domingo, 30 de setembro de 2012

Quatro homens são mortos em confronto de quadrilhas rivais no Rio



O traficante Wellington de Almeida, conhecido como Barriga, foi morto em uma guerra de traficantes, por volta das 6h deste domingo (30), na Favela da Coreia, Zona Oeste do Rio. Outros três supostos criminosos foram mortos no confronto. Barriga é apontado pela polícia como sucessor de Márcio José Sabino Pereira, o Matemático, na chefia do tráfico das favelas da Coreia, Taquaral e Rebu, em Senador Camará, na Zona Oeste.
Traficante Barriga

Segundo a PM, traficantes da Vila Aliança invadiram a Coreia, que estaria com domínio enfraquecido, para tomar a região. Os outros três mortos seriam seguranças do traficante, identificados como Renan Bragança Alves da Silva, Jonhatan dos Santos Reis e Rodrigo de Almeida Ferreira.
A Delegacia de Homicídios informou que o corpo de Barriga foi encontrado dentro de um veículo próximo ao Hospital Albert Schweitzer, em Realengo. A assessoria de imprensa da Secretaria estadual de Saúde disse que os outros três homens deram entrada na unidade mortos.
De acordo com informações do site do Disque-Denúncia, Barriga era considerado mais violento e sanguinário do que Matemático. A entidade oferecia R$ 1 mil para informações que levassem à captura do criminoso, contra quem havia dois mandados de prisão expedidos pela Justiça.
Fonte: G1

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Mulher abre barriga de grávida para roubar bebê em Manaus


Uma mulher é acusada de ter aberto a barriga da vizinha, que estava grávida de nove meses, para roubar o bebê dela. O fato ocorreu nesta terça-feira, 25, em Manaus. A empregada doméstica Dayana Pires dos Santos, 21 anos, teria dominado Odete Pego Barreto, 22 anos, atingindo-a com uma tábua de cortar carne na cabeça. Depois, ela abriu a barriga da gestante usando uma lâmina de barbear e retirou o bebê em uma cesariana forçada.
A mãe da criança está internada em estado grave no Hospital João Lúcio. O bebê também está internado, mas não corre risco de vida. Já Dayana foi presa em flagrante e confessou que tentou tirar o filho da vítima à força porque teve medo de perder o marido depois que descobriu não estar grávida. "Eu bati na cabeça dela com uma tábua de cortar carne. Ela caiu e eu usei uma lâmina de barbear para fazer o parto", confessou.
O marido de Dayana, José Lira de Oliveira, 32 anos, informou à polícia que acreditou na gravidez da esposa porque ela apresentava uma "barriga grande". Odete foi encontrada por uma vizinha e agora já respira sem ajuda de aparelhos, mas ainda em estado grave.
Fonte: Terra

Polícia investiga ação do tráfico em execução de DJ em favela no Rio

A polícia investiga o desaparecimento de Raphael Rodrigues da Paixão, o DJ Chorão, 26 anos, que teria sido torturado e morto por traficantes da favela Parque União, na Maré, no sábado (22). Segundo o delegado José Pedro Costa da Silva, titular da 21ª DP (Bonsucesso), a família procurou a polícia apenas na quarta-feira (26) para denunciar o crime.
Chorão, que também era morador da comunidade, teria recebido aviso dos traficantes do Parque União para que não cantasse na comunidade Chaparral, área dominada pela milícia. No entanto, segundo reportagem publicada no jornal O DIA, ele teria desrespeitado a determinação, o que provocou sua morte.
"Acordei na manhã de sábado com a ligação de um amigo dizendo que tinham matado ele", disse MC Doisdê, que era era amigo e já fez alguns shows com o DJ.
“Estamos juntos com a DH para chegar a elucidação desse crime. Mas uma coisa é certa, nada acontece numa comunidade sem a autorização do chefe do tráfico do local”, afirmou o delegado, referindo-se ao chefe do tráfico da favela, Jorge Luiz Moura Barbosa, conhecido como Alvarenga, 32 anos.
De acordo com a polícia, a família do DJ já teria saído do local onde mora com medo de represália dos criminosos. "Eles saíram da comunidade. Estão receosos, claro", afirmou o delegado, ressaltando que a família procurou a polícia apenas na quarta-feira (26) para denunciar o crime.
Para os amigos, a morte de Chorão representa uma grande perda para o funk. "Ele era um dos maiores DJs do Rio. Nas montagens ao vivo ele era o melhor. Além de já ter feitos muitos trabalhos com ele, também era fã do Chorão", afirma o MC Doisdê, ressaltando que também mora em comunidade, mas nunca recebeu esse tipo de proibição. "Moro em comunidade e nunca fui proibido de cantar em área de milícia", afirma o MC.
Segundo o delegado, Chorão tocava em qualquer área onde fosse convidado. "Como todo artista, ele ia em qualquer região mostrar o seu trabalho. Não era apenas em área de milícia, ele tocava em qualquer local".
Segredo o Disque-Denúncia, até às 14h desta quinta-feira (27), foram recebidas três ligações a respeito do desaparecimento de Raphael Rodrigues da Paixão, o DJ Chorão.

Fonte: G1

Entorno de Brasília - Homem é roubado e assassinado com facadas, pauladas e pedradas

Um homem foi assassinado na madrugada desta quinta-feira (27/9) na quadra 403 do conjunto 18 no Recanto das Emas. Donizete Gabriel, 47 anos, levou duas facadas - uma na altura do peito e outro do pescoço -, além de várias pauladas e pedradas. A vítima chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros e foi encaminhada para o Hospital Regional de Santa Maria, mas não resistiu aos ferimentos. Donizete ainda teve alguns pertences roubados.

O crime foi registrado na 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas). Os policiais não têm pista do suspeito nem do motivo do crime.

Fonte: Correio Braziliense

Brasília - jovem de 21 anos é preso em hotel de luxo em Brasília após gastar R$ 12 mil

Em uma semana, um hóspede do Hotel Meliá de Brasília gastou mais de R$ 12 mil em diárias e bebidas. O gasto incomum chamou a atenção dos funcionários da empresa que entraram em contato com a polícia. Douglas Augusto de Lima Souza, 21 anos, foi interrogado e confessou um esquema criminoso de estelionato.

De acordo com o delegado plantonista da 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), Aílton Rodrigues, o rapaz usava cartões de crédito corporativos com bandeira internacional para pagar as despesas.
A polícia informou que Douglas se passava por um funcionário de uma empresa com sede em Londres e usava o cartão corporativo falso com a numeração do cartão de uma firma em São Paulo. Douglas contou que é goiano e que há três anos morava sozinho nos Estados Unidos. No país estrangeiro, Douglas teria cursado faculdade de Sistemas de Informação. Sem dinheiro, ele teria criado com seis amigos uma companhia fictícia para sustentar o golpe.
Segundo a investigação, os dados eram roubados após o uso do cartão pelo dono. O que dificultava a descoberta do golpe era um sistema feito pelo computador que desviava as ligações dos bancos que seriam feitas para a verdadeira empresa. O telefonema ia direto para a quadrilha. O jovem só foi descoberto depois que o hotel suspeitou dos gastos excessivos e informou a administradora do cartão, que conseguir entrar em contato com a empresa oficial. Na ocasião, o sistema da transferência falhou e a polícia foi acionada para resolver o caso.

Fonte: Correio Braziliense

Cabo Bruno é assassinado um mês após ganhar liberdade

O ex-policial militar Florisvaldo de Oliveira, o Cabo Bruno, de 53 anos, foi executado na noite da última quarta-feira (26), em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo. O crime ocorreu por volta das 23h45, no bairro Quadra Coberta, quando ele voltava para casa, após participar de um culto na cidade de Aparecida (SP).

Cabo Bruno estava em liberdade há 35 dias, depois de cumprir 27 anos de prisão. No dia 23 de agosto, ele foi beneficiado pela lei do indulto pleno. Ex-policial militar, ele foi condenado a 120 anos de prisão por chefiar um esquadrão da morte que atuava na periferia de São Paulo na década de 1980, segundo o Tribunal de Justiça.
O grupo foi responsável por mais de 50 assassinatos, e Cabo Bruno foi condenado por 17 deles. Ao longo dos anos, a pena foi reduzida de forma progressiva, levando em conta trabalhos e bom comportamento do preso na cadeia.

