terça-feira, 16 de junho de 2009

Operação Abate detem 22 suspeitos


A Polícia Federal (PF) realiza nesta terça-feira uma operação em oito Estados e no Distrito Federal contra um grupo criminoso acusado de oferecer propina a agentes públicos em troca de favores a empresas frigoríficas, de laticínios e curtumes fiscalizados pela Superintendência Federal da Agricultura em Rondônia (SFA). A Operação Abate prendeu 22 suspeitos nesta manhã, entre eles, o superintendente da SFA em Rondônia, Orimar Martins.
Policiais federais realizaram buscas na sede da SFA, em Porto Velho, nesta manhã. O superintendente do órgão e o vice-superintendente são suspeitos de integrarem o esquema fraudulento, que contava ainda com empresários e servidores da SFA. As residências de vários investigados e as sedes das empresas suspeitas também foram vasculhadas.
De acordo com informações do Ministério Público Federal (MPF), que participa da operação, um importante grupo econômico com sede em Mato Grosso seria o responsável pelo pagamento de propinas aos servidores da SFA. Os valores também seriam pagos ao Banco da Amazônia, ao Ministério da Integração Nacional, à Agência Nacional da Energia Elétrica e à Secretaria do Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso.
A operação cumpriu um 15 mandados de prisão preventiva, sete mandados de prisão temporária, além de 43 mandados de busca e apreensão.
A ação contou com um total de 250 policiais, que cumpriram as ordens judiciais em Rondônia, em Mato Grosso, no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Pará, no Rio Grande do Norte, e no Distrito Federal.
Fonte:Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!