quinta-feira, 18 de abril de 2013

'Herói' de Boston é interrogado pelo FBI


Carlos Arredondo, de 52 anos, o homem de chapéu de Cowboy que aparece em foto ajudando um rapaz ferido nas explosões em Boston na segunda (15), foi interrogado nesta quinta-feira (18) pelo FBI e pela polícia local. Arredondo distribuía pequenas bandeiras dos Estados Unidos durante a corrida quando as explosões aconteceram. Além de Jeff Baumann, o rapaz de 27 anos que acabou tendo as pernas amputadas, Arredondo também auxiliou outras vítimas.
"Eu tive que parar o sangramento, então eu peguei essa blusa, rasguei e fiz um torniquete nas pernas para estancar o sangue", disse Arredondo.
Segundo ele, os oficias lhe pediram alguns itens que poderiam servir para as investigações. "Eles tomaram minhas roupas, meu sapatos, minhas calças, minha camiseta". E acrescentou: "Deixei qualquer coisa que eles precisavam", disse ao WBZ, o canal de TV local da rede norte-americana CBS.
Ele disse ainda que os agentes estão apenas fazendo o trabalho deles. "Eu estou 100% solidário".
Carlos Arredondo nasceu na Costa Rica e perdeu o filho, um oficial da Marinha dos EUA, no Iraque em 2004. No ano seguinte, o seu outro filho cometeu suicídio.  Ele disse que foi à maratona na segunda (15) para prestar uma homenagem ao filho morto. Segundo ele, alguns soldados da Guarda Nacional também estavam correndo em memória ao seu filho.
Arredondo tirou algumas fotos durante a maratona e elas foram entregues para o FBI para auxiliar nas investigações.
 
Na quarta (17), o pai do menino que Arredondo ajudou disse que só conseguiu achar o filho e saber que ele tinha sido ferido depois que viu a foto dele circulando na internet. Sobre o "herói com chapéu de cowboy", ele afirmou que queria encontrá-lo. "Ele salvou a vida de Jeff". Jeff Baumann, de 27 anos, conseguiu sobreviver graças ao estancamento de sangue feito por Arredondo, mas teve as pernas amputadas na segunda-feira (15).



Fonte: G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!