segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Consultas ao último lote do IR serão abertas nesta terça-feira, diz Receita

A Receita Federal libera na terça-feira (10) as consultas ao sétimo e último lote do Imposto  de Renda Pessoa Física 2013, informou o supervisor nacional do IR do órgão, Joaquim Adir, ao G1. As restituições serão pagas no dia 16 de dezembro.
Assim que abertas, as consultas poderão ser feitas no site da Receita, em:

Também poderão ser feitas pelo telefone 146 (opção 3) ou via aplicativo para dispositivos móveis (smartphones e tablets).
Unidades da Receita Federal
Algumas unidades da Receita Federal, como a de Presidente Prudente (SP), chegaram a informar, nesta segunda-feira (9) que as consultas ao último lote do IR já estariam abertas – o que não ocorreu ainda.

Segundo Adir, havia uma expectativa inicial de que as consultas fossem liberadas nesta segunda, o que acabou não se confirmando, e isso pode ter gerado a divulgação de informações incorretas por parte das regionais do Fisco.
Malha fina
Quem declarou e não apareceu nos lotes anteriores e nem estiver neste último lote do ano caiu na malha fina do Leão, automaticamente.

Quando entram na malha fina, as declarações dos contribuintes ficam retidas para verificação de pendências e eventual correção dos erros. As restituições são pagas somente após a questão ter sido resolvida – nos chamados lotes residuais do IR.
Segundo Joaquim Adir, o número de contribuintes que caíram na malha fina do Leão em 2013 "não deve mudar muito" em relação ao ano passado – quando 616 mil contribuintes tiveram sua declaração retida para verificação.
Neste ano, foram recebidas 26 milhões de declarações do Imposto de Renda dentro do prazo regulamentar, ou seja, entre o início de março e o final do mês de abril.
Extrato do Imposto de Renda
O Fisco lembra que os contribuintes podem saber se há inconsistências em suas declarações do Imposto de Renda e se, por isso, caíram na malha fina do Leão, ou seja, se tiveram seu IR retido para verificações.

Essas informações estão disponíveis por meio do extrato da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física de 2013, disponível no portal e-CAC da Receita Federal. Para acessar é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada. Veja o passo a passo do extrato do IR.
De acordo com a Receita Federal, o acesso ao extrato, por parte dos contribuintes, também permite conferir se as cotas do IRPF estão sendo quitadas corretamente; solicitar, alterar ou cancelar débito automático das cotas, além de identificar e parcelar eventuais débitos em atraso, entre outros serviços.
Declaração retificadora
O diretor tributário da Confirp Consultoria Contábil, Welinton Mota, lembrou que, caso sejam encontradas omissões ou inconsistências na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode fazer uma declaração retificadora e, assim, sair da malha fina.

"O procedimento é o mesmo que para uma declaração comum. A diferença é que, no campo 'Identificação do Contribuinte', deve ser informada que a declaração é retificadora. Também é fundamental que o contribuinte possua o número do recibo de entrega da declaração anterior, para a realização do processo", afirmou Mota.
Se não houver erros por parte do contribuinte, entretanto, o especialista diz que não é preciso enviar a declaração retificadora. Neste caso, diz ele, existe a opção de as pessoas anteciparem o seu atendimento no Fisco, sem ter a necessidade de aguardar a notificação. "O atendimento é feito com dia e hora marcada à escolha do contribuinte", disse.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!