorro, asfixiada e com 10 facadas

Uma estudante de Psicologia de 19 anos é suspeita de ter matado o bebê ao qual teria dado à luz, no bairro de Itapuã, em Salvador (BA). A jovem deu entrada no Hospital Sagrada Família no último dia 18 de agosto precisando de uma curetagem, procedimento comum feito após um parto, mas não soube responder onde estaria seu bebê, e por isso os médicos da unidade hospitalar desconfiaram e acionaram a polícia.
Na casa dos tios, onde ela mora, a polícia encontrou o corpo de uma criança na casa do cachorro. De acordo com a polícia, o bebê foi morto asfixiado com papel higiênico e ainda recebeu dez facadas.
Questionada, a garota, que já tem um filho de três anos, afirmou não lembrar da gravidez e nem do parto. Ela ainda precisou ficar internada por cinco dias na unidade hospitalar.
De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Civil, laudos periciais já foram solicitados e um exame de DNA será feito para saber se a criança encontrada na casa dos tios de Verena é mesmo filho dela.
Fonte: R7

Traficantes de drogas sintéticas e organizadores de festa rave que teriam plano para matar juíza

Única a julgar casos de homicídio em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, a juíza Patrícia Acioli, morta com 21 tiros em Niterói no último dia 12, incomodava todos os tipos de criminosos: de milícias a grupos de extermínio, passando por máfia de vans, de jogo do bicho e traficantes de drogas.
O processo administrativo nº 2008-231986, do dia 6 de agosto de 2008, revela que supostos traficantes de drogas sintéticas, responsáveis pela organização de festas rave em São Gonçalo planejavam “alguma ação criminosa” contra a juíza. A informação consta do documento nº 1794.8.2008 do Disque-Denúncia. O motivo apontado pelo denunciante seria o embargo de eventos na região. O informe identifica três pessoas (pelos apelidos) como supostos autores.
Em documento do Departamento de Segurança Institucional do TJ-RJ, assinado em 24 de agosto de 2008 por um sargento da PM, ele informa que fez diligências em Niterói, São Gonçalo e Maricá. O policial diz ter consultado órgãos de inteligência dos batalhões da área e outros colaboradores sobre os alvos da denúncia.
Foi constatado, segundo o documento, que um dos organizadores das festas é dono de uma lavanderia em São Gonçalo. Informações atribuídas a colaboradores do sargento responsável pela investigação considera que, nas festas, “é normal encontrar pessoas com aparência de ter ingerido algum tipo de droga sintética”. No texto, o investigador ressalta que não obteve informações de que o organizador dos eventos fosse responsável pela venda de drogas nas festas.
O segundo homem identificado é um personal trainner e professor de dança, no Rodo, em São Gonçalo. Um terceiro homem apontado na denúncia não foi identificado porque tem o apelido muito comum. Por fim, o investigador conclui: “com relação ao grau de periculosidade, segundo informações, não consta nada digno de registro".
Fonte: R7

Assassino suspeito da supervisora Vanessa chega hoje a São Paulo

O suspeito de ter estuprado e matado a supervisora Vanessa de Vasconcellos Duarte, 25 anos, em fevereiro deste ano, deve chegar a São Paulo nesta segunda-feira (29). Conhecido como Buda, Edson Bezerra Gouveia, foi encontrado pela polícia de Sergipe (SE) em uma plantação de laranja, na cidade de Cristianápolis, 120 km da capital Aracaju.
A  equipe do setor de homicídios da Delegacia Seccional de Carapicuíba viajou na tarde de sábado (27) para buscar o suspeito. No domingo (28), o delegado Alexandre Hipólito e mais dois policias fizeram diligências pela capital sergipana
Com a chegada de Buda a capital de São Paulo, a polícia pretende ouvi-lo novamente sobre o caso e quer colher o DNA dele para cruzar com os dados do esperma encontrado do corpo da vítima. Após o interrogatório, é  provável que ele seja levado ou para a penitenciária de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, ou de Sorocaba. 
O suspeito foi indiciado por homicídio triplamente qualificado. Buda também já tinha sido condenado por receptação, roubo, ato obsceno e atentado violento ao pudor. Ele cumpria regime semiaberto quando fugiu do presídio de Tremembé em fevereiro de 2010.
Crime 
A jovem Vanessa deixou a casa do noivo, Luiz Vanderlei de Oliveira, em Barueri, na Grande São Paulo, no início da manhã do dia 12 de fevereiro. Na mesma manhã, as amigas estranharam a demora e tentaram achá-la. Um policial militar e dois amigos da supervisora decidiram realizar buscas por contra própria.
No fim da tarde de domingo, o trio foi informado sobre um local de desova de carros e decidiram conferir. Acharam o corpo de Vanessa no meio da mata em Vargem Grande Paulista, também na Grande São Paulo.
Fonte: R7

Russo mata e faz croquetes com a carne da vitima

A polícia prendeu um russo de 21 anos que disse ter comido outro homem de 32 anos a quem conheceu em um site para homossexuais, indicou nesta segunda-feira a comissão investigadora da região de Múrmansk (noroeste da Rússia).
O jovem disse ter convidado a vítima para sua casa no dia 19 de agosto. Depois de esfaquear o convidado, o cortou em pedaços e o comeu. Durante uma semana, afirmou, cozinhou os restos e preparou croquetes e salsichões, acrescentou a comissão investigadora.
Seu "único motivo (...) era provar carne humana", segundo o chefe desta comissão, Fiodor Bliudionov, indicou a agência Ria Novosti. Optou por ter contato com sua futura vítima por meio de uma página para homossexuais por considerar que se trata de uma pessoa "reservada que prefere não divulgar os contatos que tem", acrescentou Bliudionov.
Fonte: Terra

EUA - Vermont - Foi a pior inundação em 40 anos

Os moradores de Vermont enfrentaram fortes enchentes nesta segunda-feira, depois que a passagem do furacão Irene provocou a pior inundação no Estado em quase 40 anos, alagando estradas e derrubando a energia.
Casas e empresas foram inundadas depois da forte chuva do Irene, que já tinha sido reduzido a tempestade tropical quando atingiu Vermont no domingo.
Ao menos uma pessoa morreu após ser arrastada para um rio transbordado na região montanhosa da Nova Inglaterra, que raramente enfrenta tempestades tropicais.
As águas da enchente invadiram o centro de Brattleboro, uma comunidade artesã de 12 mil pessoas ao longo do Rio Connecticut. Ao menos uma das pontes cobertas do Estado foi levada pelas chuvas do Irene, que fizeram os rios transbordar.
O governador Peter Shumlin considerou a inundação como catastrófica e diversas pessoas tiveram que ser resgatadas. Cerca de 50 mil pessoas estão sem energia, segundo autoridades nesta segunda-feira.
Shumlin ordenou que escritórios do governo ficassem fechados nesta segunda e pediu que os moradores de Vermont ficassem em casa e fora das estradas, enquanto equipes de emergência se aproximavam das áreas mais atingidas nos condados de Rutland e Addison, ao sul e no meio do Estado. Informes climáticos disseram que a inundação foi a pior em Vermont desde 1973 e talvez desde 1927.
O furacão Irene castigou o litoral leste dos Estados Unidos no sábado e no domingo, começando na Carolina do Norte, e pode ter causado seus maiores danos no interior do país, com chuvas pesadas em Massachusetts e Vermont.
Na madrugada, quase todas as estradas em Vermont, com exceção das interestaduais Rotas 89 e 91, estavam fechadas em algum ponto por causa de enchentes, disse Robert Stirewalt, porta-voz da Agência de Gerenciamento de Emergência de Vermont, nesta segunda-feira.
Conhecido por seus muitos rios e lagos, o Estado de Vermont tinha equipes de resgate aquático preparadas para agir e todos os funcionários de emergência no pequeno Estado foram convocados para ajudar, disseram autoridades. 
Fonte: Terra

Ele vai responder por homicidio, diz delegado sobre ex-coordenador da Lei Seca

O ex-coordenador da Lei Seca e subsecretário de governo da Região Metropolitana do Rio, Alexandre Felipe, vai responder por homicídio depois que uma das vítimas de um atropelamento em Niterói morreu no fim de semana. A informação é do delegado Alexandre Leite, da 81ª DP (Itaipu), que está à frente do caso. Segundo o delegado, Alexandre Felipe teria atropelado também uma mulher e os dois filhos dela.
"Ele vai responder por homicídio. Isso é certo. Mas vou aguardar o depoimento das testemunhas e o laudo da perícia para decidir se ele vai responder por homicídio doloso ou culposo. Tenho que analisar todos os fatos", explicou Leite, que vai ouvir outras vítimas ainda nesta segunda.
Enterro
O corpo de Ermínio Cosme Pereira, de 52 anos, que teve o diagnóstico de morte encefálica confirmado no sábado (27), vai ser enterrado nesta segunda-feira (29), no Cemitério de Itaipu, em Niterói. O horário do enterro, no entanto, ainda não foi confirmado pelo cemitério.
Exame de alcoolemia
Na sexta (26), Alexandre Felipe fez um exame de alcoolemia cujo resultado preliminar, segundo o delegado, deu negativo.
À rádio CBN, o subsecretário contou que voltava de uma festa e admitiu ter bebido meia taça de vinho. Alexandre Felipe reconheceu que foi um erro, mas argumentou que a bebida não comprometeu seus sentidos, e que a quantidade de alcool ingerida está dentro do limite permitido por lei.
Alexandre também afirmou que desviou de uma bicicleta e, por isso, perdeu o controle do veículo. Ele disse não prestou socorro às vítimas porque entrou em estado de choque. O advogado informou que o acidente foi uma "fatalidade".
"Ele perdeu o pai há uma semana. Esse acidente foi uma fatalidade. Pelo o que eu vi, ele bebeu uma taça de vinho. O local do acidente é cheio de buraco e escuro. Uma bicicleta apareceu do nada e bateu no carro ", informou José Maurício Ignácio.
O advogado falou ainda que Alexandre faz uso de remédio controlado: "Ele toma remédio de tarja preta, mas isso não quer dizer que ele tomou o remédio e ingeriu álcool. Ele toma remédio para dormir", disse ele.
Fonte: G1

ISS filma Ovni charuto sobre o furacão Irene

A Estação Espacial Internacional – ISS, filmou o que parece ser um OVNI que passa entre as cameras e sobre o furacão Irene.
 Veja o video e note em 4:54

sábado, 27 de agosto de 2011

Servidor do DNIT é atropelado enquanto montava sinalização na BR-040


Por volta das 15h30 deste sábado (27/8) um funcionário do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT) foi atropelado por um motociclista quando estava fazendo a sinalização da BR-040. 

