segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Bióloga fala sobre a volta para casa após dois meses presa na Rússia

Do frio do inverno na Rússia para o calor de mais de 35ºC em Porto Alegre. De uma prisão para a casa da família. Os contrastes na temperatura e o calor humano foram comemorados pela ativista brasileira Ana Paula Maciel, 31 anos, na volta para casa. Um dia após retornar ao Brasil, ela aproveitou para passear com a família em um parque da capital gaúcha neste domingo (29). 

Graças a Deus. Não aguentava mais o frio”, brincou a ativista do Greenpeace ao falar ao G1 sobre as primeiras impressões que teve ao voltar para a terra natal.
Após desembarcar na cidade no sábado (28) depois de 100 dias na Rússia – 62 deles na prisão –, a bióloga foi recebida por amigos e parentes no Aeroporto Salgado Filho e passou o dia com a família. O cardápio do almoço foi selecionado a dedo: churrasco. “Os vegetarianos vão me odiar, mas que atire a primeira pedra quem nunca pecou”, brincou.


Petróleo na costa brasileira
Embora reconheça que a causa do Ártico ganhou repercussão mundial após a prisão dos ativistas, Ana Paula também demonstra preocupação com o meio ambiente no Brasil. “Eu acho que a Amazônia, em primeiro lugar. Mas ela também não vai ficar em pé se o Ártico derreter”, ponderou. “E a exploração de petróleo na costa brasileira também me preocupa muito. A gente não precisa mais de petróleo. Nem aqui, nem no Ártico, nem nos Estados Unidos, nem em lugar nenhum”.

A bandeira do Greenpeace é para que as empresas e governos abandonem fontes fósseis de geração de energia, como o petróleo e o carvão, para substituí-las por fontes renováveis. Mas as críticas de Ana Paula em relação à falta de cuidado com o meio ambiente vão além das grandes empresas e governantes. “Nós pensamos dentro de uma geração sem pensarmos nas próximas gerações. O Planeta Terra está mudando. Ele está gritando por socorro. Todas as catástrofes que acontecem, o calor que estamos passando, as chuvas que devastam cidades. Nada disso é normal”, destacou.
Em uma mala, Ana Paula guarda cartas, postais, desenhos e fotos enviadas por pessoas do mundo inteiro durante sua prisão na Rússia. “Me emocionaram muito todas essas cartas. Embora eu tenha recebido elas depois [de sair da prisão]”, afirma. Recortes de jornais russos sobre a cobertura do caso também fazem parte da lista de recordações. “Eles nunca ficaram do nosso lado. Não existe justiça na Rússia. O sistema judiciário não é independente. Eles são completamente arbitrários”, critica.
Agora, Ana Paula vai festejar o Ano Novo com a família. Na sequência, no dia 2 de janeiro, ela comemora seu 32º aniversário. Em meados de 2014, ela deve voltar ao ativismo ambiental. O destino, porém, ainda é incerto. Para o início de fevereiro, ela já tem um plano. “Vou para o México ver o meu namorado que está me esperando”, comenta, ao mostrar uma foto do mergulhador Miguel, segurando uma faixa embaixo do mar com os dizeres: “Salve o Ártico”.

Anistia
Um decreto aprovado pelo parlamento russo no dia 18 - que concedeu anistia aos presos por atos de vandalismo – beneficiou o grupo do Greenpeace, que vem sendo chamado pela organização ambiental como os “30 do Ártico”. A ativista gaúcha recebeu o visto de saída do país na sexta-feira (27). Segundo o Greenpeace, com a anistia, a Rússia encerrou as investigações sobre o caso.


Os 28 ativistas e dois jornalistas que acompanhavam o grupo foram presos no dia 19 de setembro, após membros da organização ambiental tentarem escalar uma plataforma da Gazprom para protestar contra a exploração de petróleo do Ártico. Eles foram surpreendidos pela polícia russa, que prendeu toda a tripulação do navio Arctic Sunrise. A embarcação também foi apreendida.

O grupo permaneceu detido durante dois meses, primeiro sob a acusação de pirataria e, em seguida, sob a acusação de vandalismo. Em novembro, eles receberam o direito de responder ao processo em liberdade mediante pagamento de fiança. Desde então, estavam livres na cidade de São Petersburgo, mas sem poder deixar o país. Todos os ativistas já foram soltos.

Fonte: g1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!