quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Dentista falso com HIV atendia pacientes no Pará

Policiais da Divisão de Investigações de Operações Especiais de Belém prenderam nesta terça-feira (29) dois homens por exercício ilegal da odontologia.
Segundo a Polícia Civil, um dos falsos dentistas tem 61 anos e usava uma casa para realizar consultas no bairro Tenoné, distrito de Icoaraci. O outro tem 27 anos e atuava no bairro de Terra Firme, em Belém.
A polícia chegou aos locais após denúncias feitas ao Conselho Regional de Odontologia.Segundo o conselho, pacientes dos consultórios improvisados denunciaram a falta de higiene, afirmaram que os falsos dentistas não usavam luvas ou máscara, estavam com jaleco sujo, as paredes dos locais tinham infiltração e estavam mofadas e os instrumentos estavam enferrujados.
O homem de 61 anos confessou o exercício ilegal da profissão e disse ainda possuir o vírus da Aids, HIV. O outro afirmou que apenas confeccionava próteses dentárias e negou agir ilegalmente. Nenhum deles é formado ou tem licença para exercer a profissão. Os dois foram presos em flagrante.
“Ele tem o vírus e trabalha sem nenhum cuidado. Vamos imaginar que tem um ferimento e no atendimento, faz um procedimento mais invasivo, uma extração, uma limpeza, que sangra”, afirma Roberto Pires, presidente do conselho. “Nós temos muitas denúncias, que encaminhamos às autoridades competentes. Precisamos conscientizar o paciente de que ele deve procurar o conselho sempre para verificar se o dentista está habilitado”, complementa.
Fonte: G1

Menina é detida com metralhadora das Forças Armadas

Uma adolescente de 16 anos foi detida em Jacareí, no Vale Paraíba, no interior de São Paulo, com uma metralhadora das Forças Armadas nesta quarta-feira (30). Ela foi flagrada pela Guarda Municipal depois de um acidente de trânsito. Segundo a polícia, a jovem e um homem de 46 anos tentaram fugir depois de bater com o carro em um caminhão. Ele conseguiu escapar e a arma foi encontrada na mochila que estava com a garota, como mostrou o SPTV.
No depoimento, ela disse que conseguiu a submetralhadora 9 milímetros em Caçapava, também no interior paulista. Ela foi liberada, mas o caso será enviado para a Vara da Infância e da Juventude.

Marcelinho Paraíba foi indiciado por estupro

O jogador Marcelinho Paraíba, que está detido na carceragem da Central de Polícia em Campina Grande, foi indiciado por estupro, de acordo com o delegado do caso, Fernando Zoccola. Após prestar depoimento, ele foi encaminhado para a carceragem com mais três amigos e no trajeto não quis falar com a imprensa, dizendo apenas: “sou inocente e só falo em juízo”. O delegado considerou que, mesmo sem ter chegado ao ato sexual, devido às mudanças no Código Penal Brasileiro a tentativa de ter uma relação com a mulher pode ser interpretada como estupro. Marcelinho pode ser transferido ainda nesta quarta-feira (30) para o Presídio do Serrotão.
O jogador e três amigos foram detidos na madrugada desta quarta-feira (30), após uma mulher ter afirmado que sofreu uma tentativa de estupro durante uma festa que acontecia no sítio do jogador, localizado no bairro Nova Brasília, em Campina Grande.
O advogado de Macelinho Paraíba, Afonso Vilar, informou que vai pedir o relaxamento da prisão assim que o caso for distribuído para um juiz. "Em 20 anos, nunca vi ninguém ser preso por causa de um beijo", disse o advogado Afonso Vilar.
Após o depoimento dos suspeitos, o delegado Fernando Zoccola conversou com o G1 e explicou que a denunciante apresenta cortes nos lábios. "Ficou comprovado que houve beijos contra a vontade da vítima". O delegado disse ainda que os três amigos do jogador que estão detidos foram indiciados por desacato à autoridade e resistência à prisão. "Eles ofenderam a moral dos policiais militares ao não permitirem que Marcelo fosse trazido à Central de Polícia", explicou Zoccola.
A suposta vítima, uma mulher de 31 anos, prestou depoimento e em seguida foi encaminhada para a Unidade de Medicina Legal (UML) para passar por exame de corpo de delito.
Conforme Fernando Zoccola, outra questão que vai ser apurada é a informação de que o irmão da vítima, um delegado de Polícia Civil, teria disparado tiros no momento da prisão. O suspeito nega, mas sua arma será levada para perícia em busca de resíduos de pólvora.
Marcelinho Paraíba atualmente joga no Sport, do Recife, e foi um dos destaques no retorno do time à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O último jogo da campanha ocorreu no sábado (26).
Procurada pelo G1, a assessoria do Sport informou que o presidente do clube, Gustavo Dubeux, disse que vai prestar apoio jurídico ao jogador. O advogado do time pernambucano, Arnaldo Barros, afirmou que o atleta ainda não solicitou auxílio ao Sport. “Marcelinho está detido e as informações ainda estão muito conturbadas. Não consegui falar com ele porque está prestando depoimento nesta manhã”, disse.
O advogado confirmou que o clube tem todo o interesse em ajudar seus funcionários e, se o jogador sentir a necessidade de outro advogado especialista, o Sport vai sugerir um profissional. “Isso é um problema que ainda está na esfera pessoal do atleta, que está de férias, mas se ele precisar vamos oferecer todo apoio profissional ou financeiro para produzir a defesa do jogador”, informou.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Foi preso o ex-chefe do tráfico na favela da Rocinha

Foi preso na manhã desta terça-feira, no Rio de Janeiro, Eraldo Souza da Silva, 52 anos, o Eraldo da Rocinha. O homem é apontado pela polícia como ex-chefe do tráfico na favela da Rocinha e também fundador de uma das facções criminosas que atua no Estado. Ele estava foragido desde 1994.
Eraldo foi preso em sua casa na Taquara, zona oeste do Rio, depois que uma vizinha reconheceu uma foto sua em um jornal e denunciou à polícia. Contra ele foram cumpridos mandados de prisão por tráfico, formação de quadrilha e homicídio, expedidos em 2010.
De acordo com o delegado Marcos Cipriano, Eraldo comandou o tráfico de drogas na Rocinha até 1994. Em 2001 ele foi preso em Maricá pela Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC). Em 1994 ele fugiu do presídio Frei Caneca, onde cumpria pena de 31 anos de prisão, após falsificar um alvará de soltura.
Fonte: Terra

'Meu pai foi um monstro moral e espiritual', disse filha de Stalin, morta aos 85 anos

A filha mais nova de Josef Stalin, Svetlana Alliluyeva, morreu na terça-feira passada, aos 85 anos, vítima de câncer no cólon, em Wisconsin, Estados Unidos.
Nascida na URSS mas radicada nos EUA, Svetlana era grande crítica do sistema soviético o qual classificava como "profundamente corrupto". O pai Stalin era considerado pela filha um "monstro moral e espiritual".
Em 1967, Alliluyeva fugiu para o território norte-americano, queimou o passaporte soviético e prometeu não mais voltar ao país de origem. Trocou de nome duas vezes e lançou a autobiografia "Twenty letters to a friend", assinando como Lana Peters.
No livro, Peters narra histórias de desavenças com o pai, que já agrediu fisicamente um namorado de Lana e o mandou para a Sibéria ao descobrir que ia se casar com a filha.
Casada mais duas vezes, Svetlana levou as cinzas do último, um indiano, a Nova Délhi e acabou se refugiando na embaixada americana.
Fonte: SRZD