De acordo com a Polícia Militar, Florisvaldo de Oliveira voltava para casa, que fica na rua Álvaro Leme Celidônio, acompanhado de familiares. Dois homens se aproximaram - um de cada lado da rua - e efetuaram cerca de 20 disparos contra o ex-policial, que morreu na hora. A maior parte dos tiros atingiu o rosto e o abdômen da vítima. Nada foi levado e mais ninguém foi atingido.
Segundo o tenente da PM, Mario Tonini, os tiros partiram de pistolas calibre ponto 45 e 380. "Foram vários disparos só contra ele e tudo indica que foi uma execução, mas ainda depende da investigação da Polícia Civil", disse ao G1.
Os parentes estão abalados e relataram à reportagem desconhecer os autores dos disparos. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Pindamonhangaba, onde permanece até a manhã desta quinta-feira (27).

Liberdade

Os esforços para libertar Cabo Bruno começaram em 2009, quando o advogado de defesa pediu a progressão da pena - do regime fechado para o semiaberto. O ex-PM cumpria pena na penitenciária Doutor José Augusto César Salgado, a P2 de Tremembé, desde 2002. Os exames criminológicos apontaram bom comportamento do preso, que atuava como pastor na prisão.
Em 14 de agosto de 2012, o promotor Paulo José de Palma, responsável pelo processo do Cabo Bruno, encaminhou um parecer favorável ao indulto para a decisão final da Vara Criminal. Junto com o parecer do promotor, baseado em lei que prevê a liberdade definitiva para presos com bom comportamento e com mais de 20 anos de prisão cumpridos, foram encaminhados documentos com elogios de funcionários e da própria direção da P2 quanto à conduta de Florisvaldo na unidade.
Em agosto, na saída temporária dos presos no Dia dos Pais, o cabo deixou a penitenciária pela primeira vez. A saída foi comemorada por amigos no site de relacionamento da mulher dele, uma cantora evangélica que se casou com Florisvaldo dentro da penitenciária. Após 27 anos de prisão, ele deixou a penitenciária no dia 23 de agosto.

Prisões e fugas

Cabo Bruno foi preso pela primeira vez em 1983 e levado para o presídio militar Romão Gomes, na capital paulista. Entre 1983 e 1990, o ex-policial militar fugiu três vezes da unidade, sendo uma delas depois de fazer funcionários reféns. Em maio de 1991, foi recapturado pela quarta vez, e nunca mais saiu.
Em junho de 1991 Florisvaldo foi levado para a Casa de Custódia de Taubaté, onde ficou preso até 1996. entro da unidade, onde nasceu uma das principais facções criminosas do Estado, o ex-policial permaneceu mais de cinco anos em uma cela isolada, 24 horas por dia longe dos demais presos.
Em 1996, Florisvaldo foi levado para o Centro de Observação Criminológica, onde ficou até 2002, quando foi transferido para a P2 de Tremembé. Em 2009 ele passou do pavilhão do regime fechado da P2 para o semiaberto, dentro da mesma unidade, separados apenas por uma muralha.

Fonte: G1

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Pedidos para esclarecer objetos voadores crescem na Aeronáutica

As instituições militares, consideradas parte dos setores mais fechados do governo, vêm sendo bombardeadas de pedidos desde que a Lei de Acesso à Informação entrou em vigor, em maio. Vinte por cento das demandas recebidas pela Aeronáutica até agora, entretanto, são solicitações sobre objetos voadores não identificados, os óvnis.
São 59 pedidos dessa natureza, em um universo de 293, firmando-se em segundo lugar no ranking dos temas mais questionados naquele órgão, perdendo apenas para dados pessoais requisitados. O Exército, embora indagado com menos intensidade - apenas 14 dos 410 pedidos perguntam sobre seres de outros planetas - tem sido pressionado a revelar supostos relatórios sobre o caso Varginha.
Os dados mostram o quanto o tema da existência de vida em outros planetas faz parte do imaginário popular. Entre as perguntas encaminhadas pelo Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão, desenvolvido por causa da lei, há referências a diversos episódios. “Gostaria de receber relatórios e foto sobre caso de avistamento de óvni, ocorrido em 30 de janeiro de 1985, entre 22h e 6h, a bordo de um avião da FAB, em Minas Gerais. Um caça foi enviado para perseguir o óvni.”, diz um dos pedidos.
Outro exemplo, endereçado ao Exército, pede “cópia dos relatórios de casos de avistamentos de óvni na cidade de Lins/SP em 1968”. A Aeronáutica é mais requisitada por abrigar o órgão responsável pelo recebimento e catalogação de documentos com relatos de óvnis por usuários do sistema de controle de tráfego aéreo: o Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Comdabra).
 
Fonte: em.com.br

Bimotor que pousaria em Brasília desaparece após decolar de Ilhéus

Equipes de Busca e Salvamento de Recife (Salvaero) da Aeronáutica tentam descobrir informações sobre o bimotor Embraer 810 Sêneca que desapareceu durante um voo que saiu às 22h55 dessa segunda-feira (25/9) de Ilhéus, na Bahia, e pousaria em Brasília aproximadamente às 1h25. A aeronave perdeu contato com a base logo após a decolagem.

De acordo com a Aeronáutica, ainda não foram feitas buscas. Segundo a assessoria de imprensa, na noite de ontem os órgãos fiscalizadores aguardaram o tempo estimado de chegada do avião à capital federal e, como não houve registro da chegada, foi feito um planejamento de resgate.

Na manhã desta terça-feira (25), duas aeronaves especializadas foram acionadas para iniciar a operação: um avião SC-105 Amazonas, que saiu de Campo Grande, e um helicóptero H-34 Super Puma, que se desloca do Rio de Janeiro neste momento. À princípio, serão feitas buscas a partir do mar, conforme o padrão. O processo será iniciado assim que o reforço chegar ao município baiano.

Ainda não se sabe informações sobre a quantidade de passeiros e da tripulação e não há confirmação de que o avião teria sofrido um acidente. Segundo a Infraero, há hipótese de que a aeronave tenha saído da rota e tenha perdido o contato com a base.
Fonte: Correio Braziliense

Megaoperação no Rio de Janeiro combate irregularidades no Detran

Agentes da Corregedoria do Detran, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público e  da Polícia Civil realizam, na manhã desta terça-feira (25), a operação Asfalto Sujo, que visa prender integrantes de uma quadrilha que atua em, pelo menos, quatro postos de vistoria do Detran. Até as 11h, 38 pessoas haviam sido presas. Segundo o Ministério Público, 53 foram denunciados.  A Promotoria diz que a quadrilha movimentou, entre julho de 2009 e maio de 2012, R$ 200 mil por mês com propinas. O valor cobrado dependia do local da vistoria, que podia variar  de R$ 150 a R$ 300. 
Segundo a Polícia Civil, foram expedidos 41 mandados de prisão contra funcionários, ex-funcionários, despachantes e zangões (despachantes não oficiais), que, de acordo com a denúncia, recebiam propina para realizar vistorias de licenciamento anual, transferências de propriedade de veículos e emissão de documento de maneira irregular. Além disso, a ação visa cumprir 67 mandados de busca e apreensão nos postos.
Entre os denunciados estão um policial militar, que era o chefe do Posto de Campos dos Goytacazes, e o subchefe do Posto de Itaboraí . Além dos 41 denunciados pelo crime de formação de quadrilha e corrupção, outras dez pessoas vão responder por crimes isolados. Ao todo, o Ministério Público decidiu afastar 47 funcionários do Detran e despachantes públicos registrados.
Os agentes procuram os suspeitos desde as 6h no Rio de Janeiro, em Itaboraí, São Gonçalo, Niterói e Tanguá, na Região Metropolitana, em Rio Bonito e Cachoeiras de Macacu, na Região das Baixadas Litorâneas, em Magé e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em Campos e São Fidélis, no Norte Fluminense, e Bom Jesus do Itabapoana, no Noroeste Fluminense.
InvestigaçõesAs investigações começaram há cerca de seis meses, após denúncia de que a quadrilha agia desde julho de 2009 e tinha lucro mensal em torno de R$ 200 mil, com fraudes como a "vistoria fantasma". No golpe. documentos referentes a vistorias de veículos eram emitidos sem que  fossem levados ao posto do Detran. Além disso, os criminosos realizavam vários outros crimes.
Segundo o Globo Notícia, fotos mostram documentos apreendidos dentro do carro da chefe de um dos postos do Detran. De acordo com a polícia, ela mandava queimar documentos legalizados para eliminar provas.
A quebra de sigilo telefônico dos investigados foi quebrado, conforme autorização da Justiça, e foram monitoradas 60 dias de ligações. Com essa prática, foi constatado que os envolvidos no esquema recebiam propina que variava entre R$ 50 e R$ 1,2 mil para fazer vista grossa em vistorias.
Fonte: G1

