sexta-feira, 3 de abril de 2009

SERIAL KILLER É PRESO PELA POLICIA CIVÍL DE BRASILIA


Policiais da Divisão de Repressão à Sequestros (DRS) prenderam Sérgio Alexander Dias Casadio, 35 anos, acusado de matar três pessoas, entre elas a namorada de 33 anos. A fonte de inspiração para cometer os crimes, segundo ele, foram os seriados americanos Dexter e CSI , com os quais aprendeu formas de cometer os homicídios e de destruir as provas. Orly Barbosa de Alencar, sua primeira vítima, foi abordado no dia 26 de novembro de 2008, próximo ao Alameda Shopping, em Taguatinga. Orly foi levado ao cativeiro, no Vicente Pires, com o auxílio de Rizia Rejane de Oliveira Alves, namorada de Sérgio, e que posteriormente se tornaria mais uma de suas vítimas. Após tentativas frustradas de pedido de resgate, Sérgio levou Orly até as proximidades de Edilândia/GO, onde o matou e ateou fogo ao corpo. O sequestro seguinte aconteceu poucos dias depois, em 03 de dezembro, e, mesmo com o pagamento do resgate, a vítima foi executada. Carlito Campinho Santos Sobrinho, 21 anos, foi abordado por Sérgio, com a ajuda de um policial militar, que também encontra-se preso. Eles simularam uma colisão contra o veículo que a vítima dirigia e, ao sair do carro para verificar os danos, a subjugaram. O pedido de resgate de R$ 5 mil foi pago pela família da vítima, mas ela foi morta no dia 04 de dezembro, enforcada com um fio de eletricidade. O corpo foi lançado no rio Corumbá, próximo à cidade de Cocalzinho/GO. No dia seguinte foi localizado e encaminhado ao IML de Anápolis, onde foi necropsiado e sepultado como não identificado. A cúmplice nos crimes, Rizia Rejane, seria a próxima vítima de Sérgio. Ela foi agredida com um pedaço de granito e um vaso de cerâmica, em casa, no dia 02 de janeiro deste ano. O motivo: R$ 28 mil provenientes da venda de um terreno. Seu corpo foi queimado na mesma região em que o cadáver da primeira vítima, Orly Barbosa, foi deixado, em Edilândia/GO. As investigações desse assassinato foram realizadas pela 38ª DP, de Vicente Pires, que atuou de forma conjunta com a DRS. Ao ser preso, Sérgio Casadio agradeceu à polícia, afirmando que não pararia de cometer seus crimes até ser pego.
Fonte: Policia Civíl de Brasilia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar !!!!!!