American Airlines faz pedido de concordata e ações caem 60%

As ações da companhia aérea American Airlines recuavam mais de 60% no pré-mercado da Bolsa da Nova York (Nyse) nesta terça-feira (29), após a divulgação de que a empresa entrou com pedido de concordata. O pedido de "proteção" ao Capítulo 11 da Lei de Falências dos Estados Unidos foi feito pela AMR, controladora da companhia, e abrange também a American Eagle, outra subsidiária da AMR.
Após fechar a US$ 1,62 na segunda-feira, as ações eram negociadas a US$ 0,64 por volta das 11h20 (horário de Brasília), antes da abertura do pregão nos Estados Unidos.
A companhia informou que tanto a American Airlines quanto a American Eagle operarão seus voos normalmente nesta terça, e suas reservas, serviços ao consumidor e todas as outras operações seguirão normalmente. Durante o processo de reestruturação, a empresa diz que espera manter suas operações e pagamentos aos funcionários normalmente.
"Estou confiante de que a American vai ressurgir ainda mais forte como uma líder global reconhecida pela excelência e inovação", afirmou o presidente da holding e da companhia aérea, Thomas Horton.
A AMR atende a 260 aeroportos em mais de 50 países, com 3,3 mil voos diários.
No terceiro trimestre deste ano, a AMR registrou prejuízo liquido de US$ 162 milhões, frente a um lucro líquido de US$ 143 milhões do mesmo período do ano passado. No acumulado dos nove primeiros meses do ano, o prejuízo líquido da AMR foi de US$ 884 milhões. Segundo a empresa, o resultado foi afetado pelo "impacto adverso' da volatilidade do preço do barril de petróleo e da cotação do dólar em relação a moedas estrangeiras no período.
Entenda o Capítulo 11O Capítulo 11 da lei de falências americana, ao qual a AMR recorreu nesta terça-feira, permite a uma empresa com dificuldades financeiras continuar funcionando normalmente, dando-lhe um tempo para chegar a um acordo com seus credores.
A proteção do Capítulo 11 pode ser requerida seja pela empresa em dificuldades, seja por um de seus credores. Este procedimento significa uma vontade de reestruturação da companhia, sob o controle de um tribunal.
O Capítulo 11 permite ao devedor manter todos seus ativos, se opor às demandas de seus credores, adiar os prazos de seus pagamentos e até reduzir unilateralmente sua dívida. Em contrapartida, obriga a empresa que se coloca sob sua proteção a dar ao juiz das falências informações detalhadas sobre o andamento das transações sobre seus credores.
A companhia que solicita esta proteção também deve preparar sua demanda da forma mais detalhada possível para informar devidamente o juiz e seus credores de sua real situação financeira.
Se as transações transcorrem bem, a empresa consegue do juiz e dos credores um plano de reorganização dentro de um prazo de até vários meses. Trata-se de um contrato que estipula a forma como a companhia vai pagar suas dívidas e de onde virá o dinheiro que servirá para este fim.
Fonte:G1

Cuiabá-MT - Homem morre ao tentar recuperar R$ 100 levado por bandidos

Criminosos invadiram o “Bar da Loira” no bairro Ouro Verde, em Várzea Grande e após o roubo deixaram um morto no local. Segundo informações da Polícia Civil, um dos clientes do bar foi pagar a conta com uma nota de R$ 100,00, o que de fato chamou atenção de criminosos que invadiram o local.
Valdomiro Rodrigues Fontes, 52 anos, foi até o caixa pagar a sua conta por volta das 1h20 da madrugada quando retirou o dinheiro do bolso acabou chamando atenção de criminosos que estavam na rua. 
Os bandidos invadiram o estabelecimento, em seguida, com uma arma apontada para os frequentadores do local, roubaram o dinheiro de Valdomiro, além de celulares de clientes e o caixa do estabelecimento.Segundo populares, Valdomiro tentou reagir para resgatar seu dinheiro quando recebeu dois tiros, sendo um na perna outro no ombro. Ele não resistiu e morreu na hora.A Polícia Militar em rondas pelo bairro, não localizou os suspeitos. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.
O jovem Marcio Carlos Pimentel Mineguci foi encontrado morto em sua residência pelo seu tio. O tio escutou quatro tiros e ao sair na frente de sua residência se deparou com o sobrinho caído no chão baleado. 
Policiais foram acionados, mas ao chegar ao local, o jovem já estava sem vida.O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). As suspeitas são de acerto de contas
Fonte: ReporteMT

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Vereadores aprovam afastamento de Silvio Félix (PDT) prefeito de Limeira, SP

A Câmara de Vereadores de Limeira, no interior de São Paulo, aprovou na noite desta segunda-feira (28), por unanimidade, o afastamento temporário do prefeito Sílvio Félix (PDT) e a criação de uma Comissão Processante para investigá-lo. Desde a quinta-feira (24), estão presas temporariamente pessoas ligadas ao prefeito e também familiares de Félix, entre eles a primeira-dama e os dois filhos do casal. 
A prisão foi decretada por suspeita de envolvimento dos investigados com um esquema de sonegação de impostos, lavagem de dinheiro, furto qualificado, formação de quadrilha e falsidade ideológica.
O pedido de instauração da comissão e o afastamento do prefeito por três meses foram protocolados no fim da tarde desta segunda-feira (28) e aprovados nesta noite, durante sessão ordinária na Câmara. 
Os 13 vereadores presentes votaram favoráveis aos dois requerimentos e, com isso, assim que for oficialmente notificado da decisão, Sílvio Félix estará fora da Prefeitura de Limeira por 90 dias. Isso deve ocorrer, segundo os vereadores, nesta terça (29) ou quarta (30), quando os autos da votação deverão ser encaminhados ao Executivo para posterior publicação no Diário Oficial.
Durante a votação, o vereador de oposição Ronei Martins (PT) interrompeu a sessão e tomou a palavra para dizer que recebeu a informação de que os promotores que encabeçam o caso solicitaram à Justiça, nesta noite, o pedido de prorrogação da prisão dos investigados, que se encerra à meia-noite desta segunda. 
Até as 18h30, os promotores estavam reunidos na sede do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em Piracicaba, também no interior de São Paulo, para decidir se optariam por prorrogar a prisão.
O G1 procurou a assessoria da Prefeitura de Limeira na noite desta segunda-feira, mas não localizou ninguém para falar sobre o afastamento.

Investigação
A primeira-dama Constância Félix, os dois filhos (Maurício e Murilo Félix) do prefeito Sílvio Félix e outras nove pessoas são suspeitas de participar de uma organização criminosa que usava empresas de fachada em nome de laranjas para lavar dinheiro.

Segundo investigação do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de São Paulo, os laranjas não possuem renda que justifique os bens no nome deles. Foram descobertos 50 imóveis avaliados em pelo menos R$ 21 milhões. A suspeita é de que o dinheiro usado na compra dos bens tenha sido desviado da prefeitura de Limeira.
Em entrevista na semana passada, Félix disse que tudo o que está registrado em sua família está devidamente regularizado. "Se é de alguma empresa de minha família, não há dúvida de que é lícito. Confio na Câmara Municipal de vereadores e nas investigações do MP para que tudo seja apurado. Estarei sempre à disposição", afirmou na ocasião.
Fonte: G1

608,2 mil foram infectadas pelo vírus da aids no Brasil

Às vésperas do Dia Mundial de Luta contra a Aids (1º de dezembro), o Ministério da Saúde divulga o Boletim Epidemiológico 2011 assinalando que, entre 1980 e junho de 2011, 608.230 pessoas foram infectadas com o vírus da aids no Brasil. Menos de 1% da população de 15 a 49 anos tem aids – a taxa de prevalência é de 0,61% e manteve-se relativamente estável entre 2009 e 2010. A prevalência na população masculina é de 0,82% e entre as mulheres de 0,41%.
O maior número de casos de aids está concentrado na Região Sudeste – a mais populosa – onde o Ministério da Saúde registra 343.095 casos – 56,4% dos casos já contabilizados do país.
Em 2009, foram diagnosticados 35.979 casos. Em 2010, esse número caiu para 34.212. O número de óbitos passou de 12.097 para 11.965, na mesma comperação.
Em 2010, a Região Sul apresentou a maior taxa de incidência, isto é, 28,8 casos para cada 100 mil habitantes.
No mesmo ano, as maiores taxas de incidência foram encontradas na faixa etária de 35 a 39 anos, sendo que os homens têm 49,4 casos em 100 mil habitantes e as mulheres 27,4.
Segundo o Ministério da Saúde, o coeficiente de mortalidade, devido ao HIV/aids, foi de 6,3 óbitos por 100 mil habitantes, em 2010. O maior índice foi registrado na Região Sul (9 mortes por 100 mil habitantes).
Fonte: Correio Braziliense

Para não pagar uma pensão de R$ 40,00, o pai mandou matar o filho

Dois homens foram presos em Macaúbas (BA), a 682 quilômetros de Salvador, acusados da morte de um menino de 9 anos. Um dos detidos, Zenilton Silva Costa, o pai da criança, teria contratado o outro, Wilton Santos, de 18 anos, por R$ 1 mil, para assassinar o menino, encontrado morto por asfixia na sexta-feira.
Wilton foi identificado por outra criança, que teria testemunhado o crime, e confessou o homicídio. De acordo com ele, Costa disse que precisava matar o filho para não ter mais de pagar a pensão. O acerto pelo crime, porém, ainda não teria sido feito. O acusado nega envolvimento com o assassinato, mas, segundo o delegado Genivaldo Rodrigues, não há dúvida sobre sua participação. Após as prisões e os testemunhos, Santos e Costa tiveram de ser transferidos para outra cidade, por causa da ameaça de invasão da delegacia do município - 300 pessoas tentaram entrar na unidade para espancar os acusados e a Polícia Militar teve de pedir reforço para evitar a violência.