Niterói-Rj - Estudante morre após cirurgia programada para retirada de cisto no ovário

Na terça-feira passada (18), a estudante Anna Carolina Veiga Martins chegou ao Hospital Icaraí, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, acompanhada do pai e da mãe, para fazer uma cirurgia de retirada de um cisto no ovário. Anna, de 14 anos, estava saudável e “cheia de vida”, como conta a mãe dela, a promotora de vendas Patrícia Aparecida Veiga dos Santos Martins, de 33 anos. A jovem, no entanto, morreu na manhã de quarta-feira (19). Anna era a filha única de Patrícia e do taxista Antônio Carlos Martins, de 41 anos.
Desesperada, a mãe de Anna publicou um protesto no Facebook: “Minha filha chegou ao Hospital Icaraí viva, bem e cheia de saúde. Saiu de lá morta, direto para o IML [Instituto Médico Legal], por negligência médica. Sei que não terei meu bem mais precioso de volta, mas clamo por justiça!” Até esta segunda-feira (24), segundo a família, o hospital ainda não havia fornecido o laudo da causa da morte de Anna Carolina. No fim da tarde, o pai da estudante foi até a delegacia para registrar um boletim de ocorrência.
“Minha filha entrou na sala de cirurgia feliz e alegre, me dando tchau”, contou Patrícia no Facebook. “Entrou para fazer uma cirurgia simples, e saiu cuspindo sangue”, complementou a mãe da menina, em entrevista ao G1.
O pai de Anna conta que, logo após a cirurgia, a jovem foi transferida para um quarto. “Ela disse que queria voltar para casa. Estava tudo bem: ela estava sorrindo e chegamos a tirar fotos”, conta Antônio. “O que eu quero é justiça. Só quero resolver isso. Passei o dia todo tentando conseguir um documento no hospital e nem isso consegui”, esbravejou o pai. De acordo com Patrícia, no atestado de óbito fornecido pelo Hospital Icaraí, está escrito: “Causa da Morte: aguardando informações hospitalares e exames laboratoriais.”
O G1 entrou em contato com o Hospital Icaraí na tarde desta segunda-feira. Uma atendente do setor de Internação Eletiva, que se identificou apenas como Lilian, perguntou: “É sobre a morte da loirinha?” Em seguida, disse que a responsável pelo setor não poderia atender, pois estava em uma reunião.
Mãe conta que nenhuma enfermeira chamou médicos
Patrícia conta que, logo antes da cirurgia, já ficou um pouco incomodada ao ser informada de que a anestesia administrada à filha seria geral, em vez de peridural ou raquidiana. “Era uma cirurgia feita por vídeo. Mas ela chegou a ser entubada”, contou a mãe. “A Anna saiu da sala de cirurgia por volta de umas 19h. Estava dizendo que a garganta estava doendo muito”, recorda a mãe. “As 20h30, o médico que a examinou perguntou: ‘Anna, você está bem?’ Ela respondeu: ‘Estou, mas a garganta dói.’ Em seguida o médico disse: ‘Amanhã de manhã venho aqui para dar alta a ela’”, complementou.
Mas, segundo a mãe, a filha continuou reclamando de dores da garganta. “Quando a enfermeira entrou no quarto, umas 21h, a Anna falou assim: ‘Se for para dormir, não me dá medicamento, porque eu quero ficar acordada.’ Parecia que ela já previa algo”, conta Patrícia.
Segundo a mãe, a enfermeira explicou que iria apenas aplicar dipirona, para aliviar as dores. “Então, fiquei despreocupada porque a Anna tomava Novalgina (que contém a substância dipirona). Quando a enfermeira injetou a dipirona, a Anna apagou. Ela desmaiou”, lembra.
Daí em diante, a mãe conta que a filha foi piorando, com a respiração cada vez mais ofegante e soltando uma espuma branca pela boca. “Teve uma hora que peguei a mão da enfermeira e botei no peito da Anna, perto do coração. Perguntei: ‘Isso é normal?’ Era um barulho estranho, como se fosse uma torneira. A enfermeira me disse: ‘Deve ser a secreção. Isso é normal, por causa da anestesia,’”, conta Patrícia, ressaltando que em nenhum momento as enfermeiras cogitaram chamar um médico. “Às 2h, a enfermeira deu outro medicamento, aplicado no soro, que eu não sei qual era”, acrescenta a mãe. Mas a menina só piorava.
“Quando deu 5h, pedi: ‘Chama o médico pelo amor de Deus!’”, lembra a mãe. Só neste momento ela foi atendida pela enfermeira. “Quando chegou, a própria médica falou: ‘Isso não é normal! Por que não me chamaram antes?’”, recorda Patrícia.
A mãe conta que chegaram a tentar reanimar a filha dela, que foi levada para uma unidade de tratamento intensivo (UTI), onde teve a segunda e fatal parada cardiorrespiratória. “Um médico que chegou depois, chorou. Depois, ele voltou para me perguntar o que aconteceu a noite toda”, conta Patrícia. "Tiraram cerca de 500 mililitros de sangue do pulmão dela. Eu só estudei até o segundo grau e nunca passei por isso. Eu não entendo. Não sei o que aconteceu”, finalizou a mãe.
Fonte: G1

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Servidores da prefeitura de Ibirataia continuam com salários atrasados

A Prefeitura de Ibirataia, sob a gestão Jorge Fair (DEM), vem castigando há meses os servidores públicos municipais com atrasos salariais. O mês de setembro já se aproxima do fim e o executivo ainda não pagou parte significativa da folha referente ao mês de agosto, que por Lei deveria ter sido paga até o 5º dia útil deste mês.
“O grupo do prefeito está gastando uma fortuna na campanha, contratando inclusive trios elétricos e não se sabe de onde vem tanto dinheiro. O curioso é que a Prefeitura não paga os salários dos servidores. Acredito que cerca de 80% da folha do mês de agosto ainda não tenha sido paga”, denuncia o vereador Elmar Lopes (PMDB).
O vereador ainda completa afirmando que a gestão municipal não paga por setores e escolhe quem deve receber os salários. “Só estão sendo pagos os salários das pessoas que apoiam o candidato do prefeito”, diz o edil, lembrando que a gestão Jorge Fair está enrolada numa série de denúncias e que o prefeito continua com mais de R$ 2milhões bloqueados pela Justiça. 

Fonte:  Ubatã Notícias

Professor de Muay Thai e pedofilo espanca esposa e abusa sexualmente de filha, diz polícia

PORTO SEGURO - O professor de muay thai Hiroshi Chiku, que é japonês, foi preso sexta-feira (21) no bairro Alto da Vila, em Arraial d’Ajuda, distrito de Porto Seguro, sob acusação de espancar a companheira Jocilene de Jesus Cardoso e abusar sexualmente da filha de 3 anos.
Segundo a polícia, na noite de quinta-feira (20) a criança teria se queixado para a madrasta que o pai estaria “mexendo no bumbum” e na vagina dela com o dedo nos passeios diários que o pai fazia com ela.
Na manhã de sexta, Hiroshi teria acordado a menina para passear, às 5h. A madrasta reclamou do horário e disse que não deixaria, pois a menina já teria contado o que ele vinha fazendo.
Tomado pelo ódio, Hiroshi espancou Jocilene com socos e pontapés até a ela desfalecer. Contido por vizinhos que chegaram a agredi-lo, o professor foi salvo pela Polícia Militar, que o encaminhou a 1° Delegacia de Porto Seguro e Jocilene ao Hospital Luís Eduardo Magalhães.
A prisão preventiva foi decretada pelo juiz André Strogenski, a pedido da titular da Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam), Viviane Scofield. Em depoimento à delegada, Jocilene confirmou a versão e reafirmou que a menor teria contado sobre os abusos.
Ao Jornal do Sol, Hiroshi Chiku confessou ter agredido Jocilene. Segundo ele, a companheira está mentindo e teria “jogado vidro nele”, que por isso a agrediu. Quando questionado sobre os abusos, ele afirmou que ama a filha dele, mas que ela “é uma mentirosa também”. Hiroshi responderá por lesão corporal e estupro de incapaz. Ele está preso a disposição da Justiça.