Baseado em informações de testemunhas, o condutor da moto fugiu sem prestar socorro, mas foi abordado em seguida no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Com a batida, o homem que colidiu com o funcionário do DNIT teve ferimentos leves. O Corpo de Bombeiros foi o responsável pelo socorro da outra vítima. A PRF não soube informar o estado de saúde dele.
Fonte: Correioweb

Cinco Mortos em acidente com bonde no Rio

O coordenador do Corpo de Bombeiros, major Ricardo Gomes, afirmou que há cinco mortos no acidente com um bonde em Santa Teresa, no Centro do Rio, na tarde deste sábado (27). Segundo ele, que coordena o trabalho de socorro às vítimas, há cerca de 30 feridos.
O bonde tombou na Rua Joaquim Murtinho e ficou completamente destruído. Não há informações sobre a gravidade dos feridos, que foram encaminhados para hospitais da região. Agentes dos bombeiros, da Defesa Civil e policiais militares estão no local.
Fonte: G1

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Governo do México oferece R$ 3,9 mi por paradeiro de terroristas que atacaram Cassino

A Procuradoria Geral da República (PGR) oferece R$ 3,9 milhões (cerca de 30 milhões de pesos mexicanos) por informação verdadeira e útil dos autores do ataque ao cassino Royale, em Monterrey, no Estado de Nuevo León, que deixou pelo menos 52 mortos nesta quinta-feira. O Comunicado diz que o "Programa Recompensas otorga até 30 milhões de pesos por informações oportunas para identificação, localização, detenção ou apreensão dos responsáveis" pelo atentado.
A PGR comunicou também que "a identidade de quem passar dados será mantida em absoluto sigilo sem que sua integridade seja colocada em risco". O governo disponibilizou à população um endereço eletrônico e números telefônicos para receber informações de qualquer parte do país.
Mais de 50 pessoas morreram, a maioria asfixiada, depois que bandidos supostamente ligados ao crime organizado incendiaram o cassino Royale em Monterrey, capital do Estado de Nuevo León. Seis homens que saíram de dois veículos invadiram o Casino Royale, de dois andares, e, segundo versões de testemunhas, deram tiros e jogaram granadas. No entanto, fontes oficiais disseram que os agressores não realizaram disparos e que o propósito do ataque era incendiar o local. Os bandidos atearam fogo no cassino com um "líquido inflamável", aparentemente gasolina, o que provocou um incêndio

Mulher tenta matar marido no Paraná para ficar com amante de 16 anos

A Polícia Civil do Paraná prendeu, na manhã de quinta-feira, uma mulher de 20 anos suspeita de planejar, com a ajuda de seu amante de 16 anos, a morte do marido. Segundo a polícia, a jovem Abkeila Souza Pinheiro também teria forjado o próprio sequestro para tentar extorquir seu próprio pai.
De acordo com as investigações do Grupo de Diligências Especiais (GDE) da 6ª Subdivisão de Foz do Iguaçu, Abkeila estava tendo um caso extraconjugal com o adolescente e, juntos, teriam planejado um suposto latrocínio (roubo seguido de morte), para que nenhuma suspeita contra o casal fosse levantada. O irmão do amante, um adolescente de 15 anos, ajudou no crime.
Na noite do dia 20 de julho, o marido da suspeita, Jonas Chimicoviak, 24 anos, foi baleado pelos adolescentes quando estava em casa, no Jardim Europa, bairro de Foz do Iguaçu. Ele foi levado em estado grave para o hospital. Segundo a Polícia Civil, Jonas está em um quadro vegetativo e "pouco pode ajudar nas investigações".
Falso sequestro
Abkeila é suspeita também de forjar o próprio sequestro para extorquir seu pai. Na última quarta-feira, ela foi encontrada em um hotel em Santa Terezinha de Itaipu pelos policiais do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre). Os policiais rastrearam as ligações telefônicas e chegaram ao local enquanto ela esperava o amante chegar com R$ 4 mil que havia pedido como resgate.
Abkeila e Jonas têm dois filhos, de 1 e 2 anos. Segundo a polícia, Abkeila pagou R$ 750 para comprar a arma e a munição. Os R$ 4 mil que ela pediu de resgate no falso sequestro serviriam para cobrir os gastos do trio, já que os três suspeitos estão desempregados.
"Ela precisava ser estudada pelos seus comportamentos, porque, apesar de ser lúcida, as atitudes da jovem são muito más e ela é fria", disse o delegado do GDE, Ítalo Sega. Abkeila será autuada por extorsão, corrupção de menores e tentativa de homicídio.

Rombo de R$ 20 milhões - Policia Federal prende 17 pessoas em Salvador

SALVADOR - Dezessete pessoas foram presas nesta quinta-feira (25) na Operação Nevasca da Polícia Federal e INSS. A ação foi realizada em Salvador e Região Metropolitana. Entre os detidos, estão quatro servidores da Previdência Social, um da Caixa Econômica e dois contadores.

O grupo é acusado fraudar mais de 500 benefícios, dando um rombo de mais de R$ 20 milhões aos cofres públicos. De acordo com a PF, a quadrilha agia desde 2005 e era investigada há um ano e meio. Eles compravam empresas falidas ou utilizavam dados de empresas funcionando, mas sem o conhecimento dos empregadores.

Com essas informações, eles solicitavam benefícios como auxílio doença, pensão por morte e aposentadoria. De acordo com a PF, os segurados dos benefícios fraudados serão investigados. Há informações de que em alguns casos o cidadão de fato teria direito ao benefício, mas solicitou de forma fraudulenta.

Os presos são ouvidos na sede da PF em Água de Meninos. Além das prisões, foram apreendidos documentos em escritórios de contabilidade e solicitado sequestro de bens de uma residência. Segundo a polícia, alguns veículos também foram apreendidos.
Fonte:Radar64

Homem acusado de levar ex-namorada ao suicídio vai a júri popular em Brasília

O Tribunal do Júri de Brasília julga na próxima segunda-feira (29/8), a partir das 9h, Kleber Ferreira Gusmão Ferraz, 42 anos, acusado de levar uma ex-namorada ao suicídio.

A morte ocorreu no dia 05 de março de 2007, por volta das 13h30, no Bay Park Hotel, Maria Aparecida, sob o domínio completo da vontade do acusado, ingeriu substância química capaz de produzir a sua própria morte, vindo a óbito apesar do atendimento médico. O promotor explica que o réu teria utilizado o estado depressivo da moça para manipulá-la, levando-a ao suicídio. Os dois teriam um relacionamento amoroso bastante conturbado e ele teria tirado proveito financeiro da mulher ao extremo, a ponto de levar a vítima a endividar-se no auxílio do sustento do mesmo. Depois de usufruir dos recursos financeiros de que a vítima dispunha, Kleber ferreira teria, inclusive, estipulado um seguro de vida tendo o mesmo como beneficiário. O acusado começou a sugerir a prática de suicídio, fazendo-a crer que iria suicidar-se junto desta, preparando até o local da morte. Foi o acusado mesmo que adquiriu a substância que foi utilizada para o suicídio. Consta no processo que o seguro de vida foi feito no valor de R$ 210 mil.

