quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Bebê tem braço amputado após suspeita de erro médico em SP

Um bebê de 40 dias teve o braço direito amputado na manhã desta quinta-feira no Pronto Socorro da Vila Industrial, em São José dos Campos, interior de São Paulo. Uma enfermeira teria aplicado medicação na artéria, mas deveria ser na veia. 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde da cidade, o bebê deu entrada no hospital no domingo com um quadro de grave arritmia cardíaca e choque cardiogênico e foi prontamente atendido no setor de emergência da pediatria. Durante o atendimento emergencial, houve uma parada cardíaca, revertida após as manobras de reanimação. 

De acordo com a secretaria, ele foi então encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica e observou-se uma isquemia (um problema circulatório) no braço direito. A amputação foi necessária por causa dessa falta de circulação sanguínea no braço provocada por essa isquemia. 

 "Em tese houve erro médico, a polícia vai investigar", disse o delegado do 5º Distrito Policial da cidade, onde o caso foi registrtado, Márcio Ramalho. O hospital também foi à delegacia e registrou um boletim de ocorrência contra a tia do bebê. 

"Registrei um B.O. contra ela (tia) por desobediência. Segundo os funcionários do local, ela entrou na UTI para tirar fotos do bebê e discutiu ao ser encaminhada para fora da sala de cirurgia", informou Ramalho. Agora o delegado espera um relatório do Instituto Médico Legal (IML) para confirmar se houve o erro médico. A enfermeira pode ser autuada por lesão corporal culposa, quando não há intenção. 

A secretaria de saúde afirma que "numa análise preliminar do caso, a direção do hospital não encontrou indícios de negligência, imperícia ou imprudência nas condutas tomadas no referido caso. O hospital municipal vai encaminhar o caso para avaliação do CRM (Conselho Regional de Medicina) através da Comissão de Ética Médica do hospital, assim como internamente será constituída uma sindicância administrativa para melhor avaliar o ocorrido para que não haja qualquer suspeita de má prática clínica." 

Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!