Fonte: Radar64

Polícia apreende menor e prende dois homens após assalto na Asa Norte

A Polícia Militar prendeu, na madrugada desta segunda-feira (24/9), três suspeitos que teriam assaltado duas pessoas na quadra 312 da Asa Norte. As vitimas relataram que foram roubadas por voltas das 22h de domingo (23/9) e que que da ação foram subtraídos vários objetos, entre eles um aparelho celular e um iPad.
Devido ao sistema de rastreamento de um dos aparelhos, os policiais descobriram a localização dos suspeitos, que estavam em uma casa na Colônia Agrícola Águas Claras. A PM apreendeu objetos roubados, além de uma balança de precisão, três pedras de crack, uma porção de maconha, um aparelho utilizado para moer maconha e uma faca.
Um dos suspeitos apreendido era menor de idade e foi encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente I (Asa Norte). Os outros dois homens foram levados levados para a 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte).
Fonte: Correio Braziliense

Adolescente baleado pelo namorado da mãe morre em hospital de Alfenas

O adolescente de 15 anos que foi baleado na cabeça após uma discussão com o namorado da mãe dele em São Gonçalo do Sapucaí (MG), neste domingo (23), morreu durante a madrugada desta segunda-feira (24) no Hospital Alzira Velano, em Alfenas (MG), para onde foi transferido. Segundo o hospital, por volta de 3h, foi constatada a morte cerebral de Estevan Márcio dos Reis.
Conforme a Polícia Militar, vizinhos presenciaram a briga e socorreram o rapaz até a Santa Casa. Ainda de acordo com a polícia, a mãe do jovem também foi agredida com coronhadas na cabeça e levada até o pronto-socorro da cidade.
O pedreiro Clóvis Bento, de 43 anos, suspeito de fazer o disparo, continua foragido. A polícia não soube informar qual foi o motivo da discussão. A princípio, eles moravam na mesma casa e o homem já havia ameaçado matar o filho da companheira outras vezes. Segundo a polícia, testemunhas teriam visto o pedreiro bebendo em um bar antes do crime.

Fonte: G1

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Americano oferece R$ 200 mil por virgindade de brasileira

Um americano, sob pseudônimo de John Long, ofereceu mais de US$ 100 mil (R$ 202.570) pela virgindade da brasileira Catarina, leiloada em um site na internet. A estudante de Educação Física participa de um documentário idealizado pelo diretor australiano Justin Sisely, que, por mais de um ano, recrutou virgens para o projeto que seria como um reality show.
Quatro mulheres e três homens se candidataram, mas os selecionados acabaram desistindo durante as filmagens que, inicialmente, foram feitas nos Estados Unidos em função dos problemas legais na Austrália.
Assim, Catarina ganhou a vaga de protagonista no documentário que, neste momento, está sendo rodado em Bali, na Indonésia. O diretor ainda pode sofrer processo por favorecimento à prostituição, mas ele garante que está preparado. "Tecnicamente, você pode dizer que é prostituição, mas isso também é uma dicotomia porque eles são virgens. É sexo pela primeira vez", argumenta Sisely.
O outro protagonista do filme, que também está vendendo a virgindade, é o russo Alex Stepanov, 23 anos. "Meu filme é arte. Quero mostrar a transformação na vida deles. Estou interessado no que acontece antes e depois dessa experiência", diz o diretor. Sisely assegura que os jovens estão tendo acompanhamento psicológico.
O vencedor do leilão será o autor do maior lance, desde que apresente exames médicos e atestado de antecedentes criminais, mas alguns possíveis compradores já foram sabatinados por Sisely para participar do filme. Eles terão passagens, hospedagem e todas as despesas pagas para consumar o ato, em local ainda desconhecido, e devem ser entrevistados para o documentário. O site Virgins Wanted registra várias ofertas, mas a Thomas William Productions esclarece que elas somente serão válidas com o pagamento da taxa de adesão, estipulada em cerca de R$ 100. 

Fonte: Terra

Ex foi quem mandou matar jovem degolada, diz polícia

Lore de Santana foi morta por não dividir dinheiro da venda de casa. Dois homens a mataram e ex dirigiu carro usado na fuga, segundo a polícia. 
A Polícia Civil afirmou na noite desta quinta-feira (20) que esclareceu o assassinato da universitária Lore de Santana, encontrada degolada no ABC. Dois suspeitos foram presos, segundo o Jornal da Globo. Alan dos Santos Peçanha, de 27 anos, ex-marido da estudante que trabalhava como promotora de eventos, passou a noite prestando depoimento na Delegacia de Homicídios de Santo André. Para a polícia, ele planejou e participou do assassinato dela.
A jovem teria sido morta por não dividir o dinheiro da venda da casa dos pais dela. O outro suspeito, Robert Pirovani Gama, foi preso na madrugada desta quinta. Em depoimento à polícia, afirmou que ele e um comparsa, Raimundo Bezerra, que está foragido, receberam R$ 1 mil cada um para matar a estudante.
Segundo os investigadores, Lore de Santana lutou com os criminosos. Peritos recolheram amostras de pele debaixo das unhas da vítima. O material será comparado com o dos suspeitos num exame de DNA.
Robert e Raimundo aparecem nas imagens das câmeras de segurança saindo do carro da universitária, assassinada no dia 12. Segundo a polícia, o ex-marido dirigia o carro usado na fuga.
O veículo foi encontrado na casa do suspeito que está foragido, em São Bernardo do Campo, também no ABC.
Fonte: G1

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Colégio é investigado por fotos de alunos lambendo joelhos de padre

Uma investigação policial foi aberta após a divulgação de uma série de fotos que mostram estudantes de uma escola lambendo chantilly dos joelhos de um padre, na Polônia. As imagens, que parecem ser de uma "cerimônia de iniciação", foram postadas no site da Salesians High School, em Lubin, no sul do país, e mostram garotos e garotas de 13 anos com o padre Marcin Kozyra, que é o diretor da escolar. Ele se defendeu afirmando que esses rituais com calouros têm sido praticados há vários anos.

Além das fotos em que os jovens aparecem lambendo chantilly dos joelhos do padre, há imagens que mostram os adolescentes subindo escadas engatinhando. "Isso é muito perturbador", disse o porta-voz do governo polonês para assuntos sobre a infância, Marek Michalak, segundo o The Telegraph. "Certamente os limites da decência e das formas aceitáveis de contato corporal foram ultrapassados. Ordenei uma investigação e exigi uma explicação a todas as autoridades relevantes", afirmou.
Enquanto algumas pessoas disseram que ficaram chocadas com as fotos, os pais de alguns calouros apoiaram o padre. Em uma carta de defesa, eles alegaram que o que parece chantilly era creme de barbear e que ninguém havia sido forçado a comê-lo.
As imagens foram removidas do site da escola. Promotores locais investigam o caso e afirmaram que não prestarão queixas contra o padre Kozyra, mas condenaram o comportamento "de mau gosto".

Fonte: Terra

Pai mata filhos depois que ex-mulher trocou status no Facebook

Um homem é suspeito de matar os dois filhos e cometer suicídio após descobrir, pelo Facebook, que a ex-mulher estava em um novo relacionamento. Graham Anderson teria assassinado Jack, de 11 anos, e Bryn, de 3 anos, enquanto eles passavam duas semanas de férias em sua casa, em Wiltshire, na Inglaterra. Os corpos foram encontrados no último sábado (01), na casa de Graham.
Os meninos viviam com a mãe, Victoria Jones, mas visitavam a pai regularmente desde a separação do casal, no começo deste ano. Ainda não se sabe quando e como exatamente tudo aconteceu, mas a polícia acredita que o crime tenha ocorrido na última quinta (30), após Graham ver o status do Facebook de Victoria. Ela teria assumido um relacionamento sério com um homem chamado Lewis West. De acordo com rumores, Graham estaria tentando reatar o relacionamento com a ex-mulher quando viu a atualização.
Amigos da família fizeram homenagens, deixando flores na porta da casa de Victoria, em Andover, também na Inglaterra. “Você não espera que algo assim aconteça com alguém que você conhece. É tão triste”, disse a mãe de um dos amigos de Jack, que visitava o local da tragédia para levar flores e prestar respeito às vitimas.
“Nós estamos recolhendo imagens de câmeras de segurança de lojas em Tidworth e de ônibus pela cidade. É muito importante que estabeleçamos os movimentos de Graham Anderson e dos meninos entre 25 de agosto e 1° de setembro. Agradecemos a todos que nos forneceram pistas, mas estamos tentando renovar nosso acervo de informações“, disse Ian Saunders, inspetor do caso.