O réu, que responde ao processo preso, responde por homicídio duplamente qualificado (artigo 121, § 2º, incisos I e III, do Código Penal). O Minitério Público aponta que Kleber "agiu por motivo torpe", por ter levado a vítima a uma situação de endividamento financeiro na qual somente sua morte traria lucro a ele, em decorrência do seguro de vida do qual era beneficiário. Poderá pesar também contra ele o fato de ter utilizado meio cruel de morte, veneno.
Fonte: AloBrasília

Erro Médico - Paciente internado para retirada de cisto no ovário acaba morrendo com o intestino perfurado

Médico é uma profissão designada para salvar vidas, mas muitas vezes, por despreparo ou descuido, esses profissionais acabam invertendo a função e levam pacientes à morte. Por ano, o Conselho Nacional de Medicina (CFM) recebe em torno de 800 denúncias de erros médicos, abusos na publicidade médica, comportamento antiético, conflitos com pacientes ou profissionais, entre outras condutas duvidosas.
A atendente Adriana Dias dos Santos, 35 anos, e sua irmã Taís Cristine Dias dos Santos, 36, passaram por momentos de desespero quando internaram a mãe, Joana Dias dos Santos, 59, no Hospital Regional de Arraias (TO), para retirada de um cisto no ovário pelo médico José Viana, ex-deputado estadual. A família acusa o profissional de erro médico, por ter perfurado o intestino de Joana. O erro atribuído ao médico, agravou o quadro de saúde da paciente, levando-a à morte.
Era apenas a retirada de um cisto no ovário
Tudo começou no início de maio, quando Joana saiu de Arraias, no Tocantins, cidade onde morava, para vir à Brasília fazer exames de saúde. Aqui Joana, de 59 anos, descobriu que estava com um cisto no ovário. Na época, havia sido acertado que a paciente faria a cirurgia em Brasília, mas ao voltar para Arraias, antes da data marcada para a cirurgia, Joana resolveu mostrar os exames ao médico e amigo José Viana que se colocou à disposição para, ele próprio, fazer a cirurgia no Hospital Regional de Arraias. “Ela não quis nos dar trabalho aqui em Brasília e resolveu ficar por lá mesmo”, disse Taís.
A cirurgia e a dieta
A cirurgia foi então marcada para o dia 4 de julho deste ano. Taís viajou para Tocantins para ajudar na recuperação da mãe. Começava ali a agonia da família. Uma intervenção cirúrgica que normalmente demora 50 minutos, durou quatro horas. Depois disso, o médico pediu para a paciente ficar em dieta zero por três dias, apenas tomando soro. Dois dias depois, José Viana mandou Joana ficar mais cinco dias sem ingerir alimentos e, ao mesmo tempo, suspendeu o soro, pois a paciente já estava muito inchada. “Ele justificou essa dieta zero, dizendo que houve uma aderência do cisto no intestino e que ele havia feito uma raspagem no intestino dela”, declarou Adriana.
Perfuração no intestino
Segundo as filhas, o parecer de José Viana atestando que Joana estava bem de saúde, sem mencionar a perfuração no intestino, provocou demora para os médicos de Brasília atuarem. Como o parecer do profissional de Tocantins dizia que ela estava bem, os médicos não quiseram acreditar nos familiares e preferiram aguardar. “O médico de Brasília falou que se o José Viana tivesse escrito no parecer que havia perfuração, ele teria aberto minha mãe na hora”, relatou as filhas.
A volta
Taís e seus três irmãos acompanhavam desesperados o sofrimento da mãe. “Ela dizia assim para mim: ‘Filha, em vez de um pouco de água, me traz água de coco, pois estou com muita fome’”, relatou Taís emocionada. No dia 7 de julho, três dias após a cirurgia, os filhos aflitos os filhos resolveram tirá-la do hospital e trazê-la para Brasília, para um hospital particular. Segundo Adriana, o diretor do Hospital de Arraias, o médico João Carlos, dificultou a retirada de Joana do hospital.
A família teve que custear a viagem da paciente. “Nós contratamos ambulância e enfermeiros e conseguimos trazê-la para Brasília. E só tiramos ela de lá porque o médico falava que ela estava super bem, mas visivelmente a gente via que era mentira”, disse Adriana.
O calvário de Joana
Joana dos Santos só foi voltar para a sala de cirurgia em 11 de julho, quando a equipe médica constatou que ela havia sofrido perfuração do intestino grosso em mais de um lugar. Os médicos retiraram cerca de três litros de fezes que haviam vazado no intestino da pacientea. Após a limpeza da secreção e finalizado o procedimento, Joana foi levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Só que, pelo tamanho da perfuração e pelo tempo que ficou vazando fezes do intestino, ela teve uma infecção generalizada”, contou Taís. O quadro de Joana foi se agravando durante a semana e ela veio a falecer no dia 16.

Justiça
Os filhos de Joana denunciaram o caso ao Ministério Público e ainda pretendem processar criminalmente os responsáveis pelo caso. “Vamos responsabilizar o médico pela imperícia dele e o diretor pela negligência”, afirmou Adriana. No dia 4 de agosto, o corpo de
Joana dos Santos foi exumado para uma perícia técnica. O processo corre em segredo de Justiça.
A promotora da 1ª Promotoria de Justiça Criminal de Defesa dos Usuários do Serviço de Saúde, Natália do Carmo Rios dos Santos, explica que existe uma comissão especial para cuidar das denuncias de cidadãos que se sentem lesionados por condutas médicas.
Ela também aconselha a população a procurar o Conselho Regional de Medicina para denunciar o médico pela má conduta ética exercida por ele.
Por meio de nota à imprensa, a Secretária de Saúde do Estado de Tocantis (Sesau) afirmou que a paciente apresentou, no pós-operatório, estado de saúde favorável. E que a responsabilidade pela retirada de Joana do hospital foi somente da família, conforme termo assinado. “Sobre ocorrências posteriores, a Sesau já prestou esclarecimentos ao Ministério Público Estadual”, diz a nota.
O médico José Viana não atendeu as ligações feitas pelo Alô. Segundo informações, o profissional está em campanha política. É candidato a prefeito da cidade de Arraias.
Fonte:AloBrasília

BR-070 - Motorista atropela criança de 4 anos é foge

Um menino de quatro anos e oito meses morreu atropelado na noite dessa quinta-feira (25/8), por volta das 20h, enquanto tentava atravessar a rodovia BR-070, Km-10, em Águas Lindas. No local onde o menino foi atropelado, há uma passarela para pedestres, mas a vítima e seus três irmãos optaram por atravessar pela pista. O motorista que se envolveu no acidente não parou para prestar socorro. Segundo a polícia, ele fugiu do local e não foi identificado.

A criança era o caçula da família: o mais velho tem dez anos e as duas meninas têm seis e sete anos. O pai informou, em depoimento prestado no Centro Integrado de Operações de Segurança (26/8), que havia pedido para o filho mais velho ir até um mercado que fica perto de casa, e não sabia que os três menores tinham ido com ele.

Os irmãos são moradores do bairro Águas Bonitas I e se encaminhavam para o Jardim América II, na outra margem. Mas não foi esclarecido o que as crianças pretendiam fazer no outro bairro, pois, o comércio indicado pelo pai fica no lado onde a família mora.

O corpo do menino de quatro anos foi encaminhado para a perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia. A procura pelo motorista continua nesta sexta-feira, mas, a polícia admite certa dificuldade em encontrá-lo, tendo em vista que as únicas pessoas que testemunharam o acidente foram os irmãos da vítima, que ainda não foram ouvidos.
Fonte: Correioweb

Criança de 5 anos é intimada para depor uma delegacia em Iaras

A criança de 5 anos que foi intimada a depor em uma delegacia em Iaras, a 285 km de São Paulo, recebeu a intimação por engano, segundo a Polícia Civil. O menino foi chamado para prestar depoimento sobre uma mordida dada em uma professora há cinco meses. Segundo o delegado Omar Sena Vieira, a intimação foi apenas um equívoco cometido pelo escrivão. O delegado informou que já enviou ao Ministério Público um documento corrigido.
A mãe da criança ficou indignada. “É um absurdo uma coisa dessa. Como uma criança de 5 anos vai na delegacia depor?”, questionou ela, que não quis se identificar.
A professora que sofreu a agressão trabalha há quase 20 anos no magistério. Ela disse que tentou separar uma briga entre as crianças quando foi mordida. “Eu fui retirar essa criança de cima da outra e foi quando ele reagiu e veio para cima de mim com mordidas, chutes, deixando hematomas nos meus braços”, disse Alessandra Eugênio Pagliato.
A educadora registrou boletim de ocorrência em fevereiro, mas só agora a família do menino recebeu a notificação.
O conselho tutelar, responsável por intermediar situações de violência envolvendo crianças, afirmou que só soube do caso essa semana, depois que a mãe e a criança foram intimadas.
“A criança não pode ter um tratamento vexatório. Quando acontece casos de violência que geralmente chega ao conhecimento do conselho, nossa atitude tem sido o de proteger os direitos da criança e do adolescente”, declarou o conselheiro tutelar Avelino Rodrigues de Oliveira.
Fonte: G1