Soldado diz após transplante que não é mais Monstro

Ele era visto com repulsa por estranhos e as crianças fugiam dele chamando-o de "monstro". Mas um transplante completo de rosto - apenas o terceiro nos Estados Unidos - promete transformar de vez a vida de Mitch Hunter.
Quando bati à porta da sua casa, em um subúrbio de Indianápolis, não sabia o que esperar. Eu tinha visto fotos de Mitch antes e depois de dez anos de cirurgia plástica, mas não depois do transplante completo, feito há apenas quatro meses.
Ele abriu a porta segurando seu filho Clayton, de 18 meses, nos braços. O que vi me deixou impressionado. Mitch não é mais o jovem bonito que era, mas a transformação em comparação ao rosto de seis meses atrás é surpreendente. Olhando para pai e filho, é possível até ver os traços familiares.
Ele tinha 20 anos quando o carro em que ele estava bateu em poste contendo cabos de eletricidade de 10 mil volts. Enquanto tentava resgatar uma passageira que também estava no carro, recebeu uma descarga elétrica que lhe deixou sem uma perna e com o rosto totalmente queimado.
Nos dez anos seguintes, passou por inúmeras cirurgias para reconstruir o rosto - mas os resultados não passavam de remendos.
'Monstro'
Foi o nascimento do filho Clayton que levou Mitch a optar pelo transplante completo de rosto - apenas o terceiro feito nos Estados Unidos. "Vi muitas crianças correrem para se esconder atrás das mães porque ficavam muito assustadas quando me viam", contou.
"Isso estava ficando difícil, porque meus amigos começaram a ter filhos, depois meu irmão teve um filho. Quando tive Clayton, não quis mais que as crianças tivessem medo de mim."
A operação, realizada em abril, foi financiada por uma iniciativa entre o hospital Brigham and Women's, em Boston, e as Forças Armas americanas. O número de soldados que regressam do conflito no Afeganistão com o rosto e membros mutilados levou os militares a financiar pesquisas na área de reparação plástica, incluindo transplantes de mão e rosto.
Sob a coordenação do cirurgião Bohdan Pomahac, o hospital já realizou três transplantes completos de rosto e já tem outros cinco em vista. Para ser elegível para uma cirurgia completa, o paciente precisa ter pelo menos 25% do seu rosto danificado. Pomahac acredita que pelo menos 200 a 300 veteranos de guerra preenchem o critério.
Surpreendentemente, encontrar um doador não é tão difícil. O médico explica que prefere doadores jovens e do mesmo sexo, embora reconstruções computadorizadas sugiram que transplantar o rosto de uma mulher em um homem possa funcionar. Isto ainda não foi tentado.
O rosto é transplantado em toda sua espessura, mas o que realmente determina o visual final do rosto é a estrutura óssea da face do paciente. No caso de Mitch, a operação correu bem. A equipe removeu a face antiga de Mitch antes de sobrepor a nova. Pomahac conectou artérias a três nervos do corpo de Mitch no novo rosto. A nova cara do paciente, com nariz, lábios e músculos, foi então costurada no seu lugar.
A operação - a segunda do cirurgião - durou 14 horas, um pouco menos que a sua primeira. "Quisemos simplificar a operação para torná-la mais fácil de repetir, e acho que conseguimos isso", disse o médico. "Mas a cada operação aprendemos uma enormidade de coisas."
Recuperando os sentidos
Mitch conta que, no início, o rosto estava muito inchado. "Parecia o rosto de um sujeito de 100 kg", afirmou. À medida que o inchaço diminuía, os traços ficavam mais definidos.
Entretanto, o irmão de Mitch, Mark, diz que era capaz de ver o rosto do antigo Mitch desde o primeiro dia. "Não sabia como eu ia reagir, mas quando atravessei a porta do hospital, vi que era ele, meu irmão", disse.
A mulher de Mitch, Katerina, é uma ex-colega de escola que ele começou a namorar muitos anos atrás, antes do transplante. Katerina disse que já havia aceitado o fato de que seu companheiro tinha um rosto deformado, embora percebesse que ele era infeliz e evitava sair de casa.
Questionada sobre o fato de beijar os lábios de um morto - o dono original do rosto -, ela diz: "Nunca o beijei nos lábios antes." "É simplesmente louco quão longe a ciência chegou e o que eles conseguem fazer. É simplesmente incrível", afirma Katerina.
Mitch diz que as sensações estão voltando e que ele consegue, por exemplo, elevar as sobrancelhas, fazer bico e sorrir. "Ainda tem um pouco de pele de sobra em alguns lugares", afirma. "Mas me disseram que no fim vou ficar parecido com o que era."
O médico, Pomahac, diz que o quadro deve melhorar aos poucos, em especial no que tange às sensações. "A primeira sensação se desenvolve no primeiro ou segundo mês. Ainda é muito pequena, mas continua a melhorar", diz. "Por volta dos 18 meses, espero que Mitch estará se sentindo próximo do normal."
Fonte: Terra

Adolescente grávida morre após ser jogada em cisterna

Uma adolescente de 16 anos morreu na manhã de domingo em Vitória da Conquista, no centro sul da Bahia, depois de passar três dias internada por ter sido jogada em uma cisterna de 25 m de profundidade. A jovem estava grávida. A polícia já identificou os agressores e apura o que pode ter motivado o crime. Andressa Gomes de Oliveira foi encontrada por moradores do bairro Alta Colina dentro da cisterna na última quinta-feira. De acordo com a polícia, três homens, entre eles um adolescente, foram os responsáveis pela agressão. A investigação trabalha com a possibilidade do crime estar relacionado ao uso de drogas e de um dos suspeitos ser o pai do bebê que a adolescente esperava. Após ser socorrida, a garota permaneceu estável, segundo informações do Hospital Geral de Vitória da Conquista, mas havia fraturado a coluna lombar, o que ocasionou gradativa perde de sensibilidade e força motora. O bebê sobreviveu à queda da mãe, mas no domingo o quadro da adolescente piorou. Andressa começou a perder a consciência e ter problemas respiratórios. Apesar de existirem suspeitas, o hospital aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML) para divulgar a causa da morte. A mãe da jovem chegou a acusar a unidade de negligência no atendimento, mas a direção do hospital informou que em nenhum momento ela permaneceu sem assistência.
Fonte: Terra

Linchadores de motorista de onibus em São Paulo, roubaram extintor e dinheiro

Passageiros do ônibus dirigido pelo motorista que foi espancado até a morte na noite de domingo, na zona leste de São Paulo, disseram à polícia que além de agredir o trabalhador, os suspeitos do linchamento ainda roubaram R$ 25 e o extintor de incêndio do veículo. O bando participava de um baile funk na região quando Edmilson dos Reis Alves, 59 anos, passou mal ao volante, bateu em carros e motocicletas e atropelou um homem, por volta das 23h30.
Sem possibilitar chance de defesa ao motorista, o bando começou a apedrejar o veículo de transporte coletivo e a xingar o motorista. Logo em seguida, Edmilson foi retirado do ônibus e brutalmente agredido. Ele chegou a ser encaminhado ao hospital, mas não resistiu. O homem atropelado também foi levado ao hospital, onde ficou em observação.
A equipe de investigação da 69ª Delegacia de Polícia está em diligências na região onde ocorria o baile funk para tentar identificar os autores da agressão. Como havia cerca de 300 pessoas na festa, ainda não sabe nem quantos participaram da violência. Ainda não há informações sobre a liberação do corpo do motorista do Instituto Médico Legal (IML).
Fonte: Terra

