sábado, 10 de novembro de 2012

RJ: americana agredida por morador de rua deixa unidade semi-intensiva



A americana Renee Murdoch, 44 anos, agredida por um morador de rua quando ela praticava corrida na Barra da Tijuca, no do Rio, saiu da unidade semi-intensiva do Hospital Copa D'or, em Copacabana, na Zona Sul. Segundo o hospital, ela foi transferida para um quarto normal na sexta-feira.
No início da semana a pastora já havia deixado o Centro de Terapia Intensiva (CTI), quando começou a falar pequenas frases e a se comunicar. Segundo declarações do marido dela, Philip Murdoch, em vídeos postados diariamente na internet, Renne apresentou uma considerável melhora. "Ela tirou os 59 pontos da cicatriz. A Renne está falando melhor, nem tudo faz sentido, mas a cada dia faz mais sentido para nós. Hoje ela teve um dia mais feliz, fez piadas, fez graça", disse Philip no último vídeo publicado, nesta sexta-feira.
"Não vencemos a batalha, mas eu vejo que a batalha está sendo ganha. Agora consigo ver uma luz no final do túnel", completou o companheiro da paciente.
Agressão
Renée levou uma paulada na cabeça quando caminhava pelo calçadão da praia da Barra. O autor da agressão, Alexandre Luis de Oliveira Francesco, foi preso em flagrante.
Segundo a polícia, o morador de rua primeiro tentou depredar um quiosque e, em seguida usou um pedaço de madeira para ferir a americana na cabeça. De acordo com testemunhas, foram vários golpes, mesmo quando ela já estava caída. Pessoas se aproximaram e interromperam as agressões. O agressor só não foi linchado por causa da chegada da Guarda Municipal.

Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!