Estudante sofre acidente, rouba carro e invade área militar em SP, diz polícia

Um estudante de 25 anos é suspeito de roubar um carro e invadir uma área militar reservada na manhã da quarta-feira (19), em São Paulo. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), os crimes aconteceram após o jovem sofrer acidente na Rua Voluntários da Pátria, na Zona Norte.
Por volta das 6h30, o suspeito dirigia um Honda Civic dourado em alta velocidade quando perdeu o controle e bateu em um Hyundai Tucson. No outro carro estava um casal de idosos. O estudante desceu do Civic e tentou tirar à força o motorista da Tucson, um comerciante de 73 anos.
Segundo a polícia, um auxiliar administrativo de 31 anos que passava pela região pensou que o jovem tentava socorrer as vítimas e o ajudou. Quando o idoso foi retirado, o suspeito agrediu com um soco o auxiliar, entrou no Hyundai e fugiu. A mulher de 66 anos permanecia no veículo.
O estudante trafegou por alguns quarteirões até bater em um portão. A idosa ficou ferida. Ele abandonou a Tucson e seguiu para uma área militar reservada da Força Aérea Brasileira (FAB). Um militar que fazia a segurança da entrada mandou o suspeito parar, mas não foi obedecido.
O boletim de ocorrência aponta que o jovem subiu em uma torre de sinalização e acabou cercado por outros militares. Ele quebrou a antena da torre e a jogou no chão. Em seguida, pulou. Com a queda, sofreu várias lesões e desmaiou.
Ainda de acordo com a SSP, o suspeito foi levado ao pronto-socorro da Santa Casa, onde foi internado. Na noite desta quarta, ele passava por cirurgia. O caso foi registrado como roubo, trafegar em velocidade incompatível, lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, desobediência e dano qualificado, na Central de Flagrantes da 4º Delegacia Seccional de São Paulo, na Água Fria.
Fonte: G1

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Distrito Federal - Pitbull causa pânico nas ruas do Itapoã e é morto a tiros por policiais

Solto, um cachorro da raça pitbull causou pânico nos moradores da Quadra 61 do Itapoã na noite da terça-feira (18/9). Os moradores tentaram conter o animal com pedras e facas. Acuado, o animal invadiu uma das casas e avançou contra a moradora.
O cachorro de estimação dos moradores da casa tentou defender a dona, mas foi morto pelo pitbull. Para controlar a situação, policiais do Gtop 40, dispararam três vezes contra o pitbull. O animal também morreu. Grávida, a dona da casa invadida pelo animal teria passado mal e sido socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital Regional do Paranoá (HRP).
De acordo com a PM, os moradores afirmaram que o cão nunca tinha aparecido nas redondezas e que não conheciam o dono. Não foi registrado boletim de ocorrência do caso na 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá). 
Fonte: Correio Braziliense

Universitária presa por tráfico de ecstasy é libertada pela Justiça do RS


A juíza Sonáli da Cruz Zluhan concedeu liberdade para a estudante Ketlin Mattana, 18 anos, presa por tráfico de drogas no sábado, em Caxias do Sul, na serra gaúcha. A jovem foi flagrada por policiais rodoviários federais a bordo de um Veloster, na Rota do Sol. Os policiais encontraram 24 comprimidos de ecstasy dentro de sua bolsa. Ela se reservou ao direito de não se manifestar sobre o caso na Polícia Civil, mas foi autuada por tráfico e encaminhada ao presídio. Até as 19h de ontem, a Penitenciária Industrial não havia recebido o alvará de soltura. Por esse motivo, a universitária permanecia recolhida. O Ministério Público se manifestou pela manutenção da prisão, mas a juíza entendeu que a jovem tem residência fixa e não tem antecedentes, por isso, não representaria risco. Segundo despacho da magistrada, Ketlin não teria motivos para traficar uma vez que "possui poder econômico devidamente demonstrado". As informações são do jornal Zero Hora.

Ainda conforme a decisão, a prisão temporária se baseou em suposições "sem qualquer comprovação embasada em provas objetivas". Ketlin deve se apresentar semanalmente na Justiça durante a tramitação do processo. Sonáli ressaltou que houve uma busca por drogas na residência da garota, mas nada foi encontrado. O flagrante se desencadeou após denúncias recebidas pela PRF. A primeira informação dava conta de que uma pessoa havia vendido drogas numa festa no distrito de Fazenda Souza. Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal se deslocou à rodovia e interceptou o Veloster próximo ao acesso da BR-116. No carro, além da universitária, havia duas adolescentes. Os policiais, conforme o flagrante lavrado, vistoriaram o veículo e encontraram os comprimidos de ecstasy acondicionados numa caixa de balas. Em conversa informal aos policiais, a jovem disse que comprava a droga e revendia a amigos e conhecidos.
Fonte: Terra

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Briga entre vizinhos por conta de som alto termina com morte

Uma briga entre vizinhos provocou a morte de Joad Lucena de Oliveira, 40 anos. O estopim da confusão teria sido o som alto. Joad teria pedido ao vizinho para abaixar a música alta, quando uma discussão começou. O homem sacou uma arma e o matou, por volta das 14h, em frente à residência dele, na QNN 20, Ceilândia. Um morador da mesma quadra relata ter ouvido quatro disparos de arma de fogo. Ao sair na rua, Joad estava morto e um homem fugia em alta velocidade em um Santana.
Joad é irmão de um policial militar e o acusado, filho de um homem da mesma profissão. As brigas teriam ocorrido outras vezes pelo mesmo motivo, segundo irmã da vítima.

Fonte: Correio Braziliense

domingo, 16 de setembro de 2012

Polícia investiga se universitária degolada foi morta por vingança


A Polícia Civil de São Paulo investiga se a universitária Lore de Santana Vaz, encontrada degolada na quinta-feira (13), dentro de um carro em Santo André, no ABC, foi vítima de vingança. Entre as hipóteses que o setor de homicídios da Delegacia Seccional da cidade trabalha para explicar o assassinato da estudante de 26 anos está a possibilidade de que o crime contra ela tenha sido passional. O que sustenta essa tese é o fato de a morte ter sido violenta - ela teve o pescoço e a orelha cortados, como se alguém tivesse raiva dela, segundo a polícia. A motivação para o assassinato também é apurada.
Pelo menos três homens teriam participado do crime segundo informaram ao G1, neste sábado (15), policiais que participam da investigação. Câmeras de segurança gravaram o momento que dois homens deixaram o automóvel onde Lore estava e fugiram em outro veículo guiado por mais um suspeito. As imagens estão sendo analisadas pela polícia, que tenta identificar os suspeitos. As cenas ainda não foram divulgadas para a imprensa.
No boletim de ocorrência do caso ficou confirmado que foram levados o telefone celular e o aparelho de som do Fiat Uno cinza onde ela estava. O veículo foi abandonado na Rua Andradina, Vila Príncipe de Gales, às 22h14 de terça-feira (11). Apesar de os criminosos terem levados os pertences de Lore, o delegado Paulo Dionísio, que investiga o caso, chegou a dizer aos jornalistas nesta semana que a hipótese dela ter sido vítima de roubo seguido de morte não está descartada, mas que é pouco provável. Até este sábado nenhum dos três suspeitos pelo crime havia sido identificado pela investigação.