Julgamento da 'viúva da Mega-Sena' atrasa 4 horas

Inicialmente marcado para as 10h, o julgamento do assassinato de Renné Senna, o vencedor da Mega-Sena, deve ter início somente às 14h. A mudança de horário foi por causa do atraso de duas testemunhas de defesa. A audiência ocorre em Rio Bonito, na região metropolitana do Rio de Janeiro. A viúva e principal suspeita, Adriana Almeida, e mais três suspeitos irão depor.
A segurança do Fórum foi reforçada e a rua estava fechada. Questionada sobre um possível adiamento por parte da defesa, a juíza Roberta dos Santos Braga, que irá presidir o júri, disse que o julgamento deverá acontecer normalmente. "Estamos aqui todos empanhados para que aconteça." Ainda segundo ela, a audiência deve durar em torno de 3 a 4 dias.

domingo, 27 de novembro de 2011

STJ mantém julgamento de acusada pela morte do ganhador da Mega-Sena

Brasília - Está mantido para esta segunda-feira (28) o julgamento de STJ mantém julgamento de acusada da morte do marido ganhador da Mega-Sena, acusada de mandar matar o marido, Renné Senna, ganhador de R$ 53 milhões na Mega-Sena. A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou liminarmente pedido de habeas corpus em favor de Adriana.
Segundo a acusação, Adriana Ferreira Almeida teria decidido matar o marido depois de descobrir que ele queria excluí-la do testamento. O crime ocorreu em 2007.
A defesa de Adriana, indiciada por homicídio qualificado, queria suspender o julgamento argumentando que houve excesso de linguagem na sentença de pronúncia – aquela em que o juiz determina o julgamento pelo Tribunal do Júri. Tal excesso, segundo a defesa, poderia influenciar negativamente os jurados.
Inicialmente, a defesa impetrou habeas corpus, com pedido de liminar, no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). A liminar foi negada, mas ainda não houve julgamento do mérito.
Para a ministra Laurita Vaz, este novo habeas corpus é apenas uma reiteração de pedido anterior, pois apresentava as mesmas partes, fundamento e objeto que outro habeas corpus já impetrado no próprio STJ.
FOnte: Correio Braziliense

Cinco veículos foram incendiados nesta madrugada na Tijuca, diz PM

Ao menos cinco carros estacionados na Rua Barão de Mesquita, na Tijuca, Zona Norte do Rio, pegaram fogo na madrugada deste domingo (27), de acordo com informações de policiais do 6º BPM (Tijuca).

A rua ficou parcialmente interditada por alguns momentos para os trabalhos dos bombeiros. Uma equipe da perícia foi encaminhada ao local para investigar o caso, que será registrado na 20º DP (Vila Isabel).
As chamas quase se alastraram para um posto de combustível que fica na mesma rua onde estavam os veículos. Ninguém ficou ferido. As causas do incêndio ainda não foram identificadas.
Cinco veículos foram Cinco veículos foram incendiados nesta madrugada na Tijuca, diz PM nesta madrugada na Tijuca, diz PM
Fonte: G1

Ataque aéreo de tropas da Otan matou cerca de 26 soldados paquistaneses

O governo do Paquistão expressou neste domingo (27) aos Estados Unidos sua "profunda indignação" após o ataque de forças da Otan no Afeganistão, liderada por tropas americanas, que causou a morte de cerca de 26 soldados paquistaneses no sábado (26).
A crítica paquistanesa ante ao episódio foi transmitida durante uma chamada telefônica da ministra de Relações Exteriores, Hina Rabbani Khar, à secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton.
"A chanceler expressou profundo sentimento de indignação do Paquistão à perda sem sentido de 26 soldados", afirma um comunicado do governo paquistanês. O ataque, acrescenta a nota, "mostra total desrespeito pelas leis internacionais e pela vida humana, e são uma clara violação da soberania paquistanesa".

Desocupação
O governo do Paquistão exigiu que os Estados Unidos desocupem, dentro de 15 dias, uma base aérea usada para aviões americanos não tripulados. A exigência foi emitida neste sábado (26) após o bombardeio que matou soldados paquistaneses na fronteira com o Afeganistão.

O Paquistão divulgou a exigência por meio de uma declaração enviada a jornalistas após uma reunião de emergência presidida pelo primeiro-ministro do Paquistão, Yousuf Raza Gilani. No encontro, o governo também decidiu revisar suas relações diplomáticas e militares com os EUA e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).
A Base Aérea de Shamsi está localizada na província de Baluchistan. Os EUA são suspeitos de usarem a base para lançar aviões armados e de observação para pressionar os militares do Talibã e da Al-Qaeda na região tribal do Paquistão.
Em represália, o governo do Paquistão também ordenou o bloqueio de todos os comboios de abastecimento da Otan no Afeganistão, que passam por território paquistanês.
Fonte:G1

sábado, 26 de novembro de 2011

Brasília - Sargento do Copo de Bombeiros morre após viatura bater em árvore no eixão norte

Um bombeiro morreu após bater a viatura em uma árvore no Eixão Norte, entre as quadras 205 e 206, por volta das 14h deste sábado (26/11). O sargento Regis Leonardo Ferreira, de 37 anos, e outros três militares fariam um atendimento na 106 Norte. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local, os outros três bombeiros foram levados para o hospital de Base sem ferimentos graves. O acidente acontece no mesmo local onde a pouco mais de uma semana uma mulher morreu após bater outro veículo.

De acordo a Polícia Militar, o sargento, que dirigia a viatura, perdeu o controle do carro, avançou a pista contrária e acertou duas placas de sinalização de trânsito antes de bater em uma árvore. Estava chovendo no momento do acidente e nenhum outro carro foi atingido. O sargento tinha 18 anos de corporação.

O Eixão sentido Sul-Norte foi completamente interditado e o trânsito é desviado para o eixinho na altura da 203 Norte. Até as 16h30, o trânsito continuava interditado, mesmo após a retirada da viatura.

Mais mortes no Eixão
Na quinta-feira (17/11), uma mulher morreu após bater de frente com outro veículo no Eixão Norte, na altura das quadras 105/205. Marina Monteiro de Queiroz, de 25 anos, seguia no Eixão Norte, sentido Plano Piloto - Lago Norte, perdeu o controle do veículo, invadido a pista contrária e colidido de frente contra um Fox preto. O acidente aconteceu por volta das 7h40.
Fonte: Correio Braziliense

Outra tragédia no futebol de Togo mata 8 jogadores de time heptacampeão

Em menos de dois anos depois de o ônibus que transportava a seleção de Togo ser alvejado por tiros durante a Copa Africana de Nações e vitimar três integrantes da delegação, o veículo do Étoile Filante, clube heptacampeão do país, perdeu uma das rodas, caiu em um barranco e acabou matando carbonizados oito atletas do "time da estrela cadente" na manhã deste sábado, na cidade de Glei.
O Campeonato Togolês ficou paralisado durante duas semanas pelo fato de que os times estavam enfrentando problemas financeiros e entraram em greve, situação que foi solucionada no início da última semana. Na primeira viagem em direção a Sodoké para a disputa da quinta rodada da competição, o ônibus do Filante capotou várias vezes e pegou fogo, ferindo gravemente ainda 13 pessoas, entre atletas e comissão técnica, que foram enviados para hospitais da capital Lomé e de Atakpamé.
Sete vezes campeão togolês (1961, 1962, 1964, 1965, 1967, 1968 e 1992), o Filante é um dos mais tradicionais clubes do país, o qual ainda tentava se recuperar do trauma vivido desde que um atentado de um grupo separatista angolano atingiu o ônibus que transportava a delegação do país durante a Copa das Nações Africanas de 2010, em abril daquele ano. Na ocasião, três pessoas foram mortas, entre elas um assessor de imprensa e um auxiliar técnico da seleção.
Fonte: Terra

Ex-policial acusado por chacina de 6 adolescentes no PA.

