terça-feira, 5 de novembro de 2013

Suspeito de agressão a brasileiro na Austrália será julgado por homicídio

O homem de 33 anos que é suspeito de agredir o brasileiro Lúcio Stein Rodrigues, que morreu na noite desta segunda-feira (4), 20h30 no horário do Brasil no hospital em que estava internado desde domingo (3), será julgado novamente no tribunal local, mas dessa vez por homicídio. A informação foi divulgada no site da polícia australiana na madrugada desta terça-feira (5), no horário brasileiro. O ex-diretor de Meio Ambiente de Capivari (SP) apanhou durante uma briga em um supermercado.

Conforme a nota da polícia da Austrália, Rodrigues foi agredido na "Goulburn Street" (nome da rua em Sydney) por volta das 3h do domingo, no horário australiano. De acordo com o relato de testemunhas à polícia, o biólogo brasileiro levou um soco no rosto e caiu de costas, batento a cabeça no chão.
A polícia foi acionada e deteve três suspeitos nas proximidades. Um deles, o homem de 33 anos, foi levado ao tribunal para ser julgado pela agressão. No entanto, com a morte de Rodrigues, o rapaz vai a júri por homicídio. No final da nota no portal da corporação, a polícia ainda pede que qualquer pessoa que tenha informações sobre o caso entre em contato por telefone ou site.
Itamaraty
O Ministério das Relações Exteriores informou nesta terça, de manhã, que continua acompanhando o caso junto ao sistema judicial da Austrália. O Itamaraty disse, por meio de assessoria de imprensa, que permanece informando a família de Rodrigues diretamente do país.

Entenda o caso
Lúcio Stein Rodrigues morreu na segunda-feira (4), às 20h30 no Brasil, no hospital St. Vincent, onde estava internado desde o domingo (3) após ficar gravemente ferido. Ele foi agredido durante uma briga em um mercado quando ajudava um amigo que apanhava, segundo relatos de amigos da vítima à família do rapaz. A mãe dele, Lídia Pagotto Stein Alves Rodrigues, informou que um integrante da família deve buscar o corpo e que os órgãos do biólogo serão doados.

A comunicação aos familiares ocorreu na noite desta terça. Segundo a polícia de Sydney, a morte ocorreu por volta das 9h30 da terça-feira, horário da Austrália. A diferença de horário entre os dois países é de 12h, mas atualmente é de 13h devido ao horário de verão no Brasil.
Horas antes, os familiares foram informados da morte cerebral de Rodrigues após um primeiro exame realizado pelo hospital. O biólogo morava há um ano no país e vivia com brasileiros.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!