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

PMs investigados por juíza morta no RJ foram afastados das ruas

Cinco policiais militares do 12º BPM (Niterói), que respondem por homicídio, foram afastados das ruas nesta quinta-feira (25). Segundo a assessoria da Polícia Militar, o afastamento foi determinado pelo comandante do batalhão, tenente-coronel Paulo Henrique Moraes, em cumprimento a uma decisão judicial da Patrícia Acioli, morta no dia 12 de agosto, quando chegava em casa.
Enquanto estiverem afastados das ruas, os cinco PMs só podem fazer trabalhos administrativos, dentro do batalhão. Ainda de acordo com a PM, eles respondem por homicídio na 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, onde Patrícia atuava.
A assessoria da PM não confirma se os cinco afastados estão na lista dos 91 policiais que eram investigados pela juíza. Na terça-feira (22), o comandante da PM, coronel Mário Sérgio Duarte, afirmou, ao falar sobre a morte da juíza Patrícia Acioli, que a punição para policiais militares envolvidos em casos gravíssimos é a expulsão da corporação.
Polícia procura bicheiro
Na quarta-feira (24), policiais da 75ª DP (Rio d'Ouro) estouraram o escritório de contabilidade do contraventor que controla o jogo do bicho em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Segundo o delegado Júlio Cesar Mulatinho, o bicheiro conhecido como "Anderson" é um dos investigados pela morte da juíza Patrícia Acioli. Em 2009, numa conversa telefônica gravada pela polícia, ele fez ameaças à magistrada.
O contraventor está foragido há dois anos. De acordo com o delegado, ele tem pedido de prisão preventiva por dois homicídios. Uma das vítimas seria um de seus gerentes, enquanto a outra seria uma testemunha do inquérito que apura a atuação da máfia das vans no município.
"Desde a morte da juíza intensificamos as investigações sobre pessoas que seriam suspeitas da morte dela. E ele é um dos suspeitos, pois já fez ameaças contra a juíza. Agora, com os documentos recolhidos, vamos aprofundar as investigações e verificar se há mais gente envolvida nos crimes não só da juíza, mas também nos outros crimes", disse o delegado, que vai encaminhar um relatório da ação desta quarta-feira à Divisão de Homicídios (DH), responsável pela investigação da morte da magistrada.
Único bicheiro da cidade, o contraventor controlava 171 pontos de aposta no município, nos quais realizava quatro sorteios por dia, segundo a polícia. Uma das anotações encontradas pela polícia mostra que, em pelo menos um dos pontos, o contraventor lucrava cerca de R$ 12 mil em cada sorteio.
"O trabalho de hoje foi importante para desestabilizar a contravenção em São Gonçalo. Agora, vamos investigar outros crimes que possam estar ligados ao jogo do bicho, como, por exemplo, a exploração de caça-níqueis, e até mesmo homicídios pelo controle dos jogos de azar na cidade", disse o delegado.
No escritório, um apartamento de dois quartos no bairro Estrela do Norte, cinco pessoas - sendo quatro mulheres- foram detidas. Elas foram levadas para a delegacia onde vão prestar depoimento e depois serão liberadas. Os detidos serão autuados por contravenção.
O advogado Técio Lins e Silva, contratado pela família da juíza, disse, nesta quarta-feira (24) que o inquérito que apura a morte da magistrada deve ser concluído nas próximas semanas.
Segundo o advogado, em conversa com autoridades policiais, elas garantiram que não haverá necessidade de prorrogação do prazo para a investigação.
"O inquérito deve ser concluído dentro desses 30 dias previstos pela lei. A polícia está prestes a apresentar resultados definitivos deste caso", informou Técio.
Ele recebeu nesta quarta-feira o processo administrativo de 2009, que estava arquivado no Tribunal de Justiça do Rio, onde, segundo ele, constam ofícios enviados pela juíza com pedidos de segurança e registros de ameaças recebidas pelo Disque-Denúncia. Técio falou ainda que não teve tempo de analisar a documentação.
"A primeira preocupação da família é descobrir o autor ou autores desta barbárie. O processo administrativo é uma segunda fazer nesta apuração", explicou ele.

Justiça de Pernambuco faz julgamento da mulher que mandou matar o pai, com quem teve 12 filhos

Uma mulher está sendo julgada no Recife, nesta quinta-feira (25), por mandar matar o próprio pai, com quem teve 12 filhos. De acordo com o processo, o pai a submetia a abuso sexual desde que ela tinha 9 anos. 
Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco, o julgamento começou por volta das 10h30, no Fórum Thomaz de Aquino, no Recife. A previsão é de que o julgamento termine até o fim da tarde.
O julgamento ocorre na Quarta Vara do Tribunal do Júri. Quatro mulheres e três homens, segundo o TJ-PE, compõem o júri popular.
Pelas informações do processo, a mulher tinha 9 anos quando começou a ser violentada pelo pai, um agricultor, com quem teve o primeiro filho aos 14 anos. O assassinato teria ocorrido quando a ré teria descoberto que o pai pretendia violentar uma das netas, que também é filha dele.
Dois homens que teriam sido contratados pela mulher para executar o crime já foram julgados, condenados e cumprem pena em presídios do estado pela morte.
Fonte: G1

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

O governo da Bolívia mostrou-se incomodado com as ligações telefônicas entre Embaixada dos EUA e Lideranças indígenas

LA PAZ, 24 AGO (ANSA) - O governo da Bolívia mostrou-se incomodado com as ligações telefônicas que um funcionário da Embaixada dos Estados Unidos em La Paz realizou a líderes do movimento indígena que protestam contra a construção de uma estrada em uma reserva natural.

A denúncia foi feita pelo próprio presidente Evo Morales no último domingo. Segundo o mandatário, um diplomata teria ligado para três lideranças indígenas que participam dos protestos.

O ministro da Presidência, Carlos Romero, que ocupa atualmente o cargo de chanceler interino, se reuniu hoje com o conselheiro da embaixada norte-americana, William Mozdzierz.

Romero manifestou o "mal-estar" e a "profunda contrariedade" das autoridades bolivianas com o fato de que tenham sido feitas "comunicações diretas, sem acudir em primeiro lugar ao Estado boliviano, a Chancelaria, que é a interlocutora direta".

Segundo o ministro, Mozdzierz teria admitido a ocorrência das ligações, que incluíram conversas com alguns analistas com o "objetivo de obter informação sobre a situação do país", e identificou o funcionário da embaixada que realizou os contatos.

O titular da Presidência boliviana, que considerou o "procedimento" impróprio de "uma relação bilateral que respeita a soberania de um Estado", pediu ao representante norte-americano um relatório sobre as ligações.

O governo boliviano considera que os telefonemas violaram a Convenção de Viena sobre privilégios e imunidades e a obrigação de um Estado de "não se imiscuir em assuntos internos" de outro Estado.

O diplomata norte-americano, porém, teria assegurado ao ministro boliviano, segundo o próprio Romero, que essa não era a intenção da Embaixada. Ao sair da reunião, Mozdzierz reiterou que seu governo "não tem nada a ver com a marcha indígena" e que pretende "melhorar as relações" dentro do "respeito mútuo".

No entanto, um dia antes da reunião com o ministro boliviano, a Embaixada norte-americana defendeu, em comunicado, que o diálogo com diversos setores é um "trabalho cotidiano da diplomacia" considerado "usual e apropriado".

Em 15 de agosto, os indígenas iniciaram uma marcha de Trinidad a La Paz em rechaço à construção da segunda parte da rodovia Villa Tunari-San Ignácio de Moxos, que corta ao meio a reserva natural TIPNIS e cuja responsabilidade é da empresa brasileira OAS, financiada pelo também brasileiro Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).

A bancada parlamentar do partido governista Movimento Ao Socialismo (MAS) decidiu formar uma comissão "multipartidária" para investigar as ligações entre a diplomacia norte-americana e os dirigentes da marcha indígena. O resultado da apuração pode levar a possíveis processos contra os líderes sociais. (ANSA)

Médica autora das seringas com HIV + apresenta atestado e fica afastada

Com um atestado, médica que colocou 31 seringas e um cartaz de aviso no portão de casa não volta a trabalhar no Hospital Regional do Paranoá. A ortopedista Miriam Tomkowski Walton deveria voltar ao trabalho nesta terça-feira (23/8), após um período de abandono. A assessoria da Secretaria de Saúde confirmou o atestado médico, mas não divulgou o período.


Miriam Walton ficou conhecida após se revoltar com assaltos a sua residência, em Sobradinho, ocorridos em apenas um mês. Segundo o delegado Rogério de Oliveira, da 13ª DP, foram registrados somente dois furtos à casa da médica e em um deles, a polícia prendeu o assaltante e recuperou os itens roubados. Walton diz ter sofrido cinco assaltos.
 Para intimidar a ação dos ladrões, a ortopedista colocou as seringas e o cartaz no portão da casa na última quinta-feira (18/8), mas foi obrigada a retirá-las após receber uma notificação do condomínio em que vive.

Em entrevista ao Correio, a médica negou a existência do vírus HIV e afirmou que a ameaça foi uma medida desesperada para conter os assaltos. A ação será investigada pela 13ª Delegacia de Polícia, pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal e pelo Conselho Regional de Medicina do DF (CRM-DF). Miriam pode perder o registro profissional.

Brasília - Proprietário do Imagination e piloto serão indiciados por naufrágio no Lago Paranoá

Duas pessoas foram indiciadas pelo naufrágio do barco Imagination no Lago Paranoá, que aconteceu no dia 22 de maio deste ano. O piloto da embarcação, Airton Carvalho da Silva Maciel, de 28 anos, e o dono do barco, Marlon José de Almeida, de 44 anos, vão responder por homicídio culposo pela tragédia que deixou nove mortos. Ambos podem pegar de 1 a 3 anos de prisão. A pena ainda pode ser aumentada de 1/6 à metade devido a quantidade de mortos.

Segundo o inquérito do delegado Adval Cardoso, da 10ª Delegacia de Polícia, que esteve à frente do caso, houve uma manutenção inadequada da embarcação, agravada pelo excesso de pessoas. “Eles (Airton e Marlon) não assumiram os riscos, mas sabiam da possibilidade de um acidente. O dono da embarcação confiou nas habilidades do piloto e nos utensílios, as bombas de água e os quatro tubulões (equipamento usado na flutuação) a mais, para impedir a tragédia. Mas isso não foi suficiente”, explicou o delegado.

A superlotação também foi identificada como uma das causas do acidente. Na noite da tragédia o Imagination transportava 122 pessoas, quando a capacidade era de 92. Além desse excesso, havia um jogo de sofá e um conjunto de blindex na parte inferior da embarcação, que não tinham sido instalados até a última vistoria da Marinha, no ano passado. Segundo Adval Cardoso, se a Marinha tivesse vistoriado novamente o Imagination, o que deveria ter sido solicitado pelo proprietário, o número máximo de pessoas permitido seria ainda menor.

Durante a investigação, a polícia também constatou um descuido na forma de armazenar os coletes salva-vidas. Havia 12 equipamentos a menos do que o número de passageiros e eles não estavam acessíveis no momento do acidente, além de não haver instruções de uso. Quando a embarcação começou a afundar houve um blecaute, o que dificultou ainda mais as pessoas a colocarem os coletes. Segundo a polícia, a tragédia só não foi maior porque a embarcação mais próxima começou o trabalho de resgate imediatamente e avisou os bombeiros.