Foi preso na sexta-feira (25) um ex-PM suspeito de participar de uma chacina há sete dias na Região Metropolitana de Belém, quando seis adolescentes foram mortos.O ex-soldado da Polícia Militar foi preso no distrito de Icoaraci. 
A ação foi em cumprimento a um mandado de prisão temporária, expedido pela Justiça. Ele é o principal suspeito pela Polícia Civil de participar da chacina.Durante a prisão, a polícia apreendeu um revólver calibre 40, munições e a carteira de policial militar, apesar de ele não fazer mais parte da corporação. 
Ele foi autuado por falsa identificação e porte ilegal de arma. O suspeito havia sido preso em 2008, acusado de fazer parte de um grupo de extermínio que atuava na Região Metropolitana de Belém. Foi durante a operação Navalha na Carne. 
Ainda na cadeia, em 2009, ele foi expulso da PM. Há oito meses, estava em liberdade.Para a Polícia Civil, não há dúvidas do envolvimento do ex-soltado na chacina de Icoaraci. O ex-PM nega participação no crime e ficará em prisão temporária. A polícia busca informações sobre outras pessoas que participaram da chacina. Segundo o delegado Gilvandro Furtado, a prisão pode fazer com que as testemunhas colaborem.
Fonte:G1

Reféns militares das Farc foram assassinados

“Foram encontrados [os corpos] nesta manhã”, disse Pinzón em uma coletiva de imprensa. Segundo o ministro, as vítimas eram membros das forças armadas colombianas e teriam sido executadas.As identidades dos mortos não foram divulgadas. No entanto, o sargento José Libio Martínez estaria entre os militares mortos. Ele é considerado o refém há mais tempo em poder das Farc – Martínez estava sequestrado há quase 14 anos, segundo fontes militares.De acordo com o ministro, há 45 dias as forças militares começaram uma operação no município de Solano, uma região de selva no Departamento de Caquetá, no sul do país. Neste sábado (26), as tropas entraram na área onde teria uma estrutura da guerrilha. “Minutos depois, foram encontrados quatro corpos”, relatou o ministro.
As Farc mantêm ainda sequestrados pelo menos 14 policiais e militares. Alguns deles já estão há dez anos em cativeiro. As Farc são a guerrilha mais antiga da América Latina, com 47 anos de luta armada, e contam com cerca de 8 mil a 9 mil combatentes, segundo dados do Ministério da Defesa.
Fonte: G1

Policial civil é sequestrado e morto na Grande SP

Um investigador da Polícia Civil foi sequestrado dentro de casa no fim da noite desta sexta-feira (25) no município de Caucaia do Alto, na Grande São Paulo, segundo a Polícia Militar (PM). Por volta de 4h deste sábado (26), o corpo do policial foi encontrado pela PM dentro de um carro na altura do km 21 da Rodovia Raposo Tavares, em Cotia.Um grupo de cerca de 10 criminosos invadiu o condomínio em que o investigador morava. De acordo com a PM, dois ladrões retiraram o policial de dentro de casa e o colocaram em um automóvel. Na residência também estavam a esposa e dois filhos da vítima.Ainda segundo a Polícia Militar, o investigador foi encontrado com diversas marcas de tiros pelo corpo. Nenhum suspeito foi encontrado até o momento. O caso está registrado no 1º DP de Cotia.
Fonte: G1

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Filho de agente penitenciário mata irmão com tiro acidental em Bauru, SP

Um adolescente de 11 anos morreu na manhã desta sexta-feira (25) depois de ser atingido por tiro acidental, disparado pelo irmão, de 14 anos, em Bauru, interior de São Paulo.
O acidente aconteceu na casa da família, no Núcleo Habitacional Edson da Silva, na Zona Norte de Bauru. Segundo a polícia, os dois brincavam com a arma do pai quando o irmão mais velho atirou acidentalmente na boca do mais novo.O pai é agente penitenciário e tinha acabado de chegar do trabalho. Ele deixou o revólver em cima da mesa e foi ajudar um vizinho que estava com o carro quebrado. Foi neste momento que aconteceu o disparo. A vítima foi socorrida, mas chegou ao hospital sem vida. Ainda de acordo com a polícia, a arma tem registro.
Fonte: G1

Sete toneladas de maconha é apreendida pela PM no interior do Amazonas

A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) apreendeu na noite desta quinta-feira (24) 48,1 mil pés de maconha – equivalente a sete toneladas –, no município de Maués, a 356 km de Manaus. A operação foi desencadeada a partir de denúncias e se deu na comunidade Curaça, de acordo com informações da PMAM.
Conforme a Polícia Militar, a ação ocorreu das 6h às 18h30, mas ninguém foi preso, pois os suspeitos abandonaram a plantação, fugindo pela mata, assim que avistaram a guarnição da PMAM. Eles deixaram para trás ainda duas embarcações pequenas, conhecidas na região como rabeta, possivelmente usados no transporte da droga, e uma espingarda calibre 12.
Com o apoio da Polícia Civil do município, a guarnição destruiu 10,6 mil pés de maconha na margem direita do Rio Curuça e 37,5mil na margem oposta, na divisão entre Maués e Itacoatiara. Há suspeitas de que a droga era cultivada por traficantes dos dois municípios.
Fonte: G1

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Policial Civil de Brasília flagrado chutando carro em protesto foi afastado do serviço de policial

O homem fotografado chutando um carro durante manifestação dos policiais civis na tarde de terça-feira (22/11), identificado como parte da categoria, foi afastado do serviço policial e lotado em função administrativa até o fim da sindicância, instaurada pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil (CGP). A decisão do diretor-geral Onofre de Moraes foi divulgada nesta quarta-feira (24/11) através de nota à imprensa.
A categoria esteve reunida em assembleia na última terça-feira (22/11), quando decidiu manter a greve, que já dura 35 dias. Depois de bloquear as faixas que circundam o Congresso Nacional, os policiais fizeram um apitaço em frente ao STF. Ao retornar à pista, o condutor de um Ford Ka tentou passar pelos manifestantes e teve o veículo chutado por um deles. Ouviu ainda que “se fosse macho, que parasse o carro”. Também houve atrito em frente ao Palácio do Planalto, onde os policiais civis tentaram ultrapassar o cordão de segurança do local.
A greve é considerada ilegal pela Justiça. Na última segunda-feira (21/11), o ministro Cezar Peluso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a suspensão da paralisação.
Fonte: Correio Braziliense

Norte do Japão é atingido por tremor de 6,2 graus

O Norte do Japão foi atingido hoje (24) por um terremoto de magnitude de 6,2 graus na escala Richter. Não há informações sobre vítimas e danos. O epicentro foi registrado na região de Hokkaido – principal ilha no Norte do país a 750 quilômetros de Tóquio. As informações são confirmadas pela organização não governamental Informações sobre Terremotos.

O Japão é atingido por tremores diários de terra por causa da sua localização sobre placas continentais e oceânicas, segundo especialistas. Em 11 de março deste ano, o país sofreu a pior série de abalos de sua história recente. Um terremoto de 8,9 graus na escala Richter atingiu o Nordeste e o Centro do país matando cerca de 20 mil pessoas.

Em março, o terremoto foi seguido de tsunami causando mortes, feridos e danos em várias cidades japonesas. Um dos problemas mais graves provocados pelos abalos foram os acidentes nucleares. A Usina Nuclear Fukushima Daiichi sofreu danos nos seus reatores gerando explosões e vazamentos.

O Japão até hoje luta para a reconstrução do país. As áreas mais atingidas são as localizadas na região de Fukushima. Alimentos produzidos na região estão proibidos de serem comercializados e muitas pessoas ainda vivem de forma improvisada porque não podem retornar para suas casas.

Policia recebe mais pistas sobre morte de filho de coreógrafo

O Disque-Denúncia recebeu até as 11h desta quinta-feira (24) 20 ligações sobre o assassinato de Carlos Eduardo Mendes de Jesus, o Dudu, filho do coreógrafo Carlinhos de Jesus. Ele foi morto no sábado (19), quando saía de um bar em Realengo, na Zona Oeste do Rio.Até o mesmo horário de quarta-feira (23), a central tinha recebido 18 ligações. Todas as informações estão sendo encaminhadas à Divisão de Homicídios (DH), responsável pelo caso. Quem quiser fazer denúncias pode ligar para o 2253-1177. O anonimato é garantido

Suspeita de vingança

Uma das linhas de investigação da polícia para esclarecer a morte de Dudu é de que o crime tenha sido cometido por vingança. Ele era vocalista da banda Samba Firme, e cerca de um mês antes do crime, integrantes do grupo teriam se envolvido numa briga com um policial militar em uma festa, na rua Rio da Prata, em Bangu, também na Zona Oeste. O PM já é tratado pela polícia como suspeito.
De acordo com a polícia, Dudu foi baleado por oito tiros, que teriam sido disparados por dois homens em uma motocicleta. Após o assassinato, os suspeitos fugiram. O músico, de 32 anos, ainda foi levado ao Hospital Albert Schweitzer, mas não resistiu.

Imagens

Os agentes também já começaram a analisar as imagens das câmeras de vigilância que ficam próximas à área em que Dudu foi morto, mas ainda não conseguiram identificar os assassinos.
“As equipes estão na rua buscando mais testemunhas e outras pessoas que possam oferecer mais informação,além de imagens que auxiliem essa investigação”, disse Ettore na segunda-feira (21). Mais cedo, Ettore já tinha afirmado ao G1 que execução era a principal linha de investigação da polícia para o assassinato do músico.