Mensagem
Antes de morrer, Lore Vaz, que trabalhava como promotora de eventos, havia escrito no dia 29 de agosto "Coração muito apertado e triste..." no Facebook. As outras mensagens postadas por ela na sua página pessoal na internet, bem como um notebook, uma agenda e um pen drive que estavam no carro abandonado deverão ser periciados pela Polícia Técnico-Científica. Os peritos analisarão se os recados têm alguma relação com o desaparecimento da mulher na terça-feira e a localização do corpo dela, na quinta.
A vítima era divorciada e tinha um filho de 10 anos, fruto do casamento com o ex-marido. Atualmente namorava Vinícius Cândido Teixeira. Em entrevista à TV Globo nesta semana, ele contou que Lore não tinha inimigos e nem relatou ter recebido ameaças. Mesmo assim, o homem, que prestou depoimento na delegacia também acredita na tese da polícia, de que a mulher não foi morta num assalto. Além dele, mais três pessoas ligadas à promotora foram ouvidos: a mãe da vítima, uma cunhada e o ex-marido dela. Eles contaram que Lore tinha "uma personalidade forte".
Fonte: G1

Soldados da Otan morrem em ataque de policiais afegãos



Quatro soldados da missão da Otan no Afeganistão (Isaf) morreram no sábado (15) vítimas de um ataque realizado por membros da polícia afegã, segundo informou esta noite em comunicado a organização militar.
O ataque aconteceu no sul do Afeganistão, e segundo a Isaf, que não deu detalhes sobre o caso, suspeita que se tratou de uma agressão "de dentro" e que "estão envolvidos membros da polícia afegã".
"A ação está sob investigação. A política da Isaf é deixar que as autoridades nacionais afetadas anunciem a identificação das vítimas", disse a organização.
O ataque ocorreu um dia depois que dois soldados britânicos foram mortos a tiros por um policial afegão enquanto retornava de uma patrulha na província de Helmand, um dos redutos da insurgência talibã.
Cerca de 50 militares da Aliança Atlântica perderam a vida neste ano nos chamados "ataques verde contra azul", em referência às cores dos respectivos uniformes oficiais.
O chefe da Isaf, o general John Allen, anunciou no início deste mês que as forças aliadas e afegãs elaboraram uma ampla estratégia para "diminuir" a onda de ataques contra soldados estrangeiros, encorajada pelos insurgentes talibãs.
Príncipe Harry
Um ataque contra Camp Bastion, no sul do Afeganistão, onde está localizada a base do príncipe Harry, deixou na sexta-feira (14) à noite dois mortos entre os soldados da Isaf, com o príncipe Harry fora de perigo, indicou a Isaf, a Força Internacional de Assistência à Segurança da Otan.
Uma autoridade americana da Defesa, que pediu para não ser identificada, afirmou que os dois mortos são marines americanos.
Fonte: G1



Adolescente de 16 anos é assassinada brutalmente em São Vicente, SP

Uma jovem de 16 anos foi morta a facadas e estrangulada dentro de casa na manhã do sábado (15), em São Vicente, no litoral de São Paulo. A principal suspeita, segundo a polícia, é a madrasta da vítima, que foi detida na tarde deste sábado. De acordo com a madrasta da adolescente, um homem invadiu a casa e matou a adolescente.
O crime aconteceu por volta das 6h30 na residência da vítima, no bairro Cidade Náutica, em São Vicente. Na versão contada pela madrasta da jovem à polícia, um homem entrou na casa, amarrou e vendou a madrasta e, foi ao quarto da adolescente onde a matou. Os irmãos da vítima, de 1 e 3 anos, também estavam na residência e não tiveram ferimentos.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Juvenal Marques Ferreira Filho, a vítima estava amarrada com fio de telefone, havia um fio de ferro no pescoço e várias facadas no corpo. Ele afirma que não há indícios de roubo no casa. "A maneira como ela foi brutalizada indica vingança, ou estado emocional muito alterado por parte de quem praticou o homicídio", diz Juvenal.

Para o delegado a história é contraditória. "Ela (madrasta) conta uma história muito estranha, que não viu ninguém entrar e, de repente, um cara acordou ela à noite e colocou uma venda nela. Mas a faca que foi usada estava lavada em cima da pia. Há roupas dela com manchas de sangue. A história dela é muito inverossímil", conta Juvenal. A casa não tinha sinais de arrombamento e, vizinhos afirmam não terem escutado nenhum barulho.

O delegado explica de que forma a polícia irá agir perante o caso. "A história que está sendo contada pela madrasta, companheira do pai dela, que está preso, é meio complicada, há muitas contradições. Foram apreendidas duas peças de roupa com manchas de sangue, isso está dando uma impressão de que a história não é realmente como ela contou", diz o delegado.

No fim da tarde de sábado, após a coleta de depoimentos, a madrasta foi levada para o 1º DP de São Vicente, onde ficará presa aguardando a decisão do juiz sobre o caso. Segundo delegado, a determinação deve ser apresentada entre domingo (16) e segunda-feira (17).

De acordo com a amiga da família, Aline Cardeal, a adolescente havia se mudado para São Vicente há cerca de um ano. A garota morava com a mãe em Uberlândia, em Minas Gerais, e veio para a cidade para ficar mais perto do pai, que foi preso há poucos meses. "Não imagino quem possa querer fazer mal a ela, era uma menina super quieta, não saía de casa, era religiosa e não tinha namorado", conta a amiga. Ainda segundo Aline, a adolescente não frequentava a escola desde que se mudou para São Vicente.
Fonte: G1

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

PC e MP investigam realocação de verbas de obras para confecção de gibis

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e o Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios (MPDFT) vão investigar formalmente o redirecionamento de quase R$ 1 milhão de recursos que seriam utilizados em obras para a confecção de cartilhas educativas e a elaboração de desenhos animados na região administrativa de Águas Claras. O caso foi denunciado ontem por reportagem do Correio. Além disso, um grupo de moradores da cidade vai protocolar hoje uma representação no Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) contra o administrador da cidade, Manoel Carneiro. O fato já estava na mira do TCDF e da Secretaria de Transparência e Controle do DF (STC).
A princípio, em 2011, o dinheiro havia sido destinado à infraestrutura por meio de emenda parlamentar do distrital Olair Francisco (PTdoB), mas a indicação acabou revisada, a pedido do próprio deputado, e redistribuída para um suposto projeto educacional. De acordo com o parlamentar autor da emenda, a transferência foi feita para atender demanda do administrador regional Manoel Carneiro, que é de indicação do deputado e, segundo Olair, um “homem de sua confiança”. Depois da mudança de destinação da verba, a administração contratou sem licitação a empresa Middle Way Editora Ltda., que tem na vice-presidência Marcus Catharino, amigo pessoal de longa data de Carneiro.
Fonte: Correio Braziliense

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Policial Civil se irrita e destrói vidraça de banco no DF


Um agente da Polícia Civil quase provou uma tragédia na tarde desta segunda-feira (10), no Guará. Após se irritar com a dispensa de notas de um terminal de autoatendimento de uma agência bancária, que emitia somente notas de R$ 2,00, o homem passou a destruir o mobiliário e as portas de vidro do estabelecimento. Situação que deixou os demais clientes apavorados com a cena.

Um sargento da policial militar que presenciou a situação abordou o homem, neste instante ambos sacaram suas armas, o agente da PCDF passou a ameaçar as pessoas que estavam nas proximidades do fato. Testemunhas disseram que durante todo o tempo o agente instigava para uma possível troca de tiros.


Após negociação, o homem que atua como escrivão na Polícia Civil, foi levado para a 4ª Delegacia de Polícia. Ele poderá sofrer sanções administrativas na corporação, além disso, ele vai responder pelos prejuízos causados ao banco.

Fonte: Jornal de Brasília 

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Jovens foram mortos porque moravam em bairro dominado por facção rival

Responsável pelas investigações sobre as mortes de seis jovens em Mesquita, na Baixada Fluminense, o delegado Júlio Silva Filho, da 53ª DP (Mesquita), disse ao iG nesta segunda-feira (10) suspeitar que os rapazes foram assassinados só porque moravam em um bairro cujo tráfico é dominado por uma facção rival ao dos traficantes da comunidade da Chatuba, apontados como os autores do crime.
Segundo Júlio, os jovens moravam no bairro do Cabral, em NIlópolis, que seria dominado pelo Terceiro Comando Puro (TCP) e na Chatuba, atua o Comando Vermelho (CV). De acordo com o delegado, nenhum dos mortos tem envolvimento com o crime.
O delegado informou que investiga outras três mortes ocorridas na Chatuba durante o fim de semana, entre elas a de um pastor evangélico e a do cadete da PM Jorge Augusto de Souza Alves Júnior, de 34 anos. Segundo Júlio, esses homicídios foram fatos isolados e nada têm a ver com o caso dos jovens mas foram cometidos pelo mesmo grupo.
Os corpos dos jovens foram achados em uma lona, com marcas de tiros, sem roupa e amarrados nas margens da rodovia Presidente Dutra, no bairro da Jacutinga, em Mesquita.
Os rapazes, que tinham entre 16 e 19 anos, desapareceram no úlitmo sábado (20) após terem ido para uma cachoeira no Parque Municipal de Mesquita.
Segundo reportagem do telejornal RJTV, da TV Globo, uma testemunha disse que o pai de um dos rapazes ligou para o telefone do filho. Um homem atendeu e disse que era para ele fazer outro filho porque aquele já era.

