quinta-feira, 18 de abril de 2013

Polícia americana identifica suspeito de atentado na maratona de Boston


O FBI já tem um suspeito dos atentados em Boston. A polícia identificou, por meio de imagens, um suspeito dos ataques. Durante toda a tarde de quarta-feira (17), parte da imprensa americana chegou a dizer que a polícia já havia prendido um suspeito, mas a informação foi desmentida. O certo é que a polícia está mesmo à caça de um suspeito.
Com base em fotos e imagens captadas pela câmera de segurança de uma loja de roupas, os investigadores chegaram a um homem que pode estar por trás dos atentados. Ele carregava uma bolsa preta de nylon, que teria deixado em frente a um restaurante.
O FBI, com a ajuda da polícia local e de 30 agências de inteligência dos Estados Unidos, continua no trabalho minucioso de buscar pistas para montar o quebra-cabeça dos atentados.
De novo, o suspense. Cães farejaram os carros e policiais cercaram a Corte Federal em Boston. A ameaça de bomba não se confirmou, mas o prédio acabou esvaziado.
Na rua do atentado de segunda-feira, um maratonista canadense reviveu a dor da tragédia.
A imprensa do mundo inteiro acompanhou o trabalho minucioso dos investigadores em busca de pistas. Os moradores de Boston, como o brasileiro Thiago, continuam se perguntando: Quem detonou as bombas e por quê?
“A população quer uma resposta e eu acho que merece a resposta para o mundo”, afirma o brasileiro.
O tempo passa e a ansiedade para entender o que aconteceu aumenta. A quarta foi um dia de muita expectativa sobre novidades na investigação. A imprensa americana chegou a divulgar que um suspeito tinha sido preso, mas o governador de Massachusetts negou a informação.
Depois de adiar duas vezes uma entrevista coletiva, o FBI cancelou o encontro com os jornalistas.
A caça ao suspeito é baseada em fotos e vídeos, como imagens captadas pela câmera de segurança de uma loja de roupas. As autoridades estão analisando principalmente imagens da área atingida pela segunda bomba. Elas mostram um homem carregando uma bolsa preta de nylon e aparentemente deixando a bolsa em frente a um restaurante.
À espera de respostas, a população tenta seguir em frente. Um sentimento que levou dezenas de pessoas ao auditório de uma universidade. Oito alunos ficaram feridos na tragédia. No encontro cheio de lágrimas, um coral ecoou o desejo de superação.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!