segunda-feira, 18 de junho de 2012

Cobra de aparece em 15º andar de prédio em Brasília

A comerciante Kelly Roberta Rigo, 28 anos, e o marido, o policial civil Rodrigo Piante Salles, 41, tiveram um visita inesperada neste fim de semana. Na sexta-feira (15/6), ela estranhou um barulho no teto do quarto do casal. Do revestimento, escutou um som que parecia de uma lagartixa. Até que, ao olhar de perto, a comerciante viu que se tratava de uma cobra branca rajada de laranja enrolada.

"Vimos a cobra pela primeira vez por volta 23h50. Como já era tarde, fechamos a porta do quarto de casal e fomos dormir na sala", conta Kelly Rigo. No sábado, por volta das 8h30, o casal ligou para o 190 e, às 10h15, chegou uma equipe da Polícia Militar Ambiental que, mesmo quebrando o teto de gesso, não conseguiu localizar o animal. O rombo foi de cerca 1m de diâmetro.

"O síndico do prédio (que fica a uma quadra do Parque de Águas Claras) colocou um aviso no elevador informando do ocorrido e pedindo que, caso algum morador encontrasse o animal, ligasse para a PM", disse Kelly.
Neste domingo, o casal se surpreendeu, mais uma vez, com o barulho da cobra. Donos de três gatos, Kelly e Rodrigo perceberam pela agitação dos felinos que algo rastejava no teto do quarto. Mais uma vez, acionaram a PM. Uma equipe com seis militares apareceu por volta das 22h.

O sargento Edson Câmara, da PM Ambiental, identificou o réptil como uma jiboia exótica com cerca de 1m de comprimento, provavelmente, domesticada. Portanto, ela deve ter saído de outro apartamento, mas o dono não deu falta ou não se manifestou para evitar problema com os vizinhos.

Os policiais trabalharam até às 23h30 para retirar o animal do gesso, mas não obtiveram sucesso. A operação vai ser retomada nesta segunda-feira (18/6). Assim que for resgatado, ele deverá ser levado para sede da companhia, na Candangolândia.
Fonte: Correio Braziliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!