Fonte: IG

Pai de jovens mortas em queda de aeronave presenciou acidente

O gerente de fazenda Salomão Batista Freitas, 39 anos, pai de duas vítimas do acidente com o monomotor em Acreúna, no sudoeste de Goiás, assistiu à queda da aeronave que matou quatro pessoas na tarde deste domingo (9), entre elas as duas filhas, Francielle Alves Freitas, 19 anos, e Andressa Alves Freitas, de 14 anos. Enquanto esperava a remoção dos corpos, ele conversou com o G1 e lamentou: "Meus ourinhos estão alí".
Avião minutos antes do acidente

Salomão levou as meninas para fazerem o voo panorâmico de 5 minutos e pagou R$ 50 para cada uma. Ele contou que as filhas estavam muito animadas, principalmente Francielle, que era casada com Rogério Martins da Costa e deixou uma filha de 5 meses.
Andressa, que completou 14 anos no sábado (8), insistiu para ir junto com a irmã, segundo o pai. Salomão disse que chegou a ponderar com a filha, que ela poderia enjoar, mas a adolescente brincou: "Se eu enjoar, vomito em cima da minha irmã".
Além das duas irmãs, também morreram no acidente a bancária Nívia Maria Gomes Barros, 24 anos, e o piloto, Gary Paulo Costa e Silva.
Proprietário da aeronave, Gary mora em Pontalina, no sul do estado, e foi para o município fazer os passeios panorâmicos por causa do movimento da Exposição Agropecuária, realizada em Acreúna neste fim de semana, segundo disse ao G1 o pai do piloto, Aniceto de Oliveira. "Ele tem uns amigos aqui que o convidaram e ele veio fazer os voos", explicou.
Também piloto, o pai de Gary afirmou que o filho tinha mais de 10 anos de experiência e 2 mil horas de voo. Também garantiu que o avião era muito seguro e equipado.
Segundo Aniceto, foi o próprio Gary quem trouxe o avião dos Estados Unidos para Goiás. "Ele comprou e veio pilotando", disse o pai.
A aeronave caiu no pasto de uma fazenda logo após levantar voo, por volta das 17h30, a cerca de 100 metros da GO-513, que liga Acreúna ao distrito de Arantina. Os familiares das vítimas tiveram de aguarda por mais de três horas a chegada do Instituto Médico Legal (IML).
A equipe do IML de Rio Verde, cidade vizinha a Acreúna, chegou ao local pouco depois das 21h. A remoção dos corpos terminou às 22h.

Fonte: G1

Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense acha seis corpos de homens mortos a tiros próximo da via Dutra

A Polícia Militar do Rio de Janeiro achou na manhã desta segunda-feira (10) os corpos de seis homens mortos a tiros em uma rua que dá acesso à avenida Presidente Dutra, no bairro de Jacutinga, no município de Mesquita, na Baixada Fluminense.
A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense investiga se os corpos são de seis adolescentes de Nilópolis que estão desaparecidos desde o último sábado (8) quando foram a uma cachoeira na comunidade da Chatuba, em Mesquita.
Segundo a PM, as vítimas estavam sem roupa e algumas delas amarradas.
É a segunda chacina na Baixada nos últimos dois dias. Ontem (9), quatro pessoas foram achadas mortas em uma casa, em Japeri.

Fonte: IG

domingo, 9 de setembro de 2012

Morte de PM teria sido um presente de aniversário a traficante

Segundo fontes da Polícia militar, a morte do cadete da PM teria sido uma homenagem ao criminoso conhecido como Ratinho. O corpo, que foi encontrado neste sábado, teria sido oferecido como presente de aniversário supostamente comemorado neste final de semana pelo traficante, na Favela da Chatuba, no município de Mesquita, na Baixada Fluminense.
Corpo de Jorge Augusto de Souza Alves Júnior foi encontrado dentro do porta-malas de seu carro, em Mesquita. A identificação foi demorada porque o cadáver estava com o rosto desfigurado e também havia marcas de violência sexual, espancamento e tiros.
De acordo com colegas, Jorge Augusto foi visto pela última vez na sexta-feira à noite. Ele estava saindo de um show de pagode acompanhado de uma mulher, em Mesquita.
O caso foi registrado na 53ª DP (Mesquita) e repassado para a Divisão de Homicídios da Baixada.

Fonte: SRZD

Corpo de surfista mineiro é encontrado por pescadores em Alagoas

Após três dias de buscas, bombeiros resgataram o corpo do turista de Minas Gerais Júnior Alves Mansur, 23 anos, na praia do Francês, na cidade de Marechal Deodoro, 25 km de Maceió. Ele foi encontrado por pescadores na manhã deste domingo.
Júnior e o primo, Alexandre Gomes da Silva, 29 anos, foram a Alagoas para o casamento de um parente. Combinaram de surfar na praia do Francês, em um trecho perigoso, conhecido pelos surfistas profissionais como "coqueirais". 
Placas na região alertam os banhistas sobre os riscos do local, onde não há arrecifes e o mar é mais violento.
Alexandre sabia surfar, mas Júnior estava aprendendo. Os dois foram arrastados pelas águas quando estavam a 60 metros da costa. O primo mais velho foi salvo pelos bombeiros, consciente e com ferimento na cabeça.
Ele foi atendido pelo Samu e logo depois encaminhado a uma unidade mista de Saúde em Marechal Deodoro. Em seguida, foi levado ao Hospital Geral do Estado, onde recebeu alta.
O corpo de Júnior Mansur está no Instituto Médico Legal para perícia.

Fonte: Jornal do Brasil

Quatro são encontrados mortos a tiros em casa no Rio

A Polícia Militar do Rio encontrou quatro pessoas mortas a tiro em uma casa abandonada na manhã deste domingo, 9, após uma denúncia anônima pelo Disque Denúncia. De acordo com a PM, os corpos de três homens e uma mulher foram encontrados na casa localizada em Japeri, na Baixada Fluminense.
Ainda não há informações sobre a identidade das vítimas. Os vizinhos do bairro de Chacrinha teriam ouvido disparos por volta da meia-noite e acionaram a PM. O caso foi registrado na delegacia de Japeri, mas ainda não há pistas sobre a autoria dos crimes.
De acordo com as informações preliminares da Polícia Civil, entre as vítimas há dois adolescentes. Um deles seria filho de um pastor evangélico da região. Os familiares dos adolescentes foram chamados à delegacia para prestar informações.
Fonte: Diário da Grande ABC

sábado, 8 de setembro de 2012

Boxeadora suspeita de matar criança é presa em Guarulhos, diz polícia

  Ana Beatriz de Souza(13 anos)
 
Foi presa na noite da sexta-feira (7), em Guarulhos, na Grande São Paulo, a boxeadora Elizabeth Fernandes dos Santos, suspeita de matar a socos a jovem Ana Beatriz, de acordo com a Polícia Militar (PM).
O crime ocorreu em junho, em Praia Grande, no litoral sul de São Paulo, com a participação da mãe da menina e companheira da boxeadora, Ana Luiza Ferreira, e do pai da criança, Carlos José Bento de Souza, que já estão presos.
A PM recebeu uma denúncia anônima que levou à residência em que Elizabeth estava escondida, por volta das 22h. O caso foi registrado no 7º Distrito Policial de Guarulhos. Uma equipe da Polícia Civil de Praia Grande deve realizar a transferência da boxeadora para a Baixada Santista.
A polícia de Praia Grande já trabalhava com a hipótese de que Elizabeth teria fugido para Guarulhos. Durante uma operação em agosto, policiais chegaram a localizar um esconderijo da suspeita, mas ela já havia conseguido fugir.
Ana Beatriz de Souza, de 13 anos, foi morta no último dia 14 de junho, dentro da própria casa, no Jardim Anhanguera. O corpo da menina foi encontrado na Rodovia Anchieta com várias fraturas e ferimentos pelo corpo, além de sinais de esganadura.
Reconstituição
A mãe da vítima, Ana Luiza Ferreira, participou de uma reconstituição do assassinato da adolescente em 8 de agosto. De acordo com ela, o crime aconteceu quando um outro filho, de 7 anos, dormia em um quarto em frente ao local do assassinato. "Ela alegou que houve uma discussão muito forte entre a filha dela e a Elizabeth, que é namorada da Ana Luiza. A Elizabeth, que é boxeadora, teria agredido a filha dela com socos até a morte. Ela disse que tentou afastar a amante, mas não conseguiu. A reconstituição serviu para mostrar como a mãe foi omissa", explica o delegado Luiz Evandro Medeiros, responsável pelo caso.
 O ex-marido da mãe, que registrou Ana Beatriz como filha, é suspeito de ajudar a esconder o corpo da jovem.