Ainda de acordo com o delegado, o relatório da perícia já está pronto, mas não foi emitido porque irá passar por uma revisão dos termos técnicos periciais, o que deve ser feito até sexta-feira (26/8), quando então será encaminhado à Justiça. A expectativa é de que na quinta-feira, o proprietário do barco seja ouvido mais uma vez.
Fonte: Correioweb

Kadafi afirma que passeou por Trípoli e convoca resistência

Tripoli - O coronel líbio Muamar Kadafi afirmou que passeou de maneira incógnita por Trípoli e convocou os habitantes a "limpar" a capital dos combatentes rebeldes, em uma mensagem de áudio divulgada nesta quarta-feira (24/8) pelo canal sírio Arrai. O ditador, no entanto, não revelou quando fez esse passeio e não faz qualquer referência ao local para onde se retirou.

Kadafi convocou "os habitantes de Trípoli, as tribos, os jovens, os idosos a saírem às ruas e limpar Trípoli dos ratos", em uma referência aos rebeldes. O dirigente líbio já havia afirmado em outra mensagem de áudio, divulgada na terça-feira (23/8) pelo canal Al-Oruba e no site da Al-Libiya, a emissora de seu filho Seif al-Islam, que saiu do ar, que deixou o quartel-general na capital do país por razões táticas. "Bab el-Aziziya não era nada além que um monte de escombros após ter sido bombardeado por 64 mísseis da Otan (desde o início do conflito) e nos retiramos por razões táticas", declarou Kadafi.

Já o porta-voz do regime, Mussa Ibrahim, fez um apelo aos "voluntários" e garantiu que mais de 6.500 homens chegaram a Trípoli nas últimas horas para engrossar as fileiras "kadafistas". "Os voluntários podem vir à Líbia e nós lhe daremos armas, munição e treinamento. Se os bombardeios prosseguirem, vamos transformar a Líbia em uma fogueira e saberemos proteger os civis dos bandos e da aliança dos cruzados", declarou Ibrahim à rede de TV síria Arrai. "As forças armadas líbias detiveram vários comandantes militares dos revolucionários da Otan", ressaltou.
Medida tática
Na entrevista dada a uma emissora de rádio, nesta terça-feira (23/8) que a saída do quartel-general foi uma "medida tática". Segundo ele, resta aos aliados vencer os rebeldes ou "morrer como mártires". No mesmo momento em que concedia a entrevista, ataques com mísseis e tanques foram registrados na capital, Trípoli, e em outras localidades. Na entrevista, reproduzida pela rede de TV Al Urubah (favorável ao regime), o líder líbio disse que seu quartel-general foi arrasado por 64 ataques aéreos conduzidos pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) – que bombardeia o território líbio de acordo com resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Em entrevista concedida à mesma TV Al Urubah, o porta-voz do governo de Kadafi, Moussa Ibrahim, ameaçou transformar a Líbia em um "vulcão em erupção e uma chama sob os pés dos invasores". Segundo Ibrahim, 6,5 mil voluntários entraram em Trípoli nas últimas seis horas, espalhando-se em todas as ruas de Trípoli. Ele disse que o governo controla 80% da capital. Paralelamente, dezenas de disparos de mísseis e morteiros foram registrados Trípoli, segundo relatos de testemunhas à rede de TV árabe Al Arabiya. A mesma emissora informou que a cidade de Ajelat, a oeste da capital, foi alvo de ataques de mísseis e de tanques por parte das forças leais a Kadafi.

Disparos de mísseis também ocorreram na cidade de Misrata, sob controle dos insurgentes, no oeste do país. Ontem, ao anoitecer, centenas de pessoas foram à Praça Verde, no centro da capital, para comemorar a suposta queda de Kadafi. Rebeldes atiraram para o alto, celebrando a tomada do complexo governamental, onde a bandeira verde do regime foi substituída pela tricolor, dos rebeldes.

Após controlar a maior parte de Trípoli, as forças rebeldes romperam ontem o cerco ao quartel-general de Kadafi. Um integrante da oposição informou que toda a superfície do complexo está sob controle das forças opositoras. Especula-se, no entanto, sobre a existência de abrigos subterrâneos no local. Um busto de Kadafi também foi arrancado de sua base e a cabeça da estátua foi chutada. Cartazes com imagens do líder líbio foram destruídos pelos rebeldes. Além de Trípoli, a cidade portuária de Las Ranuf foi palco de enfrentamentos.
Fonte: Agência Brasil/Correioweb

Ladrão que rouba 10 carros por dia é preso na Zona Oeste do Rio

Um suspeito de roubo de carros foi preso em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, na madrugada desta quarta-feira (24). Segundo a Divisão de Homicídio de Niterói, o homem conhecido como Zoio, de 32 anos, chegava a roubar dez carros por dia e agia na capital, em São Gonçalo e em Niterói, na Região Metropolitana.

Segundo a polícia, o suspeito tem três mandados de prisão, sendo dois por roubo e um por homicídio. Com ele, foram apreendidas quatro pistolas, mais de mil munições, placas de carros roubados e carregadores celulares

A polícia suspeita ainda que ele tenha roubado uma Land Rover que pertencia a um desembargador.
Fonte: G1

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Rebeldes tomam complexo de Kadafi em Trípoli

"Centenas" de rebeldes invadiram o complexo do líder líbio, Muammar Kadafi, em Trípoli, informa a agência AP, citada pelo jornal The Guardian. A rede árabe Al Jazeera, noticia que alguns insurgentes conseguiram inclusive penetrar no interior da residência do coronel. Momentos atrás, a informação era de que um primeiro portão do reduto de Kadafi em Bab al-Aziziya havia sido rompido pelos rebeldes, que tomam a capital líbia desde sábado. O quartel general do ditador líbio é o centro de operações do governo desde que os líbios iniciaram a onda de protestos, há cerca de seis meses.
A agência EFE informa, com base em citando redes árabes de televisão, que as unidades armadas dos rebeldes líbios já "controlam totalmente" o palácio de Bab al-Azizyia. Fontes ouvidas por essas emissoras indicam que os rebeldes não encontraram resistência na tomada do palácio, enquanto que no telhado da mansão já tremula a bandeira monárquica líbia com as cores vermelha, preta e verde usada pelas forças opositoras. Uma repórter da CNN conversou com um rebelde que até mesmo comunicou que a batalha já teria acabado.
Diversas agências reportam que rebeldes atiram ao céu de Trípli em comemoração do avanço, que pode significar o golpe final no governo de Kadafi, inicado em 1969 após um golpe que terminou o reinado do Rei Idris. O paradeiro do coronel é incerto, embora a agência russa Interfax tenha noticiado no início da tarde desta terça que Kadafi permenece em Trípoli e não tem intenções de deixar o país. Ontem, o Pentágono também confirmou que não tem informações que Kadafi tenha deixado a Líbia. Em coletiva concedida em Banghazi, o Conselho Nacional de Transição (CNT), órgão da liderança rebelde, garantiu que esperam encontrar Kadafi vivo para pode submetê-lo a um julgamento.
Fonte: G1

Milagre - Cinco pessoas morreram e um Bebê sobreviveu

Um bebê sobreviveu ao acidente que matou cinco pessoas na manhã desta terça-feira (23), na BR-324. Um carro bateu na traseira de uma carreta no km-596 da rodovia baiana. A menina está internada no Hospital do Subúrbio, em Salvador.
A unidade de saúde informou ao G1 que a criança, que deve ter de dois a três meses de vida, sofreu fratura no fêmur, mas não corre risco de morte e ficará em observação. Segundo os médicos, o quadro de saúde dela é estável.
Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) explicaram que, no momento da colisão, a menina caiu no espaço entre os bancos da frente e os de trás. Por conta disso, ela teria conseguido sobreviver sem sofrer o impacto dos corpos dos outros ocupantes. Morreram na batida o motorista do carro, uma outra criança, de 4 anos, e três mulheres - uma delas mãe do bebê que sobreviveu.
“É difícil dizer se o carro vinha em alta velocidade, mas como o local estava molhado, tava muita chuva, pode ser que ele tenha tentado frear e o freio não funcionou. Aí só a perícia para ter certeza da velocidade em que eles estavam", afirma o agente rodoviário federal Fábio Mattos.
De acordo com a PRF, o carro onde estavam as vítimas saiu na noite de segunda-feira (22) da cidade de Ourolândia, a cerca de 400 Km de Salvador, com pacientes que teriam exames e consultas médicas na capital.
Segundo a Prefeitura de Ourolândia, o bebê viajava no colo da mãe, mas não explicou o motivo de não haver uma cadeira apropriada para o transporte da criança.
A batida aconteceu por volta das 5h30, na saída do posto fiscal, entre os municípios de Simões Filho e Candeias, na pista sentido Salvador. O motorista da carreta, com placa da cidade de Wenceslau Braz, no Paraná, não sofreu ferimentos e se apresentou espontaneamente ao posto da Polícia Rodoviária Federal, em Simões Filho. Ele contou que quando saía do posto fiscal, o outro veículo colidiu com a traseira da carreta.
O carregador Dermerval Damasceno estava no banco do carona e conta que, como a colisão foi traseira, não viu como ocorreu o acidente. "A gente vinha saindo pela pista de aceleração para poder pegar a BR, quando o carro bateu lá. Só sentimos o impacto. Quando a gente saiu, tiramos a criancinha e levamos lá para o posto fiscal. As outras pessoas estavam mortas. Eu não sei dizer se eles vinham correndo", relata.
Fonte: G1