O corpo de Carlos Eduardo foi enterrado na manhã de domingo (20) no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul. Além de familiares, muitos amigos do músico levaram pandeiros e cantaram sambas famosos em sua homenagem. Durante a cerimônia, que reuniu cerca de 200 pessoas, Carlinhos de Jesus foi confortado por vários amigos e ficou abraçado ao neto Juan, filho de Carlos Eduardo.
Fonte: G1

Ladrões do INSS usavam dados de vítimas de acidentes aéreos, diz MPF

Os suspeitos investigados nas operações Miragem e Caixa Preta, desencadeadas nesta quinta-feira (24) no estado do Rio de Janeiro, se passavam como parentes de mortos em acidentes como o choque entre o avião da Gol e o jato Legacy, a queda do avião da Air France e a colisão do boeing da TAM nas redondezas do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Com os dados das vítimas desses desastres eles conseguiam receber, de forma irregular, pensões por morte. As informações são do Ministério Público Federal (MPF).Segundo o MPF, os integrantes da quadrilha se aproveitavam do fato de muitas vítimas não terem deixado dependentes para efetuar as fraudes. Cerca de 160 policiais da Polícia Federal e técnicos da Previdência Social tentam cumprir 17 mandados de prisão preventiva e 28 mandados de busca e apreensão. Entre os suspeitos estão cinco servidores do INSS. Até o início da tarde desta quinta, 16 suspeitos foram presos. As investigações começaram há um ano para apurar a ilegalidade no requerimento e no saque de benefícios previdenciários e assistenciais por despachantes e servidores autárquicos. Os envolvidos inseriam informações fictícias nos sistemas previdenciários e falsificavam documentos públicos para conseguir a concessão de benefícios da prestação continuada, pensões por morte e aposentadorias irregulares.
Prejuízo de R$ 3 milhõesAinda de acordo com o MPF, a quadrilha também obtinha o adiamento dos vencimentos através de empréstimos consignados que seriam pagos com os benefícios fraudados. Segundo a Polícia Federal, inicialmente foram identificados cerca de 160 benefícios fraudulentos ou com indícios de irregularidade. A PF estima que o prejuízo aos cofres públicos chegue a R$ 3 milhões. Estimativas indicam que a quadrilha atuava desde 2007.
Fonte: G1

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Homem morre em teste de aptidão física da Polícia Civil em Curitiba

Um homem de 40 anos teve um mal súbito e morreu no início da tarde desta quarta-feira (23), em Curitiba, enquanto prestava uma prova de aptidão física, no Colégio Estadual do Paraná. Ele era candidato ao cargo de investigador policial, da Polícia Civil. Em nota, o Departamento de Polícia Civil lamentou o ocorrido e disse que o homem apresentou um atestado de saúde que o liberava para a prova. No documento, o médico diz que o candidato estava “em plenas condições” para a realização da prova.
Fonte: G1

Brasília-DF - Policiais civis fora da lei bloquearam todas as pistas ao redor do Congresso Nacional, promoveram um apitaço em frente ao STF e intimidou motoristas

Mesmo considerada ilegal pela Justiça, a greve dos policiais civis do DF está mantida. O movimento completa hoje 34 dias e não tem previsão para terminar, o que atrapalha ainda mais a população. Os manifestantes tomaram a decisão na tarde de ontem, em assembleia realizada em frente ao Congresso Nacional. Na última segunda-feira, porém, o ministro Cezar Peluso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a suspensão da paralisação. O governador Agnelo Queiroz prometeu tomar medidas mais duras contra a categoria caso seja desrespeitada a manutenção de 70% do serviço.

Ao Correio, o delegado Onofre de Moraes, diretor-geral da Polícia Civil, disse que “quem não trabalhar terá o ponto cortado a partir do momento em que forem notificados (leia entrevista abaixo).”

O Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol) informou que ainda não foi notificado sobre a ordem da Corte. “Só ficamos sabendo disso pelo site do STF, mas não temos o teor da decisão. Se recebermos a notificação, vamos ver o que será feito para nos adequar”, explicou o presidente do Sinpol, Ciro de Freitas. Enquanto isso, apenas flagrantes e crimes hediondos são registrados nas delegacias da capital do país.

Durante assembleia, os grevistas informaram que o GDF não avançou nas negociações. Depois de bloquear as faixas que circundam o Congresso Nacional, eles fizeram um apitaço em frente ao STF. Ao retornar na pista, o condutor de um Ford Ka tentou passar pelos manifestantes e teve o veículo chutado por um deles. Ouviu ainda que “se fosse macho, que parasse o carro”. Também houve atrito em frente ao Palácio do Planalto, onde os policiais civis tentaram ultrapassar o cordão de segurança do local.

Peluzo deferiu parcialmente a liminar na Ação Cautelar nº 3.034 determinando a suspensão imediata do movimento, mas sem acatar a multa de R$ 100 mil. “Os servidores públicos são, seguramente, titulares do direito de greve. Essa é a regra. Ocorre, contudo, que entre os serviços públicos há alguns que a coesão social impõe sejam prestados plenamente, em sua totalidade. Atividades das quais dependam a manutenção da ordem pública e a segurança pública, a administração da Justiça (...) e a saúde pública não estão inseridas no elenco alcançado por esse direito”, escreveu o magistrado.

Antes do entendimento do STF, o Tribunal de Justiça do DF havia tomado duas decisões em relação à paralisação dos policiais. Um juiz de primeira instância havia determinado a suspensão da greve e a retirada dos piquetes, mas, depois, um desembargador concedeu uma liminar garantindo a legalidade da greve, desde que 70% da categoria estivesse trabalhando. Para o ministro Peluzo, no entanto, a liminar não estava de acordo com o entendimento da Corte Suprema de que o direito de greve dos servidores públicos não é absoluto.

Prejuízos
O governador do DF, Agnelo Queiroz (PT), disse que vai tomar medidas mais drásticas caso seja confirmado que a categoria não esteja cumprindo a determinação judicial de manter pelo menos 70% do efetivo em serviço. “Os trabalhos essenciais precisam ser mantidos. A decisão é judicial. A questão é acionar a responsabilidade do servidor público por não estar cumprindo o seu trabalho”, salientou, sem detalhar o que poderia ser feito.

Agnelo explicou que, até agora, o GDF fez o possível para negociar com os grevistas. E lembrou que a corporação é bem remunerada. “A Polícia Civil aqui é uma polícia muito bem paga. É evidente que precisa ter limites com relação a isso”, argumentou, ao alegar que a imagem institucional da polícia está desgastada frente à sociedade.

A Ordem dos Advogados do Brasil no DF (OAB) divulgou nota na qual informa que “acompanha com muita preocupação a evolução do movimento grevista que atinge todas as carreiras da Polícia Civil e já pode ser considerado um dos mais longos da história do DF. Ante os nefastos reflexos para a população e para o desempenho do pleno exercício profissional da advocacia, a OAB/DF lamenta a incapacidade de negociação até agora demonstrada pelo GDF”.

Um motorista sofreu com o descaso provocado pela paralisação. No último sábado, o morador de Céu Azul (GO) sofreu um sequestro relâmpago na BR-040, próximo a Santa Maria. Abordado por dois criminosos armados, ele foi obrigado a seguir com a dupla no porta-malas de um Corsa, até ser abandonado na DF-001. “Eles me amarraram com camisa rasgada e cadarços. Fui pulando até a pista e pedi socorro. A PM me levou até a 33ª DP (Santa Maria), mas falaram que não era possível fazer a ocorrência.”
Fonte: Correioweb

Mães de alunos da USP dizem que estudante foi torturada durante desocupação da reitoria

Tortura foi a palavra escolhida por duas mães de estudantes da USP (Universidade de São Paulo) para descrever a forma como a Polícia Militar, segundo elas, agiu com uma aluna durante a reintegração de posse da reitoria da universidade, ocorrida na madrugada de 8 de novembro. Assustadas e com medo de que seus filhos sofram represálias, as duas mulheres - que conversaram com o R7 na última terça-feira (15) - pediram para ser identificadas apenas pelas letras iniciais de seus nomes.
Em tom de revolta, elas contaram que ouviram de seus filhos e dos amigos deles envolvidos na ocupação da reitoria que agentes torturaram física e psicologicamente uma das meninas envolvidas no episódio. N.L., de 46 anos, mãe de um estudante de história que participou da ocupação, contou que a menina agredida teve uma bola de ferro colocada na boca, levou socos e foi intimidada por policiais.
- Os soldados disseram baixinho no ouvido dela:" Você sabe o porquinho com uma maçã na boca? Você é nosso porquinho agora."
A outra mulher ouvida pela reportagem - R.P., de 54 anos, mãe de um aluno do curso de ciências sociais - afirma que a estudante foi levada para uma sala separada dos outros colegas detidos e chegou a levar chutes. Por sofrer de asma, a aluna teria começado a passar mal e a gritar alto, o que provocou revolta no grupo de estudantes, fazendo com que os policiais a levassem de volta para junto deles. As mães pediram para que o nome da menina não fosse divulgado por segurança.