Depois de ter visto a filha morta, Ana Luiza foi até o carro buscar um cobertor para esconder o cadáver. Durante a reconstituição, uma pequena fogueira foi encontrada nos fundos da casa com várias roupas queimadas e um anel. A polícia acredita que o trio pretendia enterrar a menina dentro da própria casa, ao invés de jogar o corpo na estrada.
Cartas
A polícia encontrou um caderno junto ao corpo da menina, jogado na Rodovia Anchieta. Dentro do caderno estavam duas cartas, uma para Elizabeth e outra para Ana Luíza. Nas cartas a vítima alegava que muitas vezes se sentia excluída em casa, mas também afirmava gostar bastante da mãe e da suposta assassina. Confira os bilhetes:
“Mãe, não sou uma boa filha, mas não estou fazendo essa carta para que você chore ou fique com pena, só quero que saiba que eu te amo muito. Mesmo não acreditando. Sou sua filha, mas às vezes sinto como se fosse uma intrusa nessa família. Mesmo assim te amo e gosto muito de você, da Beth e do Luiz. Desculpa por ser assim tão desobediente, é meu jeito”.
“Beth, sei que tenho te tratado muito mal, mas quero que saiba que não é porque não gosto de você, mas sinto que às vezes sou intrusa. Fico muito sozinha e estressada. Mas eu gosto muito de você e sei que sente saudade das suas filhas”.
 Outra hipótese
Apesar da mãe da vítima alegar que o assassinato aconteceu por causa de uma briga familiar, a polícia trabalha com uma outra hipótese. "Nós temos testemunhas protegidas que garantem que o ex-marido dela é traficante e usava a mãe e a adolescente para transportar drogas. A menina teria perdido uma quantidade de entorpecentes, o que motivou uma cobrança dos mais velhos. A mãe e a Elizabeth resolveram se desfazer da criança para compensar a cobrança por parte dos traficantes", explica o delegado.

Fonte: G1

domingo, 2 de setembro de 2012

PM exonera comandante suspeito de tentar beijar mulheres à força no DF

A Polícia Militar do Distrito Federal exonerou na sexta-feira (31) um tenente-coronel suspeito de tentar agarrar duas mulheres em um bar de Vicente Pires na madrugada do último domingo. O homem comandava um batalhão da PM e estaria embriagado durante a agressão.
Segundo a corregedoria do órgão, uma das vítimas trabalha no local e disse que ele tocou "as partes íntimas dela" e a "convidou para sair". A outra é uma policial militar que tentou socorrer a primeira mulher. A PM disse que foi aberto um processo administrativo para investigar o caso.
Fonte: G1-DF
 

Carro com nove pessoas sai da pista e deixa dois mortos no RS

Um acidente envolvendo um carro onde estavam nove jovens entre 15 e 18 anos na manhã deste domingo (2), deixou dois mortos e sete feridos na altura do quilômetro 11 da ERS-330, no município de Tenente Portela, segundo o Comando Rodoviário da Brigada Militar. Seis jovens estavam na carroceria de uma Saveiro e outros três estavam dentro da cabine, segundo a polícia. Eles voltavam de um baile no município de Derrubadas, também na Região Noroeste do estado.
O condutor, de 18 anos, perdeu o controle do veículo, desceu por um barranco e colidiu contra árvores, diz a polícia. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Um adolescente de 16 anos chegou a ser socorrido, mas morreu antes de chegar ao Hospital de Ijuí.
Um dos feridos foi encaminhado para o Hospital de Ijuí e, segundo informações da polícia, deve passar por uma cirurgia ainda neste domingo (2). As outras pessoas envolvidas no acidente foram para o Hospital Santo Antônio, de Tenente Portela. Um deles foi transferido para o Hospital de Passo Fundo e ainda dois para o Hospital de Frederico Westphalen.
Fonte: G1

10 mil podem ter sido expostos a vírus mortal em parque nos EUA

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos informou que 10 mil pessoas podem ter sido expostas a um vírus mortal, que provoca a “síndrome pulmonar por hantavírus” (HPS, na sigla em inglês), durante visita ao Parque Nacional de Yosemite, no oeste da Califórnia, este verão.
(Correção: ao ser publicada, esta reportagem informou que a doença se tratava da “Febre do Nilo Ocidental”. Entretanto, seu nome correto é “síndrome pulmonar por hantavírus”. A informação foi corrigida às 10h47 do dia 2.)
Pelo menos seis casos da doença foram confirmados. Dois infectados morreram, segundo o Departamento de Saúde Pública da Califórnia. As vítimas tinham em comum hospedagem no mesmo acampamento do parque.
A doença é rara, mas extremamente perigosa - ela mata cerca de um terço dos infectados. Ela é transmitida pela saliva, urina ou excrementos de ratos.
A direção do parque está contatando as 2,9 mil pessoas que estiveram no alojamento “Curry Village” entre os dias 10 de junho e 24 de agosto.
O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA estima que o parque foi visitado por 10 mil pessoas durante o período, número que inclui os visitantes do acampamento.
Segundo a direção do parque, o acampamento foi desinfetado, mas permanece fechado por tempo indeterminado.
A HPS tem um período de incubação que varia de duas a quatro semanas após a exposição ao vírus - mas em alguns casos pode chegar a seis semanas. Os sintomas incluem febre, dores musculares, dor de cabeça intensa, tosse e problemas gastrointestinais.
Não há nenhum tratamento específico para a doença – entretanto, o diagnóstico rápido aumenta as chances de sobrevivência.
Fonte: G1

sábado, 1 de setembro de 2012

Passageiros ficam seis horas dentro de avião no Aeroporto de Viracopos

Os passageiros de um voo que saiu de Bogotá, na Colômbia, ficaram seis horas dentro da aeronave após aterrissar na manhã deste sábado (1º) no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). Segundo a assessoria da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a espera ocorreu das 6h31 às 12h26.

O desembarque do voo, feito pela companhia Avianca, deveria ocorrer em Guarulhos, Grande São Paulo, por volta das 5h30, mas foi redirecionado por conta do mau tempo. Outras cinco viagens internacionais e oito domésticas foram deslocadas para Campinas até 15h30.

A Infraero informou que a companhia aérea Avianca não opera em Viracopos e disse que caberia à empresa decidir pelo embarque e responder pelo atendimento aos passageiros. Procurada pelo G1, a companhia aérea não se manifestou sobre o assunto até a publicação desta reportagem.

Fonte: G1

Candidato a vereador no PI passa mal e morre após discursar em palanque

Rodevaldo Nunes de Sousa, candidato a vereador do município de Amarante, a cerca de 160 quilômetros no sudoeste do Piauí, morreu na noite de sexta-feira (31) depois de passar mal enquanto estava em cima de um palanque, durante comício em um bairro da periferia da cidade. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rodevaldo tinha 34 anos e participava de sua primeira eleição. Ele era filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT).
Segundo Valdeci Leite Barros, diretora do Hospital Estadual Dr. Francisco Ayres Cavalcante, de Amarante, o candidato do PDT chegou ao local às 22h40 da sexta-feira inconsciente e sem batimentos cardíacos. "Todos os procedimentos para reanimá-lo foram feitos, mas nada se conseguiu. Tudo indica que foi um infarto", afirmou ela ao G1.
O sócio de uma rádio local que assistia ao comício contou à reportagem que um palanque foi improvisado na parte traseira de um caminhão na rua do bairro Alto Alegre para que candidatos pudessem apresentar suas propostas de campanha à população local. Sérgio José de Carvalho disse que entre 20 e 25 pessoas estavam em cima do palanque. "Ele foi o antepenúltimo a falar, pediu os votos. Disse que ontem tinha passado em outro bairro. Quando passou seus dois minutos, ele passou o microfone para o próximo, e depois começou a passar mal", afirmou.
De acordo com Sérgio, uma médica que também é candidata à Câmara Municipal tentou procedimentos de primeiros socorros antes que Rodevaldo fosse colocando em um carro e levado ao hospital. Segundo moradores da cidade, ele era solteiro e ajudava o pai a administrar negócios na cidade. Eles afirmaram que o velório teve início na manhã deste sábado (1º) em uma zona rural do município, perto de onde a família de Rodevaldo tem uma fazenda.
O G1 tentou entrar em contato com os diretórios estadual e nacional do PDT, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Fonte:g1