Em Jardim Paulista-SP - Travestis são encontrados mortos

Dois travestis foram encontrados mortos em um apartamento na Rua Oscar Freire, no Jardim Paulista, em São Paulo, na manhã desta terça-feira (23). De acordo com policiais do 14º Distrito Policial, em Pinheiros, na Zona Oeste, os corpos foram encontrados pela faxineira, que chegava ao local para trabalhar.
Ainda segundo a polícia, a faxineira, que possui a chave do apartamento, contou que havia uma outra pessoa com os travestis no local na noite desta segunda-feira (22) quando ela foi embora. A polícia estava no imóvel por volta das 10h50 desta terça para investigar o caso.
Fonte: G1-SP

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Aluno da USP que foi agredido deve ter alta nesta segunda

O estudante Giovanni Conora Silva, de 19 anos, espancado durante uma festa universitária na madrugada de sexta-feira (19) em Bauru, no interior de São Paulo, deve ter alta do Hospital Beneficência Portuguesa na tarde desta segunda-feira (22). Ele teve fraturas na face e também foi atingido na coluna. O espancamento ocorreu numa casa noturna durante uma festa de alunos de vários cursos da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Giovanni cursa odontologia na Universidade de São Paulo.
O jovem ficou dois em observação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e já havia sido transferido para um quarto na manhã desta segunda. Ele deve iniciar fisioterapia intensa na coluna. Segundo o médico Raul Gonçalves de Paula, diretor clínico do hospital, o jovem teve concussão cerebral e fraturas na face. Será preciso esperar o rosto desinchar para que ele seja avaliado e a cirurgia reparadora marcada.
Ninguém sabe ao certo o motivo da briga. Segundo jovens que estavam no evento, o garoto foi agredido na frente de um dos banheiros. “Eu vi só a vitima cheia de sangue, saindo sangue do nariz, da boca”, conta um dos alunos. Ele foi levado ao hospital em estado grave. Os golpes atingiram principalmente a cabeça.
Os pais do estudante viajaram de São Paulo para a cidade do interior e ficaram assustados ao ver o filho. “Em um lado da face dele, o osso foi amassado. O nariz quebrou. A boca está o dobro de tamanho porque inchou para fora e para dentro. O pescoço tem várias marcas de chute”, diz a mãe, Rita de Cássia Conora Silva.
Uma das jovens que estava na festa diz que os seguranças só socorreram a vitima quando o agressor parou de bater. “O moço que agrediu desceu tranquilo pela escada.”
A Polícia Civil vai abrir um inquérito para apurar o caso. Já foram pedidos os exames de corpo de delito da vítima e imagens do sistema de monitoramento da casa noturna. Nenhum representante da boate quis falar sobre o assunto.

Homem tenta cozinhar gato em micro-ondas

Um homem foi proibido de criar animais de estimação pelo resto de sua vida depois de tentar matar seu gato, cozinhando o animal em um microondas. Segundo reportagem do Daily Mail, o castigo foi dado depois que o gato tentou morder a mão de seu dono.
Stephen Stacey, 20 anos, de Pourthsmouth, na Inglaterra, atraiu o felino para o interior do aparelho e ligou o microondas logo em seguida. Assustada, a namorada de Stacey correu até a casa de um vizinho para pedir ajuda. Ao retornarem para a casa, abriram o forno e o gato saiu com a língua de fora.Segundo Stacey, o gato permaneceu no microondas por cerca de cinco segundosMesmo sete horas após o incidente, o gato ainda emanava calor do corpo. Para salvá-lo, veterinários encharcaram o animal de água e passaram cubos de gelo em seu pelo. Segundo o vizinho, Stacey estava bêbado quando cometeu o crime. O resistente animal sofreu lesões nos olhos, no tecido cerebral, em outros órgãos internos e na língua. Apesar de se declarar arrependido, Stacey, que vai ser pai dentro de seis meses, foi condenado a 16 meses de prisão. Além disso, não poderá criar animais de estimação e terá que respeitar um toque de recolher entre 19h e 7h da manhã durante 18 meses.

Por cometer travessuras, criança de 7 anos é morta a pauladas

A travessura banal de uma criança motivou um crime bárbaro em Planaltina de Goiás nesse sábado (20/8). Um menino de sete anos foi morto a pauladas. A suspeita é que um homem tenha se irritado com o comportamento hiperativo do garoto e o agredido com vários golpes, utilizando um bastão de madeira improvisado. A polícia acredita que esta pessoa seja alguém próxima ao garoto, mas não quis informar o grau de intimidade para não interferir nas investigações.
Segundo informações da Polícia Civil, a mãe da criança percebeu a ausência do filho quando chegou em casa e não o encontrou. A bicicleta parada no corredor e o fato do menino não ter sido visto nas horas que antecederam o crime alertaram a família para o desaparecimento do garoto. Todos os possíveis lugares onde ele poderia estar, como a casa de parentes e amigos, foram visitados, mas ele só foi localizado várias horas depois, já morto, em um terreno baldio.

O menino desapareceu durante ha hora do almoço, e foi visto com vida pela última vez em um churrasco em frente à casa onde mora, sendo encontrado novamente por volta das 22h, morto e com ferimentos em diversas partes do corpo.

Como não há uma unidade do Instituto Médico Legal (IML) em Planaltina de Goiás, o corpo foi encaminhado para o IML de Formosa para a realização da perícia.
Fonte: Correioweb
 

Acrobata perde a vida tentando passar de um avião para o helicóptero

Um show aéreo realizado no domingo (21) em Harrison Township, no estado de Michigan (EUA), terminou em tragédia. O acrobata norte-americano Todd Green morreu após cair ao tentar passar de um avião para um helicóptero. A queda foi de uma altura de cerca de 60 metros.

Fonte: G1

Apagão - Gato provoca curto-circuito no banco de capacitores

Um gato entrou na Subestação Porto Alegre 2 (SE PAL 2) e causou a interrupção de energia para cerca de 30 mil clientes da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE), no domingo (21). Por volta das 14h40, o animal invadiu o local, na Avenida Pátria, e provocou um curto-circuito no banco de capacitores, ocasionando a queima de todos os equipamentos de proteção e três transformadores foram desligados.
O incidente causou ainda o desarme da Subestação Porto Alegre 1 (SE PAL 1), na Avenida Plínio Brasil Milano, esquina com a Avenida Andaraí. Inicialmente, foram afetados cerca de 30 mil clientes na zona norte da capital gaúcha. Por volta das 17 horas, o fornecimento de energia foi restabelecido para parte dos clientes, mas ainda 14 mil imóveis ficaram sem luz. O serviço voltou totalmente ao normal às 18h24.
Mesmo após esse horário, os trabalhos para reconstrução dos sistemas de proteção continuou na SE PAL 2 e é possível que parte dos consumidores tiveram instabilidades no fornecimento. Novas quedas de energia no período da manhã desta segunda-feira são previstas. Equipes de manutenção trabalharam na recomposição da PAL 2 durante toda a madrugada.
Casos de falta de energia podem ser informados para a CEEE por meio do 0800 721 2333 ou por mensagem de texto do celular. Para utilizar basta enviar a palavra "luz" e o número da instalação para o número 27307.

Seguidores de Bashar al Assad mataram duas pessoas nesta segunda-feira

Seguidores de Bashar al Assad mataram duas pessoas nesta segunda-feira, segundo ativistas, horas depois de o presidente sírio rejeitar os apelos ocidentais por sua renúncia e alertar que qualquer ação militar contra o seu país sairá pela culatra.
A ONG chamada Observatório Sírio de Direitos Humanos disse que pistoleiros simpáticos ao governo, conhecidos como "shabbiha", fizeram disparos em Masyaf (centro do país) quando celebravam declarações de Assad pela TV. Duas pessoas morreram e quatro ficaram feridas. Eles também atacaram lojas pertencentes a opositores do regime, segundo o Observatório.
A ONU disse que cerca de 2.000 civis já morreram em cinco meses de repressão a protestos pró-democracia na Síria. Na semana passada, EUA e União Europeia defenderam publicamente a renúncia de Assad, mas sem propor nenhum tipo de ação militar.
Assad disse que a Síria não cederá à pressão externa, a qual, segundo ele, afetaria apenas "um presidente fabricado nos Estados Unidos e uma gente subserviente que recebe ordens de fora".
"Quanto à ameaça de ação militar (...), qualquer ação contra a Síria terá maiores consequências (para quem as realizar), maiores do que eles podem tolerar", disse Assad em entrevista transmitida no domingo pela TV síria.
Ele afirmou que a segurança se complicou mais pela ação dos militantes nas últimas semanas", mas que o governo "é capaz de lidar com isso". "Não estou preocupado", acrescentou.
O presidente também manteve a promessa de eleições parlamentares em fevereiro, depois de uma série de reformas que permitiriam a participação de outros partidos além do seu, o Baath.
A oposição manifesta ceticismo com as promessas de reformas políticas, e muitos adversários do governo rejeitam a convocação de Assad para um diálogo nacional, alegando que não pode haver discussões enquanto as forças de segurança estiverem matando manifestantes.
Buscando se unificar, dirigentes oposicionistas se reuniram na Turquia para criar um amplo conselho que os represente. "As discussões estão mais focadas em trocar as quotas por um conselho mais baseado no mérito", disse o participante Wael Merza à Reuters. "Esperamos chegar a um consenso quanto à lista de nomes até o final desta semana."
O governo sírio atribui a violência a grupos armados, e diz que mais de 500 soldados e policiais já foram mortos desde o início dos distúrbios, em março.
Fonte: Terra