Essa história, segundo elas, foi apenas um dos casos de abuso de poder durante a desocupação da reitoria. Elas compararam a ação dos cerca de 400 policiais militares - que participaram do cumprimento do mandado judicial de reintegração de posse - com a ação da corporação durante a Ditadura Militar do país (1964-1985).
Cabeçada
R.P afirmou que seu filho dormia dentro do carro, na frente da reitoria, quando os policiais chegaram e o retiraram “brutalmente” do veículo. Ele teria questionado o porquê de ser detido se não estava dentro reitoria como outros.

- O policial deu uma cabeçada com o capacete nele e cortou o nariz do meu filho. Depois teve a coragem de dizer: “Eu não fiz nada, nem estava aqui.”
No dia da desocupação, o filho de R.P. foi levado junto com outros 72 manifestantes para o 91º Distrito Policial, onde foi indiciado por desobediência civil e passou por exame de corpo de delito.

Já N.L conta que seu filho não sofreu agressão física, mas presenciou outra forma de repressão: a humilhação verbal. Os policias do Batalhão de Choque teriam tentado humilhar os alunos ao fazer deboche de características físicas deles. Palavras como "gordo", "espinhudo" e "quatro olhos" teriam sido usadas pelos agentes da PM para se referir aos manifestantes. Segundo ela, um jovem homossexual que fazia parte do protesto foi discriminado.

- Só dez estudantes estavam acordados quando a polícia chegou. Eles não esperavam que haveria ação da polícia. Acreditavam que, como ainda estavam em negociação com a reitoria, os policias teriam ido até lá apenas para conversar. Olha que purismo...

À favor da ocupação
As duas mães dizem que apoiaram a decisão dos filhos de participar da ocupação. De acordo com elas, os meninos queriam lutar por justiça social e melhores condições no campus, o que consideram motivo de grande orgulho. N.L diz que lutou contra a repressão durante a ditadura e ensinou os filhos sobre a importância da luta social.

- A minha geração lutou muito para tirar a polícia de dentro da faculdade, de dentro do colégio. Não é para agora, na geração do meu filho, vir e ocupar. Isso é um absurdo. Isso é ditadura mesmo.

Elas fizeram questão de frisar que os filhos não são “vagabundos”, argumento que foi usado por opositores da ocupação. De acordo com N.L, o filho estuda, trabalha desde os 15 anos e “chacoalha quatro horas por dia dentro de trens”.

Assim como a comissão de comunicação dos estudantes, as duas mães afirmaram que as coisas que estavam quebradas dentro do prédio da reitoria após a desocupação foram destruídas pelo Batalhão de Choque. Elas questionaram o fato de a imprensa ter entrado no prédio apenas um tempo depois da ação da PM. Elas afirmaram que não havia razão para os móveis terem sido revirados e classificaram as pichações como “ações individuais que não dava para controlar”.
Ministério Público
Na última segunda-feira (21), o Ministério Público de São Paulo pediu a abertura de um inquérito policial junto ao Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital) para investigar a ação da Polícia Militar durante a reintegração de posse da reitoria da USP.

Resposta
Em resposta às afirmações das duas mães, a Polícia Militar divulgou nota na qual nega os abusos e diz que pode comprovar sua versão por meio de vídeo.
"A Polícia Militar esclarece que a Operação de Reintegração de Posse da Reitoria da USP foi cuidadosamente planejada, com antecedência, coordenada pelo próprio Comandante Geral, que inclusive proibiu a utilização de munições químicas, entre outros cuidados, para a ação. Não houve exagero, arbitrariedade ou abusos por parte do efetivo que lá estava, fato que a Polícia Militar comprova por meio de imagens gravadas pelo Comando de Choque e por nosso Centro de Comunicação Social".
Fonte: R7

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Propaganda inspirada em filme de terror é investigada no Reino Unido

Propaganda mostra fantasma assombrando mulher que sai de shopping
Uma Propaganda inspirada em filmes de terror será investigada pelo órgão regulador de publicidade do Reino Unido, após um recorde de reclamações no ano, segundo informações do jornal Daily Mail. A propaganda da Phones4u mostra o fantasma de uma menina "assombrando" uma mulher que vai pegar o carro no estacionamento de um shopping. De acordo com a publicação, foram recebidas 341 reclamações sobre o anúncio - o maior número no ano até o momento. As queixas afirmando que as imagens são muito assustadoras e podem causar estresse em crianças. O órgão regulador afirmou que vai analisar o vídeo, que é veículado em horários nobres no Reino Unido. No final, o fantasma da menina segura um celular e aparece uma mensagem ensanguentada: "perder nossas ofertas vai te assombrar".
A peça pode ser vista também na internet. Em um site de vídeos, alguns usuários também reclamaram do contéudo, outros disseram que não é assustador.
Fonte: Terra

Policial é considerado um dos suspeitos pelo assassinato do músico

A DH (Divisão de Homicídios) tenta identificar o policial militar que teria discutido com o músico Carlos Eduardo Mendes de Jesus, o Dudu de Jesus, filho do coreógrafo Carlinhos de Jesus, morto com oito tiros na saída de um bar em Realengo, na zona oeste do Rio, no último sábado (19). O desentendimento entre o PM, que passa a ser um dos suspeitos, e os integrantes do grupo Samba Firme aconteceu dias antes do crime.
De acordo com agentes da DH, essa é apenas uma das hipóteses investigadas pela polícia, já que Dudu e o grupo se envolveram em outras discussões recentemente.
A polícia apura todas as informações para descartar as discussões corriqueiras, consideradas sem importância, daquelas que realmente possam ter provocado desejo de vingança em alguém.
Os integrantes do grupo de pagode já foram ouvidos, mas a polícia ainda não definiu data para tomar os depoimentos de familiares de Dudu, que devem ser ouvidos até o fim da semana. As imagens gravadas por câmeras de estabelecimentos da região não mostram a ação dos assassinos.
Dudu foi morto com tiros de pistola calibre nove milímetros. Os investigadores aguardam o laudo cadavérico para saber exatamente quantos dos oito tiros disparados atingiram a vítima. Os investigadores não revelam mais detalhes para não atrapalhar as investigações.
Até o fim da manhã desta terça-feira (22), o Disque-Denúncia já havia recebido 13 informações sobre a morte de Dudu de Jesus.
Fonte: R7

Comerciante coloca agulhas em celulares para espetar bandidos

Cansado de ser roubado, o comerciante resolveu colocar uma armadilha para os bandidos. Ele colocou agulhas nos celulares que ficam nas vitrines da loja. Os bandidos tiveram os dedos espetados, mesmo assim, levaram os aparelhos.
Fonte: R7

Mãe queima filho que se recusou a desligar TV

O menino de dez anos que foi queimado pela mãe na madrugada desta terça-feira (22) contou a policiais militares que a mulher ateou fogo nele porque queria que o filho desligasse a televisão e fosse dormir e ele se recusou. De acordo com a Polícia Militar, a versão foi confirmada pela irmã do garoto. Presa após ser medicada, a mulher, de 35 anos, apresentava sinais de embriaguez.
Policiais militares que foram até o local disseram ter encontrado o padrasto Ubiraci Uchoa Vieira, de 39 anos, já dentro do carro com a criança, para levá-la ao hospital. O soldado Marcelo de Melo, da 1ª Companhia do 2º Batalhão da PM, contou a versão do menino, confirmada pela irmã.
- Assumimos a direção do veículo e corremos para o hospital Ermelino Matarazzo. Durante o trajeto, o menino disse que a mãe o havia queimado por não ter desligado a TV.
A criança sofreu queimaduras em toda a parte frontal do corpo, rosto, tronco e membros, além das vias respiratórias. Ele permanece no hospital, em estado grave. A polícia ouvirá Vieira, também alcoolizado no momento do crime, a mulher, que sofreu queimaduras no braço, e a filha do casal. A casa passará por perícia.
Fonte: G7

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Foi anulada questão do Exame da OAB

A FGV Projetos, responsável pela aplicação do Exame de Ordem, anunciou na última sexta-feira (18) a anulação de uma questão da prova da Ordem dos Advogados do Brasil (Exame da OAB) realizada no dia 30 de outubro. Todos os candidatos vão receber a pontuação referente à pergunta anulada.

