quarta-feira, 17 de abril de 2013

Foguete disparado pelo exército mata pelo menos 12 pessoas na Síria

Beirute - Um foguete disparado pelas tropas governamentais provocou a morte de pelo menos 12 pessoas, incluindo mulheres e crianças, na localidade de Bweida, centro da Síria, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), ao mesmo tempo que a Força Aérea atacava redutos rebeldes na região de Qusayr.
"O número de pessoas mortas por um foguete disparado pelo exército em Bweida chega a 12, incluindo um menino e menina, duas mulheres e oito homens", afirma a ONG em um comunicado.
Bweida fica na província de Homs,Também nesta quarta-feira, três combatentes rebeldes morreram na cidade de Abel, onde "o regime utilizou aviões de combate e foguetes", segundo o OSDH. Os aviões também atacaram Karam Huweimed e Tariq al-Bab, na província de Aleppo. "O regime se apoia em combatentes leais ao (movimento xiita libanês) Hezbollah e ao movimento (paramilitar) Forças Nacionais de Defesa para retirar os combatentes rebeldes da zona rural de Homs", disse o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman. "O exército está tentando isolar os rebeldes Qusayr", disse.
O jornal oficial Al Watan informou que as forças oficiais mantêm os esforços para avançar sobre posições rebeldes na província de Aleppo. A violência na Síria deixou 99 mortos na terça-feira, incluindo 41 civis, de acordo com o OSDH. Segundo a ONU, mais de 70 mil pessoas morreram desde o início do conflito, há dois anos.

Fonte: Correio Braziliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!