segunda-feira, 20 de maio de 2013

São fortes o indícios de Ivanílson Monteiro "banda de forró Capa de Sela" no assassinado da amante


São fortes os indícios de que Ivanilson Monteiro de Oliveira, de 48 anos, e Aldigesy Deodato da Silva, de 32 anos, conhecido como "Pinto", tenham tramado e executado o assassinato da jovem Gilmara dos Santos da Silva (Mara Silva), de 17 anos, morta com um tiro na testa e cujo corpo foi encontrado no acostamento da BR-104, em Rio Largo-AL, na manhã desta quinta-feira (16). A informação foi dada ao TNH1 na tarde desta sexta-feira (17) pelo delegado que comanda as investigações do caso, Ronilson Medeiros. Ivanilson e Pinto estão presos na Casa de Custódia, no Jacintinho.
Ivanilson Monteiro é cantor e dono da banda de forró Capa de Sela, e "Pinto" é o motorista do grupo. Segundo informações da família da vítima, Mara estava grávida de um bebê de Ivanilson, que teria mandado executá-la para se livrar da responsabilidade pelo filho, depois que Mara negou seu pedido de fazer aborto.

“Os dois tiveram a prisão preventiva decretada porque foram pegos em flagrante. Neste caso, o flagrante não é determinado pelo tempo transcorrido entre a execução do crime e a prisão. O flagrante foi lavrado tendo em vista que os indícios existentes nos autos são robustos, são fortes, de que ambos tramaram contra a vida da jovem grávida Mara Silva”, declarou Ronilson Medeiros.
“Ivanilson e Pinto já estão com advogados e, dependendo da Justiça, podem sair amanhã ou continuarem presos. Depende do que a defesa deles vai fazer. Mas estão presos por tempo indeterminado”, afirmou o delegado de Homicídios.
Segundo a polícia, Ivanilson mandou matar Gilmara, que foi atraída para o local do crime por Pinto e por outro homem, que ainda não foi preso, mas já foi identificado, segundo o delegado Ronilson Medeiros.
Presos negam crime
 Na Delegacia de Homicídios onde prestaram depoimento nesta sexta, Pinto e Ivanilson falaram com a imprensa e negaram envolvimento no crime. Pinto alegou que buscou Gilmara em casa, de táxi, na noite da quarta-feira (15) e que a "levaria para viajar". Ainda segundo a versão de Pinto, no meio do caminho a moça teria ficado contrariada por não viajar no carro da banda Capa de Sela e teria desistido da viagem.
"Cinco minutos depois de entrar no táxi, ela me disse que queria descer e voltar para casa. Quando paramos, outro carro que vinha atrás parou e ela entrou e foi embora com ele", relatou Pinto. O motorista também disse que tentou falar com Ivanilson na mesma hora, mas o celular do cantor estava desligado.
Já Ivanilson disse que é casado, mas lamenta a perda do filho que teria com Gilmara. "Não tenho do que me arrepender, não sou culpado. Só lamento pelo meu filho", declarou. A polícia vai continuar com as investigações e deve fazer buscas na casa de Gilmara ainda nesta sexta-feira.
Irmã
 Segundo depoimento de Jussara dos Santos da Silva, 26 anos,  irmã de Gilmara, que compareceu à Delegacia de Homicídios na manhã desta sexta-feira (17), a jovem conheceu Ivanilson por meio do Facebook e acabou engravidando do cantor há cerca de cinco meses.
"Ela [Jussara] afirmou que Ivanilson não queria ter o filho com a Mara", disse o agente Lopes Júnior, que acompanhou o depoimento nesta sexta. "Ela disse também que falou com a irmã na quarta-feira, por volta das 9h da noite, e ela disse que estava com dois homens e que achava que ia fazer uma viagem para Caruaru (PE) com eles".
Corpo
 No começo da tarde, a assessoria de comunicação da Perícia Oficial informou que a mãe (cujo nome não foi informado) e a irmã de Mara Silva, Jussara dos Santos Silva, cumpriram todos os trâmites legais de liberação no Instituto Médico Legal (IML) e levaram o corpo para a cidade de Laranjeiras, em Sergipe, onde a família reside, para ser enterrado.

Fonte: TNH

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!