Tripoli já é controlada pelos rebeldes

Tanques e franco-atiradores do governo líbio ofereceram na segunda-feira uma resistência esparsa e desesperada ao avanço dos rebeldes que chegaram ao coração da capital e foram ovacionados por multidões que celebravam o fim iminente dos 42 anos do regime de Muammar Gaddafi.
O presidente do Conselho Nacional de Transição (CNT) da Líbia, Mustafa Abdul-Jalil, disse à TV Al Arabiya que ninguém sabe qual é o paradeiro de Gaddafi.
Segundo a emissora, ele também afirmou que não está havendo negociações entre os dirigentes rebeldes e o Tribunal Penal Internacional sobre a transferência de um dos filhos de Gaddafi, Saif al-Islam Gaddafi, para essa corte, em Haia, onde seria julgado por crimes de guerra — negando assim informação anterior da Al Arabiya. Saif foi preso pelos insurgentes.
Em uma mensagem de áudio, transmitida no domingo desde local desconhecido, Gaddafi, de 69 anos, pediu aos civis que peguem em armas contra os "ratos" rebeldes, e disse que continuará em Trípoli "com vocês até o final". Mas havia pouco sinal de oposição popular à ofensiva rebelde.
Dois filhos de Gaddafi foram detidos pelos rebeldes. Correspondentes da Reuters viram insurgentes perseguindo franco-atiradores de casa em casa. Disparos e bombardeios esporádicos mantinham os civis fora das ruas, ansiosamente aguardando o final dos combates após uma breve explosão de júbilo no domingo.
"Os revolucionários estão posicionados em todos os lugares de Trípoli, mas as forças de Gaddafi tentam resistir", disse um dirigente rebelde na cidade, identificado como Abdulrahman.
Segundo ele, "há tiroteios em todo lugar" e os tanques do governo estão em ação perto do porto e no centro, nos arredores do complexo governamental de Bab al Aziziya. "Os franco-atiradores são o principal problema," acrescentou. "Há um grande número de mártires (rebeldes mortos)."
O chanceler italiano, Franco Frattini, disse que "o tempo se esgotou" para o regime líbio, que segundo ele controlava agora apenas 10 a 15 por cento da capital.
Mas a TV estatal ainda parece estar nas mãos dos seguidores de Gaddafi. "O moral das nossas tropas está elevado", disse um apresentador. No entanto, uma programação infantil substituiu a música marcial e as imagens de Gaddafi que dominaram as transmissões nos últimos meses.
Na noite de sábado, células rebeldes na capital e insurgentes vindos de várias frentes fizeram uma ação coordenada que resultou nos maiores combates na capital em seis meses de guerra civil. Uma fonte do governo disse à Reuters que houve 376 mortes, em ambos os lados, e cerca de mil feridos. Não ficou claro como essas cifras foram apuradas.
Na noite de domingo, uma multidão de civis agitando bandeiras dos rebeldes se aglomerou na praça Verde, tradicional reduto do culto à personalidade de Gadafi. Alguns propunham rebatizar o local como praça dos Mártires.
Mas, na manhã desta segunda-feira, o porta-voz rebelde Nouri Echtiwi disse que tanques e caminhonetes equipadas com metralhadoras haviam saído do complexo governamental de Bab al Aziziya. "Eles disparavam aleatoriamente em todas as direções sempre que ouviam tiros", afirmou.
A guerra civil líbia é a mais violenta na onda de revoltas populares deste ano no Norte da África e Oriente Médio, a chamada "Primavera Árabe". Os EUA e outros governos ocidentais pediram a Gaddafi que aceite a derrota e se disponha a colaborar com os rebeldes - embora o futuro da liderança líbia ainda seja muito obscuro.
Fonte: Terra

É o fim de Muamar Khadafi -Violentos combates a 200 metros do quartel de Kadhafi

Combates violentos explodiram nesta segunda-feira em Trípoli em volta do quartel-general do líder líbio Muamar Khadafi, horas após rebeldes terem assumido o controle da maior parte da capital.
Não havia informações sobre se Khadafi estava no local, ou sobre qual seria seu paradeiro. Uma fonte diplomática disse à AFP que Khadafi poderia estar no QG, mas a informação não foi confirmada. Khadafi não é visto em público desde maio, apesar de ter divulgado desde então, com frequência, mensagens em áudio e vídeo de locais não divulgados.
No começo da manhã (horário local), tanques saíram do QG do líder líbio - conhecido como Bab al-Azizia - e começaram a disparar, segundo um porta-voz dos rebeldes. Há intensa troca de tiros na área.
Os rebeldes encontraram pouca resistência à medida que avançavam pela cidade no sábado e no domingo, assumindo rapidamente o controle de leste, sul e oeste da capital.
Um porta-voz dos rebeldes disse, entretanto, que forças pró-Khadafi ainda controlam de 15% a 20% de Trípoli.
Os rebeldes começaram a entrar em Trípoli na noite de sábado e intensificaram os ataques durante o domingo. O confronto em diversas áreas da cidade deixou centenas de mortos.
O porta-voz do regime de Khadafi, Moussa Ibrahim, disse que 1.300 pessoas foram mortas na cidade nas últimas 24 horas. O número não pode ser confirmado de forma independente.
Havia pontos de conflito em vários bairros, um deles no entorno do hotel que hospeda a imprensa internacional. Segundo o correspondente da BBC em Trípoli, Matthew Price, o local ainda estava sob poder do governo, mas rebeldes tentavam assumir o controle.

Filhos de Khadafi
O Tribunal Penal Internacional (TPI) confirmou que um dos filhos de Khadafi, Saif al-Islam, foi capturado na capital. Ele era considerado o sucessor do pai no governo líbio.
Os rebeldes afirmam ainda que um outro filho de Khadafi – Mohammed - teria se rendido, assim como a guarda pessoal do líder líbio, mas a informação não pode ser confirmada por fontes oficiais.
No início da madrugada, o canal de TV oficial do país foi tirado do ar, e a transmissão também foi interrompida na rede Al-Libiya, que pertence a Saif al-Islam.
O presidente do Conselho Nacional de Transição, a coalizão rebelde, Mustafa Mohammed Abdul Jalil, disse que os rebeldes poriam fim à sua ofensiva se Khadafi anunciasse sua saída.
Falando sobre a captura do filho de Khadafi, Jalil disse que ele estava sendo mantido "em um local seguro até que seja entregue ao judiciário". Ele acrescentou que as forças rebeldes garantiriam a Khadafi e seus filhos uma saída segura do país.


A correspondente da BBC em Trípoli Rana Jawad afirmou que em sua vizinhança as pessoas foram acordadas nesta segunda-feira por um imã (líder religioso islâmico) cantando o hino nacional da monarquia líbia pró-Khadafi. Segundo ela, há uma sensação entre os moradores de que o regime de 42 anos de Khadafi chegou ao fim, e de que os rebeldes conseguiam o que queriam.
Na Praça Verde, partidários dos rebeldes rasgaram bandeiras verdes do governo líbio e derrubaram retratos de Khadafi.
'Bolsões de resistência'
Em mensagem de áudio transmitida na noite de domingo (horário local), Khadafi exortou moradores da capital a "salvar Trípoli" dos rebeldes.
"Como vocês podem permitir que Trípoli, a capital, esteja sob ocupação outra vez?", perguntou ele. "Os traidores estão abrindo caminho para que forças de ocupação sejam mobilizadas em Trípoli".
O ministro da Informação líbio, Moussa Ibrahim, disse à rede de TV CNN que o governo de Khadafi ainda tem 65 mil soldados sob seu comando.
No entanto, algumas forças se renderam aos rebeldes, incluindo o batalhão especial encarregado de garantir a segurança de Trípoli.
O presidente do conselho rebelde disse no começo desta segunda-feira:
"Eu aviso a vocês, ainda há bolsões de resistência dentro e ao redor de Trípoli".
Forças rebeldes avançaram pelo leste e o oeste de Trípoli, apoiadas por forças aéreas da Otan - que implementam uma resolução da ONU para proteger civis.
Durante o dia, um grupo de rebeldes avançou pelo oeste, enquanto outro mantinha postos de inspeção nos arredores da cidade.
O correspondente da BBC em Trípoli Matthew Price, disse estar claro que houve "batalhas sangrentas" em pontos da cidade.
O ministro da Informação acusou a Otan de apoiar "gangues armadas" com poderio aéreo, e acrescentou que o regime de Khadafi estava preparado para negociar diretamente com o conselho rebelde.
Fonte: BBC Brasil

domingo, 21 de agosto de 2011

Brasília - Uma Médica usou no muro seringas que teriam sangue infectado HIV


Uma médica moradora do condomínio RK, em Sobradinho, tomou uma atitude extrema contra os ladrões que constantemente invadiam sua casa. A mulher, que não quis se identificar, colocou seringas, segundo ela infectadas com o vírus HIV, em toda a extensão da grade que cerca sua casa. Além das seringas, ela deixou um aviso "Muro com sangue, HIV positivo. Não pule".
A médica trabalha no Hospital Regional do Paranoá como ortopedista e teria pegado o material no centro de saúde.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Policia Federal faz operação contra o tráfico de drogas em três estados