A questão anulada (número 27 do caderno 1, e suas correspondentes nos outros cadernos de prova) perguntava ao candidato a definição correta de "ação de improbidade administrativa" segundo a doutrina de direito administrativo.
Em comunicado, a entidade explica: "A Coordenação Nacional do Exame de Ordem Unificado e a Fundação Getulio Vargas, após análise da Prova Objetiva do V Exame de Ordem Unificado – relativa à primeira fase – torna pública a anulação da questão 27 do caderno de prova do tipo 1 e suas correspondentes nos cadernos tipo 2, 3 e 4, sendo atribuída a respectiva pontuação a todos os candidatos. Excetuando-se essa anulação, foi homologado o gabarito apresentado pela Fundação Getulio Vargas".
A prova reuniu 80 questões de múltipla escolha. Mais de 100 mil pessoas se inscreveram para fazer o exame, segundo nota publicada no site da entidade.
Quem acertar o mínimo de 40 questões passa para a segunda fase, que acontece dia 4 de dezembro. Na etapa final, o candidato terá de redigir uma peça processual e responder a quatro questões sob a forma de situações-problema.
O resultado preliminar final será divulgado em 26 de dezembro, quando os candidatos poderão entrar com recursos. O resultado final sairá dia 16 de janeiro de 2012, segundo o edital.
Fonte: G1

Cartel do Gás causa prejuízo de R$ 256 milhões na economia do DF

Uma investigação concluída pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) apontou a existência de um cartel na distribuição e revenda de gás liquefeito de petróleo (GLP), o gás de cozinha. O acordo para manter o preço do produto num patamar acima do mercado provocou, ao longo de cinco anos, um prejuízo de R$ 256 milhões na economia do Distrito Federal. Dinheiro que saiu do bolso dos consumidores, lesando-os, para ampliar a margem de lucro de empresários, sem livre concorrência.

O prejuízo foi estimado pela Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça, levando em conta os cinco anos que antecederam a Operação Júpiter, desencadeada em abril de 2010 pelo Núcleo de Combate às Organizações Criminosas (NCOC) do Ministério Público do DF, em parceria com a Polícia Civil do DF. O estudo levou em conta a margem de lucro praticada pelos distribuidores e revendedores durante 64 meses, chegando a atingir 68%. Considerando-se que o cartel deixou de existir a partir da operação, apenas no ano passado as distribuidoras e revendedoras deixaram de lucrar R$ 32 milhões com o suposto fim da combinação de preços.

Com base em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça, além de documentos e evidências apreendidos durante a Operação Júpiter, o Ministério Público do DF denunciou à Justiça 11 pessoas — todas são empregadas das distribuidoras e de revendedoras que atuam na capital do país. A ação que tramita na 1ª Vara Criminal de Ceilândia, em sigilo, foi recebida pela Justiça há duas semanas. Os réus foram notificados para apresentar defesa prévia. Eles acabaram denunciados por formação de quadrilha e de cartel, previstos no artigo 288 do Código Penal e no artigo 4º da Lei nº 8.137/90, que trata de crimes contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo.

Os 11 acusados vão responder por supostamente terem combinado preços de forma artificial, mediante acordo entre empresas, com pressão e represálias econômicas contra quem se insurgisse para atrapalhar o cartel. As penas previstas podem chegar a oito anos de prisão, em caso de condenação.

Aumentos abusivos
Nos meses de fevereiro a dezembro de 2009, que antecederam a investigação sobre a existência do cartel, ocorreram elevados aumentos de preços tanto por parte de revendedores quanto de distribuidores, sem que tenham ocorrido repasses de custos pela Petrobras, responsável pelo refino. O botijão que custava R$ 35 subiu para R$ 43, um reajuste de 25% para o consumidor final. Nesse período, a inflação registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de apenas 4,31%. O monitoramento das conversas telefônicas dos investigados apontou que gerentes comerciais de distribuidoras e revendedores combinavam preços abertamente e reclamavam de empresários e comerciantes que tentavam furar o cartel. Num dos diálogos, um revendedor explica a um cliente que o preço do botijão de gás tinha aumentado muito, mas era o mesmo praticado por todo o comércio. Não havia concorrência, apenas uma divisão da clientela (veja transcrição).

Sem concorrência real, não há redução da margem de lucro e consequente diminuição do preço final do produto, como forma de ampliar o número de clientes. A formação de cartel é considerada crime porque representa uma lesão ao consumidor, que fica obrigado a se submeter aos preços altos cobrados pelo comerciante de um produto essencial para a sua subsistência, como o gás de cozinha.

Morte de PM em frente a casa noturna foi gravada por camêra de segurança. diz coronel

Câmeras de segurança da boate Love Story gravaram o momento em que um homem atira e mata um soldado da Polícia Militar que estava de folga e à paisana após uma discussão na portaria da casa noturna, na República, região central de São Paulo, por volta das 6h desta segunda-feira (21). A informação foi dada ao G1 no início desta manhã pelo coronel da Polícia Militar Pedro Borges de Oliveira Filho, comandante de policiamento do Centro.
O soldado José de Jesus Soares, de 39 anos, foi baleado na cabeça, de acordo com o comandante Oliveira Filho, que não forneceu as imagens à imprensa. Segundo ele, elas ainda estão sendo trabalhadas para tentar identificar o agressor comparando-as com fotos de criminosos no banco de dados da polícia. A PM ainda analisa a possibilidade de veicular parte das cenas que mostram o atirador. As gravações também serão levadas para policiais civis do 3º Distrito Policial, Santa Ifigênia, onde o caso será registrado e investigado.

Ferido

O criminoso ainda baleou outro policial militar, um cabo, que passava pelo local em direção ao trabalho, viu a confusão e tentou prendê-lo. O nome da vítima não foi divulgado. Ela está internada na Santa Casa de Misericórdia e não corre risco de morrer, segundo o coronel Oliveira Filho. O cabo trabalhava no policiamento da Prefeitura de São Paulo.De acordo com a assessoria de imprensa da Santa Casa, o policial ferido foi encaminhado primeiramente para o pronto-socorro, mas teve de ser transferido para o centro cirúrgico. Ele passava por uma cirurgia na cavidade abdominal por volta das 9h40 desta segunda. Seu estado clínico era estável. Após o procedimento, o policial deve passar por uma avaliação neurológica.

Love Story e PM

Por telefone, a administração da Love Story afirmou não ter informações sobre o ocorrido, já que os policiais foram atingidos do lado de fora da casa noturna.“O que ocorreu na frente da boate foi um homicídio e uma tentativa de homicídio. Estamos apurando como foi. A partir das imagens e das testemunhas que estavam no local, soubemos que uma pessoa discutiu na entrada da casa Love Story. Quando o soldado do 8º Batalhão da PM da Zona Leste, que preliminarmente estava de folga e à paisana, como um cliente, foi intervir e foi baleado na cabeça, ele teve a arma subtraída. Ele não chegou a atirar. Depois, passava pelo local o cabo que ia para o trabalho e tentou prender o agressor, mas é baleado. A imagem não é muito clara, mas mostra o criminoso fugir no que seria um Palio ou Gol. Temos a imagem do agressor e ela será divulgada num momento oportuno para que ajude na localização dele”, disse o coronel Oliveira Filho. De acordo com Oliveira Filho, o policial militar que foi morto poderia estar portando uma arma em local público, mesmo de folga, desde que tivesse autorização de seu comandante para isso. “Estamos apurando isso também porque não sabemos se ele tinha essa autorização e qual a arma que usava, já que ela foi roubada. Também estamos checando a informação de que ele estaria no local como cliente. Ele só não poderia estar lá trabalhando como segurança, fazendo bico, porque a corporação não permite. Mas isso também está sendo checado”.

Polícia Civil

O G1 solicitou informações à assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública, que informou que estava apurando o caso com o 3º DP e que se manifestaria sobre o assunto ainda nesta segunda-feira.
Fonte: G1