A Polícia Federal (PF) deflagrou a operação “PA SIBA’ ARE” na manhã desta sexta-feira (19) em Mato Grosso e mais dois estados para combater o tráfico de drogas interestadual de maconha e cocaína. Ao todo 80 policiais foram destacados para cumprir os 16 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão em sete municípios dos estados de Mato Grosso, Goiás e Pará.
Até as 8h40 [horário de MT] os policiais federais já tinham cumprido 13 mandados de prisão, sendo que 10 pessoas foram presas em Mato Grosso, 2 em Goiás e uma no Pará. De acordo com informações divulgadas pela PF, um homem foi preso em Cuiabá no bairro Centro América. Na residência do suspeito, os agentes federais encontraram notas de dinheiro manchadas, o que levanta a suspeita de envolvimento em arrombamento de caixas eletrônicos.
Segundo a PF, a investigação realizada pela Delegacia de Polícia Federal em Barra do Garças, que fica a 516 quilômetros de Cuiabá, começou há cerca de 10 meses para descobrir como as drogas entravam na cadeia pública do município de Aragarças. No decorrer das investigações foram realizadas cinco prisões em flagrante e apreendidos aproximadamente 22 quilos de cocaína e 140 quilos de maconha. Ainda segundo a PF, a quadrilha recebia cocaína da Bolívia e maconha do Paraguai. A droga fornecida pelos traficantes desses países era distribuída entre vários estados brasileiros.
A operação “PA SIBA’ ARE” recebeu essa denominação em razão do nome, na língua Xavante, do Rio Garças, próximo às principais cidades que servem de base operacional para a quadrilha.
Fonte G1

Pai pedófilo é preso suspeito de abusar de filho de 6 anos

O pai de um menino de 6 anos foi preso no início da madrugada desta sexta-feira (19) em um abrigo na Praça Seca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Segundo informações do 9º BPM (Rocha Miranda), ele é suspeito de abusar do próprio filho.
Os policiais chegaram ao local através de uma denúncia anônima. Segundo a PM, pai e filho foram encaminhados para a delegacia do Campinho (28ª DP), no subúrbio, onde o delegado de plantão solicitou que o menino fizesse um exame de corpo de delito para que seja comprovado o estupro.
O pai foi preso e o caso foi registrado na 28ª DP.
Suspeito preso em shopping
Na quinta-feira (18), um homem de 47 anos foi preso suspeito de estuprar as filhas de 15 e 17 anos. A prisão ocorreu em um shopping onde o suspeito trabalhava, em Vicente de Carvalho, no subúrbio do Rio. As informações foram confirmadas pela assessoria da Polícia Civil.
De acordo com a polícia, os agentes souberam do crime após a filha mais velha denunciá-lo.
Fonte: G1

Cidades do Arizona são engolidas por tempestade de areia

Uma nova tempestade de areia 'engoliu' cidades do Arizona nesta quinta-feira (18). É a terceira grande tempestade do tipo em um mês no estado americano. Acima, a montanha Camelback é vista ao fundo sento tomada pela enorme nuvem na cidade de Phoenix
Raio ilumina a nuvem de areia na cidade de Gilbert, também no Arizona. Em algumas cidades, a tempestade adentrou a noite
Tempestade de areia também foi registrada na cidade de Queen Creek

Da rua era possível ver a nuvem de areia se aproximando em Phoenix. Com pouca visibilidade, ficou perigoso dirigir em meio à tempestade. Alguns voos sofreram atrasos no estado devido à nuvem de poeira
Em sequência da primeira imagem, a Camelback Mountain já não é mais vista ao fundo em Phoenix

Fonte: G1/Fotos AP


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Bolsa despencou com notícias ruins

As bolsas no mundo voltam a ter um dia tenso, após alguns pregões de recuperação. As perdas nas principais praças mundiais giram entre -4% e -6%. O Ibovespa, às 12h25, despencava 4,67%, cotado em 52.498 pontos.
Em Nova York, Dow Jones cai 3,79% e Nasdaq recua 4,37%. Na Europa, Londres tem desvalorização de 4,18%, Paris -5,1%, Alemanha -4,9%, Espanha -4,9% e Itália -5,4%. Estocolmo perde 6,08%.
São várias as explicações para a volta do nervosismo ao mercado nesta quinta-feira. Números ruins do mercado de trabalho nos Estados Unidos, relatório do Morgan Stanley falando em grandes chances de recessão nos EUA e na Europa, além de notícias sobre aperto do cerco aos bancos dos Estados Unidos pelos BCs daquele país. Além disso, ontem a Fitch rebaixou a classificação de risco do estado de Nova Jersey (EUA). O cardápio, somado à recuperação dos últimos dias, torna o mercado propenso a fortes quedas. Vale lembrar que, ontem, o Ibovespa atingiu o maior nível desde 3 de agosto, ou seja, havia recuperado toda a perda da semana de pânico e subido um pouco mais.
Nos EUA, o mercado de trabalho e a inflação deram sinais de piora. O número de pedidos de auxílio-desemprego subiu 9 mil, para 408 mil, na semana passada, superando bastante a expectativa de alta de 5 mil pedidos, para 400 mil. Já o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 0,5% em julho, superando previsão de alta de 0,3%. O núcleo, no entanto, subiu 0,2%, como esperado.
O Morgan Stanley informou que revisou suas previsões para o crescimento dos EUA e da zona do euro e disse que os novos cálculos indicam que as duas regiões estão se aproximando perigosamente de uma recessão. "As principais razões para a redução nas projeções, além dos indicadores econômicos decepcionantes, são recentes erros políticos nos EUA e na Europa somados à perspectiva de mais aperto fiscal em 2012", diz.
A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro foi cortada para 1,7% neste ano e 0,5% em 2012. Anteriormente, as projeções do banco eram de expansão de 2,0% e 1,2%, respectivamente.
Além disso, as autoridades reguladoras federais e estaduais nos Estados Unidos estariam intensificando seu monitoramento das unidades americanas de grandes bancos da Europa diante do temor de que a crise da dívida europeia possa respingar no sistema bancário dos EUA. A informação foi passada por pessoas a par da situação ao Wall Street Journal.
O Fed Nova York, que supervisiona as operações americanas de muitos bancos europeus, teria realizado recentemente várias reuniões com credores para avaliar suas vulnerabilidades à escalada das pressões financeiras. O Fed, segundo as fontes ouvidas pelo WSJ, está pedindo mais informações dos bancos sobre o acesso aos recursos necessários para as operações do dia a dia nos Estados Unidos.
As autoridades reguladoras buscam evitar uma repetição da crise de 2008, quando o sistema financeiro global começou a emperrar. Agora, conforme a reportagem do WSJ, a preocupação é de que a crise da dívida na zona do euro possa afetar a capacidade dos bancos europeus de financiar empréstimos e de atender a outras obrigações financeiras nos EUA.
O analistas da Lerosa investimentos afirmam que a impressão de que há um “descompasso entre a velocidade da crise bancária européia e a tentativa de solução por parte dos políticos europeus” está piorando o humor dos investidores. Para eles, as revisões de crescimento nos Estados Unidos e o aumento do controle das subsidiárias norte-americanas na Europa por parte do FED indicam que a situação econômica mundial volta a ter contornos de indefinição e aumenta o grau de aversão pelo risco.
Com a busca dos investidores por segurança, o ouro está cotado em sua máxima histórica e os retornos dos títulos norte-americanos estão em baixa.
Para completar o quadro adverso, a Fitch Ratings rebaixou a classificação de risco dos bônus do Estado de Nova Jersey (EUA) de AA para AA-, apesar de ter contrariado a Standars and Poor's e mantido o rating dos Estados Unidos, como país. A perspectiva do rating também foi reduzida de estável para negativa.
Também não agradou o ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schauble, ter dito que rejeita a ampliação do fundo de resgate da zona do euro, a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, em inglês).

Israel bombardeia sul da Faixa de Gaza

A Força Aérea de Israel bombardeou o sul da Faixa de Gaza nesta quinta-feira, horas depois de uma série de ataques deixar sete israelenses mortos na região de Eilat, próximo à fronteira com o Egito.
Nenhum grupo assumiu responsabilidade pelos atentados, mas o governo israelense afirmou que os agressores eram da Faixa de Gaza, controlada pelo grupo palestino Hamas, e que tinham entrado no território israelenses pela península egípcia do Sinai.
Os militares israelenses confirmaram o ataque aéreo na região de fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito, mas não deram detalhes. Militantes disseram que o bombardeio matou cinco palestinos, mas a informação não foi confirmada de forma independente.
A série de atentados em Israel começou por volta das 12h no horário local (6h de Brasília) e duraram cerca de três horas. De acordo com o porta-voz do Exército israelense, Yoav Mordechai, as forças de segurança perseguiram os supostos agressores e mataram pelo menos sete deles em uma troca de tiros. Com isso, o número total de mortos chegaria a 14.
No primeiro atentado, homens armados que estavam dentro de um carro abriram fogo contra um ônibus que levava militares e civis da cidade de Beersheba para Eilat, próxima à fronteira egípcia. Imagens de TV mostraram o ônibus com vidros quebrados e a porta danificada. Por dentro, poltronas estavam manchadas de sangue e bagagens estavam espalhadas pelo chão.
"Eu estava conversando com alguém sentado ao meu lado quando ouvimos tiros", afirmou uma passageira em entrevista a uma emissora local. "Imediatamente nos abaixamos e percebemos que havia feridos."
Cerca de 30 minutos depois, homens atiraram contra um veículo particular a vários quilômetros de distância. Depois de mais meia hora, explosivos foram detonados embaixo de um carro militar que se dirigia ao local do primeiro ataque.
"A fonte dos atos terroristas é Gaza e nós atuaremos com plena força e determinação contra eles", disse o ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, em comunicado.
Barak afirmou que os ataques "mostram a fraqueza do controle egípcio na península do Sinai e o alcance das atividades de agentes terroristas".
O Hamas negou envolvimento, assim como o governo egípcio negou que os agressores tenham chegado a Israel pelo Sinai. "A segurança na fronteira é forte", afirmou uma autoridade egípcia que não quis ser identificada.
Fonte: AP e BBC